Paul McCartney: manifestando apoio às Pussy Riot

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Billboard
Enviar Correções  

Depois da MADONNA e das ativistas do Femen (inclusive em São Paulo), entre outros artistas manifestarem apoio ao grupo punk feminino russo PUSSY RIOT, é o ex-BEATLE PAUL MCCARTNEY que se manifesta a favor das garotas.

As meninas estão detidas por ter feito uma oração numa catedral em Moscou em que pediram que a Virgem Maria livrasse a Rússia de Vladimir Putin e serão julgadas amanhã, 17 de agosto, e poderão pegar até três anos de prisão.

publicidade

Em uma carta aberta endereçada ao trio, PAUL diz: "Estou escrevendo para mostrar o meu apoio a vocês neste momento difícil. Gostaria que vocês soubessem que, sinceramente, espero que as autoridades russas apoiem o principio da liberdade de expressão para todos os seus cidadãos e não resolvam puni-las pelo seu protesto. Muitas pessoas no mundo civilizado podem expressar suas opiniões e, enquanto elas não fizerem mal a ninguém, acredito que este seja o melhor caminho para todas as sociedades. Espero que vocês permaneçam fortes e saibam que eu e muitos outros como eu acreditamos na liberdade de expressão e vamos fazer tudo que está ao nosso alcance para apoiar vocês e a ideia da liberdade artística".

publicidade

publicidade



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Tarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000Tarja
Agredida sexualmente por fã durante show no México em 2000

Ozzy Osbourne: Fim do Guns foi a maior tragédia do rockOzzy Osbourne
Fim do Guns foi a maior tragédia do rock


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin