KK Downing: participando de álbum do Queensryche de Tate

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: classicrockmagazine.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 25/01/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


5000 acessosBill Ward: os dez discos de metal favoritos do baterista5000 acessosHeadbangers: o preconceito mostrado em vídeo bem-humorado

O guitarrista aposentado do Judas Priest, KK Downing, fará uma participação especial no álbum de 2013 da versão de Geoff Tate do Queensryche.

A banda derivada passou por mais uma mudança na formação no decorrer das sessões de gravação.

O baterista do Ratt, Bobby Blotzer, saiu da banda e será substituído por Simon Wright do AC/DC, Dio e Rhino Bucket.

E o ex- guitarrista do Megadeth, Glen Drover, que saiu antes de tocar uma nota sequer, foi substituído pelo irmão do baixista Rudy Sarzo, Robert.

A formação é completa pelo guitarrista Kelly Gray e pelo tecladista Randy Gane.

Anunciando um contrato com a Cleopatra Records, Tate deixa claro que ele sente que sua banda é uma continuação do Queensryche original, ao contrário da formação liderada por Todd La Torre. Ele diz: “Eu tento me cercar dos melhores músicos disponíveis. Nossos fãs de longa data não merecem nada menos que isso. Eu espero que o próximo trabalho seja nosso melhor até então”.

Tate noticia que Blotzer voltou para o Ratt, dando a entender que a banda de glam-metal está preparando um retorno esse ano – mas ele fará uma participação especial no disco, juntamente com Downing e o guitarrista do King’s X, Ty Tabor..

Wright, o baterista, diz: “Não vejo a hora de entrar nessa. Sempre admirei a forma do Geoff cantar e compor. Trabalhar com o Rudy de novo vai ser bacana – com esse trabalho e o Dio Disciples espero que seja um ano bem cheio”.

A banda dará início a uma turnê nos E.U.A em abriu para marcar o aniversário de 25 anos do álbum Operation: Mindcrime do Queensryche, durante a qual eles tocaram todas as quinze faixas do disco de 1988.

Enquanto isso, a formação de La Torre, que conta com as presenças de Scott Rockenfield, Michael Wilton, Eddie Jackson e Parker Lundgren, está perto de concluir seu próprio álbum. Eles anunciaram shows no Rock City, Nottingham, no dia 17 de abril; no HMV Ritz, Manchester, no dia 18 de abril; e no the Academy, Dublin, no dia 19 de abril.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 25 de janeiro de 2013

Bill WardBill Ward
Os dez discos de metal favoritos do baterista

1429 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's436 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta1359 acessosPhil Campbell: solo terá Dee Snider e Matt Sorum, além de Halford1010 acessosVocalistas: 5 famosas falhas ao vivo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

LoudwireLoudwire
Os melhores álbuns do ano desde a década de 70

NoisecreepNoisecreep
As dez melhores canções de Metal (e Hard) dos 80s

MetalMetal
Dez álbuns de metal que poderiam ter sido bons mas algo deu errado

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Queensryche"0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"

HeadbangersHeadbangers
O preconceito mostrado em vídeo bem-humorado

SlipknotSlipknot
12 histórias que retratam o quão insana a banda é

CretinCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

5000 acessosMax Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merda5000 acessosUltimate Guitar: as 28 canções mais sombrias de todos os tempos5000 acessosDavid Bowie: a última foto pública e a última foto privada5000 acessosRolling Stone: os cem maiores álbuns de Metal de todos os tempos5000 acessosSlash: falando dos comentários de Simmons, que o "rock morreu"5000 acessosScott Weiland: Duff McKagan salvou vocalista em outra época

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online