Cadaveria: entrevista para o Femme Metal Webzine

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por José Antonio Alves, Fonte: Femme Metal Webzine, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 06/04/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A vocalista Cadaveria foi entrevistada recentemente pelo Femme Metal Webzine, alguns trechos da conversa seguem abaixo:

FMW: Oi Cadaveria, bem-vinda ao Femme Metal.net. Como você está? Você lançará um novo álbum este ano chamado "Horror Metal", que será lançado via Baker Team. Gostaria de revelar algo sobre isso?

5000 acessosManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?5000 acessosSeparados no nascimento: Cazuza e Lauro Corona

Cadaveria: Nosso novo álbum, intitulado "Horror Metal", já está nas lojas, desde 31 de janeiro de 2012. Ficamos animados com ele e estamos muito satisfeitos com a forma que trabalhamos e obtivemos este resultado final. Fãs e críticos parecem ter a mesma opinião. Todas as faixas foram escritas com o nosso novo guitarrista, Dick Laurent. Posso dizer que esta entrada trouxe uma nova energia na banda, e nos levou a abordar as composições de "Horror Metal" com um grande entusiasmo, como era no nosso álbum de estréia. Este sentimento pode ser percebido no som, que foi renovado, sem distorcer sua natureza. Este é certamente o álbum mais obscuro, doente e completamente "Cadaveria" que lançamos.

FMW: Cadaveria é uma banda italiana de black metal, fundada em 2001 e você vinha do Opera IX. Gostaria de dar-nos, brevemente, um pouco da biografia da banda, para aquelas pessoas que ainda não ouviram a sua música?

Cadaveria: Eu e Flegias decidimos iniciar isso em 1990. Entramos no Opera IX, trazendo uma voz feminina "rosnada" que chamaria a atenção na cena do metal. Nesse período, apenas Sabina Classen de Holy Moses era conhecida na cena. Em 2001, nos separamos do Opera IX e decidimos fundar uma nova banda, porque nós sentíamos que haviam idéias diferentes para propor neste círculo musical, e queríamos nos desvencilhar dos estereótipos do gênero que havíamos conseguido na banda anterior. Mesmo que, em dez anos, lançamos apenas quatro álbuns, fizemos o nosso melhor e agora podemos olhar para os nossos álbuns anteriores, sem arrependimentos. Temos grandes satisfações dos shows que fizemos no exterior, na Europa e na América Central, e do fato do número de fãs continuar a crescer dia após dia.

FMW: Seu estilo é denominado como "Horror Metal". Poderia explicar quem teve a idéia de colocar esse nome para o som da banda e acima de tudo, a razão da opção?

Cadaveria: Para ser honesta, eu não me lembro exatamente quem usou esta definição pela primeira vez para descrever o nosso som, talvez a Scarlet Records no período do lançamento do nosso álbum de estréia... Enfim, o que é certo é que, desde então, todos os fãs e críticos começaram a utilizar este termo para identificar o estilo do Cadaveria. Nós gostamos disso, porque, o horror metal não é específico, e nós amamos o fato de não estar presos a um gênero específico. Se você ouvir um álbum do Cadaveria, poderá encontrar muitas influências: de Black Sabbath ao Tool, passando por Celtic Frost e Death. Um termo vago como o horror metal é perfeito para nós. Finalmente, com este último álbum, nós jogamos com a palavra "Horror": muitas letras foram inspiradas por filmes de terror, bem como as fotos da banda... E os ambientes percebidos nestas onze novas faixas são certamente obscuros e doentes!

FMW: Como você acha que será a reação dos fãs neste novo disco? Você acha que será apreciado?

Cadaveria: A grande maioria das reações são extremamente positivas, e com isso vamos entender que estamos trabalhando no caminho certo. Claro, os detratores estão sempre sob o canto, especialmente se há uma mulher cantando, mas estamos acostumados a isso e, acima de tudo, sem rumores de que você não seria ninguém.

FMW: Se você pudesse apresentar este álbum com suas próprias palavras, quais seriam as usadas para os fãs ou imprensa?

Cadaveria: O mais obscuro e poderoso álbum já lançado pelos fantasmas, madame!

A entrevista completa (em inglês) pode ser conferida no link abaixo:

http://femmemetalwebzine.net/interview-cadaveria-cadaveria...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Cadaveria"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Cadaveria"0 acessosTodas as matérias sobre "Opera Ix"

ManowarManowar
Você acha as fotos da década de 80 ridículas?

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Cazuza e Lauro Corona

Big FourBig Four
Astros da cena Heavy escolhem banda preferida

5000 acessosEmos: 23 músicas que já estiveram na sua playlist5000 acessosDave Navarro: conheça a filha atriz pornô do músico5000 acessosAndreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"5000 acessosThe James Gang - A gangue encrenqueira do rock5000 acessosJanaína Paschoal: "Prefiro Pink Floyd e Dire Straits a Iron Maiden"4605 acessosPunk: três exemplos de como tocar na batera também é difícil

Sobre José Antonio Alves

Aventureiro, mochileiro, amante da cultura latina e claro, fã de um dos estilos mais fascinantes deste universo musical: o Heavy Metal!

Mais matérias de José Antonio Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online