Megadeth: Marty Friedman tece elogios a Mustaine em entrevista

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 04/12/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O ex-guitarrista do MEGADETH, Marty Friedman, foi entrevistado na última edição do Metal Injection Livecast. Alguns trechos desta conversa estão transcritos abaixo:

781 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosMonsters of Rock: a feijoada que quase derrubou King Diamond

Sobre como ele se sente ao ouvir o “Countdown to Extinction” 20 anos após seu lançamento original:

Friedman: “Para ser honesto eu não fico ouvindo as coisas do passado, até meus trabalhos solo, assim que estão prontos. Exceto, obviamente, se estou em preparação para uma turnê ou algo do tipo. Quando estou trabalhando em algo, trabalho tão duro pra ter certeza que está perfeito, que geralmente fico bem satisfeito com o resultado. Então, quando está pronto, está pronto. Não quero olhar para trás. Mas estou completamente certo de que se ouvisse as coisas antigas do MEGADETH eu ficaria feliz e orgulhoso.”

“Há muitas memórias presas a ele. Obviamente, se eu fosse tocá-lo agora, seria 20 anos melhor, porque, com sorte, eu melhorei ao invés de regredir como músico e guitarrista. Então estou certo que faria coisas completamente diferentes agora, mas eu ainda estou muito, muito feliz com todo esse material.”

Sobre trabalhar com o frontman do MEGADETH, Dave Mustaine:

Friedman: “Ele era ótimo. Ele era absolutamente fantástico. De fato, trabalhar com ele foi o que fez tudo valer a pena, porque ele meio que gostava de mim, e é muito, muito fã do processo de criação musical, e fazer o que quer que seja para que tudo saia o melhor possível, e não falo isso como uma coisa ruim. Ele é muito perfeccionista quando se trata de música e eu sou exatamente da mesma forma, então nós realmente trabalhamos juntos. Se eu vou trabalhar com alguém, preciso que estejam motivados, e ele definitivamente estava, e eu também. Então eu realmente adorava trabalhar com ele, e foi por isso que ficamos juntos tanto tempo.”

Sobre os tons políticos na música do MEGADETH:

Friedman: “Serei honesto com você: Eu nunca entendi... Naquele tempo houve muita conversa política com as letras, e essas coisas sempre me deixaram perplexo, cara. Eu não tinha ideia sobre o que MUSTAINE estava falando. Se alguém me perguntasse sobre as letras do MEGADETH, eu diria que não tinha ideia. E Dave ficaria tipo: ‘Cara, você tem que entender sobre o que essas músicas estão falando. ’ Eu não sou uma pessoa politizada, eu simplesmente não acompanho o processo. Eu não poderia lhe dizer quem é o vice presidente neste momento. Eu não tenho ideia. Vamos colocar desta forma... Eu não tenho ideia.”

Sobre ele ainda ouvir metal:

Friedman: “Acabei de produzir um álbum chamado ‘Metal Clone X’ que é o álbum mais pesado que eu já gravei. Eu amo metal, mas eu faço isso desde que era um adolescente, então o metal tem que ser muito bom se vai entrar no meu radar. Só porque é metal... Quero dizer, eu já ouvi tanto metal na minha vida, então, ele tem que ser muito bom.”

“Então, de vez em quando, algo muito radical rouba minha atenção. Como alguns anos atrás, quando ouvi DECAPITATED [...], e então eu ouvi CHTONIC[...]. Ouço coisas de vez em quando que me pegam pelo ouvido, mas se não tem nada de novo não vai aparecer eu meu radar. Não curto o metal tradicional, definitivamente não.”

Link do Podcast:
http://www.metalinjection.net/podcasts/livecast/livecast-188...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

781 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa477 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3396 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegadethMegadeth
Se você me conhece você não me odeia, diz Mustaine

Kiko LoureiroKiko Loureiro
A influência do Metallica na vida do guitarrista

Electra MustaineElectra Mustaine
A linda filha do Sr. Dave Mustaine

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"0 acessosTodas as matérias sobre "Marty Friedman"

Monsters of RockMonsters of Rock
A feijoada que quase derrubou King Diamond

PreçosPreços
Quanto custa para contratar a sua banda favorita

QueenQueen
A declaração musical de ódio de Freddie Mercury

5000 acessosMonsters of Rock: a feijoada que quase derrubou King Diamond5000 acessosPreços: quanto custa para contratar a sua banda favorita5000 acessosDeath On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie Mercury5000 acessosPink Floyd: Nick Mason compara saída de Waters à morte de Stalin5000 acessosDave Mustaine: detratores são cruéis, mas não burros5000 acessosCopa do Mundo: Mojo elege as 15 canções mais incríveis do Brasil

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online