Indústria Musical: 70% do Spotify vai pros músicos?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

Lentamente, mas continuamente, informações delicadas continuam a vazar sobre os pagamentos e o repasse de royalties feitos pelo Spotify. E dessa vez, oriundos da própria empresa – mais especificamente, de D.A. Wallach, da [banda indie] Chester French. O Spotify está usando Wallach para convencer aos artistas de que o Spotify vale a pena pra eles – agora, e no futuro.

publicidade

Nessa discussão com o site Hypebot, Wallach – um ex-aluno de Harvard – revelou isso:

"Qualquer pessoa que não ache que estejamos pagando uma porção justa não leu os números que repassamos. De longe, a grande maioria do dinheiro que estamos fazendo vai pros donos da música – cerca de 70%. Quando comparamos com o iTunes, o ouvinte comum gasta 60 dólares por ano na comunidade criativa, enquanto os usuários de Spotify Premium gastam 120 ao ano."

publicidade

Até essa altura, o Spotify negou-se a compartilhar valores específicos relacionados ao repasse de qualquer tipo, alegando acordos de confidencialidade.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


O Rock Morreu: mas a boa notícia é que ele está embalsamadoO Rock Morreu
Mas a boa notícia é que ele está embalsamado

Indústria: 17 coisas que bandas novas simplesmente não entendemIndústria
17 coisas que bandas novas simplesmente não entendem


Creed: nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling StoneCreed
Nomeada pior banda dos anos 1990 pela Rolling Stone

Trollagem: quando as bandas decidem zoar com o playbackTrollagem
Quando as bandas decidem zoar com o playback


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin