Matérias Mais Lidas

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemSummer Breeze Open Air Brasil acontece em abril de 2023 em São Paulo

imagemLady Gaga: "o Iron Maiden mudou a minha vida!"

imagemPink Floyd: Suas 10 músicas mais subvalorizadas, segundo a What Culture

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemMorre aos 43 anos Andrew LaBarre, ex-guitarrista e vocalista da banda Impaled

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal


Airbourne 2022

Anthares: entrevista para o Metal On Metal

Por Ya Exodus
Fonte: Metal On Metal
Em 04/05/12

O Anthares teve seu retorno aos palcos em 2004 e lançaram uma demo em 2005, quando sairá o novo álbum? E o que podemos esperar dele?

Evandro Júnior: Estamos realmente trabalhando duro atualmente para presentear todos os fãs da banda com um album grandioso! O repertório está pronto. Serão ao todo 10 sons, duas musicas serão regravações de demo-tapes dos anos 90, com uma pegada mais Thrash e cantadas em Português. Os novos sons, como "Pesadelo Sulamericano", "O Ócio" e "Sementes Perdidas" ficaram da forma que a banda queria e mantêm as raízes da banda fincadas no Thrash que sempre executamos! Nós devemos esse álbum prá todos aqueles que sempre nos apoiaram ao longo de quase 03 décadas e não queremos desapontá-los! Na verdade em 2005 nós não chegamos a gravar uma demo, essa informação foi mal interpretada na época.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

O vocalista Henrique Poço, vocalista da banda no clássico No Limite da Força, chegou a ser convidado para o retorno? E como vocês chegaram ao Diego, o novo dono do posto?

Evandro Júnior: Quando o Anthares voltou a ativa em 2004, o Henrique "Poço" já vivia no Nordeste, mais especificamente em Recife. Estava casado e com filhos, portanto, não havia a menor possibilidade disto acontecer. Por incrível que pareça, um dos responsaveis pela volta do Anthares, foi nosso vocalista anterior ao Diego, o Frank Gasparotto que era fã da banda e conheceu o Pardal, baixista original e membro atual do Anthares. Por insistência dos 02, voltamos a ensaiar juntos, com a mesma formação que havia encerrado as atividades nos anos 90 e com um novo vocalista. Realizamos diversos shows durante esse período, até que o Frank não pode mais continuar com a banda. Foi aí que o Mauricio Amaral (guitarrista) convidou o Diego Nogueira prá assumir os vocais do Anthares, coisa que ele jamais havia feito, pois era baixista do Blasthrash (e continua até hoje). Foi realmente a escolha certa para a banda, o Diego evoluiu muito como vocalista e front man e vai surpreender muita gente quando o álbum for lançado!

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O ex-vocalista Henrique "Poço" contribuiu para o novo disco com a letra de "O Ócio". Como se deu essa interação?

Evandro Júnior: Nós nunca deixamos de manter contato com o Poço. Além de um grande amigo, ele é membro eterno do Anthares, assim como todos os outros que passaram pela banda e deixaram a sua marca. Ano passado o Poço me ligou e disse que tinha acabado de escrever uma letra para a banda. Imediatamente começamos a trabalhar numa música nova e a letra se encaixou perfeitamente. É uma enorme satisfação prá nós termos uma contribuição dele no novo álbum!

O disco ‘No Limite da Força’ é considerado um clássico do metal nacional. Como você analisa a importância dele para a cena?

Evandro Júnior: Quando lançamos o disco pela Devil Discos em 1987 não tinhamos a dimensão do que ele representaria para a cena do metal nacional. O disco se tornou um marco, um dos álbuns pioneiros do Thrash nacional e continua sendo comentado e respeitado nos dias atuais, tanto que ele foi relançado em CD em 2011 pela Rock Machine Records e acabou se esgotando em pouco tempo. Recentemente tb foi relançado em vinil num pack de luxo por um selo em Portugal com cópias limitadas. O álbum colocou o Anthares numa posição de destaque no final dos anos 80 e viajamos por todo o país realizando shows históricos e inesquecíveis. É uma satisfação para todos nós termos deixado este legado para as novas gerações de fãs do Metal nacional!

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Fale-nos um pouco sobre a fase dos anos 90. Por que a banda não continuou e lançou um disco?

Evandro Júnior: Os anos 90 foram bem difíceis pro Anthares. Primeiro com a saída do Poço, e algum tempo depois, o Aranha, guitarrista original e membro fundador. O Cristian Echenique, guitarrista que também gravou o álbum, já havia saído anteriormente da banda e foi morar no Chile. Eu particularmente insisti muito na sobrevivência da banda, investi tudo o que eu pude e depois de algum tempo trancados em estúdio, eu, o Pardal, o Mauricio e o Topperman, guitarrista que veio do Korzus ainda na época do "Poço" e permanece até os dias de hoje, acabamos encontrando o Renato Higa, depois de outras experiências com vocais. Com o Renato fizemos muitos shows e gravamos duas demos que foram bastante divulgadas no circuito underground, mas não conseguimos gravar o disco… A banda parou em 1996. Cada um partiu para novos projetos e acabamos por voltar em 2004.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Vocês acompanham o atual momento cena nacional. O que vocês acham das declarações de alguns músicos dizendo que o metal do Brasil está morto?

Evandro Júnior: Se está se referindo ao Edu Falaschi, eu diria que ele está bem enganado… Ou estava naquele momento e depois se arrependeu (não acompanhei mais). Para quem vive o Underground nacional há quase três décadas, posso dizer com certeza que o Metal nacional vive seu maior momento, com novas e ótimas bandas despontando, a internet como arma absurdamente grande nos trabalhos de divulgação, bares abrem e fecham como sempre foi, mas vejo muitos eventos rolando ao mesmo tempo. O Brasil se tornou país obrigatório para todas as bandas gringas que querem atingir o estrelato, e hoje vejo bandas nacionais fazendo grandes shows. O resto é ‘mimimi’ de quem não viveu intensamente o underground e saltou direto para o "mainstream".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Como vocês veem a realização de um festival como o Metal Open Air no Brasil, e principalmente no Nordeste? Houve algum contato quanto a participação do Anthares?

Evandro Júnior: Pra mim foi a melhor notícia dos últimos meses, mais uma vez uma prova de que o Metal no Brasil não morreu. A Negri Concerts está de parabéns pela realização do MOA, um mega festival fora do eixo Rio-Sp que tem tudo para vingar! E com um detalhe, metade das bandas são nacionais! Rolou uma campanha feita por fãs do Anthares que enviaram vários e-mails para a produtora pedindo a presença da banda, fiquei sabendo e acompanhei a campanha. Foi muito legal, muito gratificante!

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Vocês devem estar cientes da importância do Anthares no cenário nacional. Há planos para um tournê pelo país?

Evandro Júnior: Sim, há planos para isso! E espero estar com o novo disco nas mãos para poder apresentar o novo trabalho para toda essa galera do metal espalhada pelo país! Em Maio estaremos pela primeira vez em Caruarú, no dia 5 e em Brasília num mega thrashfest no dia 12. Depois tocamos em SP no dia 26 numa festa fechada de um grupo do Facebook chamado Metal Friends, e ainda vem mais shows por aí! Para todos os Thrashers do Brasil, aguardem o Anthares pois tocaremos na sua região em breve! Esperamos vocês todos por lá! Thrash Till Death!

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Ya Exodus

Yasmin Amaral, mais conhecida por Ya Exodus, é editora do blog Metal On Metal, colunista no site Imprensa do Rock, atua com freelances para outros sites e também é supervisora na assessoria de imprensa Island Press. Natural de São Paulo, começou sua história na música aos 10 anos aprendendo guitarra e já chegou a tocar com bandas como Salário Mínimo e Sinaya. Admiradora da banda Exodus, e do Metal em geral tenta fortalecer a cena fazendo alguns eventos no interior de São Paulo. Além disso hoje possui uma empresa para management de bandas.

Mais matérias de Ya Exodus.