Matérias Mais Lidas

imagemO baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemAndreas Kisser pede doação de sangue para sua esposa Patricia

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagemCopa do Mundo do Rock: uma banda de cada país que vai disputar a Copa do Catar

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagem"Ninguém imaginava que o Metallica seria maior que o Iron Maiden", diz Scott Ian

imagemDave Mustaine diz que perdoa Ellefson, mas nunca mais fará música com o baixista

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemJohn Frusciante responde qual foi o motivo de seu retorno ao Red Hot Chili Peppers

imagemRaimundos: Digão acusa Instagram de censura após poucas curtidas em post

imagemNoel Gallagher sobre sua preferida do Pink Floyd: "Adoraria conhecer Roger Waters"

imagemEx-guitarrista dos Stones, Mick Taylor revela qual era sua música preferida

imagemRafael Bittencourt, do Angra, explica por quê está usando unhas postiças


In-Edit

Yes: Geoff Downes cita possibilidade de novo álbum ano que vem

Por Nathália Plá
Fonte: BraveWords
Em 30/04/13

por Martin Popoff

Os gigantes do prog, YES, estão atualmente encarando uma gigantesca turnê na qual a banda tocará na íntegra três de seus álbuns clássicos, o The Yes Album, Close To The Edge e Going For The One. Ainda assim, a formação foi reconfigurada mas permanece forte, com o guitarrista STEVE HOWE, o baixista CHRIS SQUIRE, o baterista ALAN WHITE, o novo vocalista Jon Davison e o tecladista GEOFF DOWNES, com quem tive o prazer de conversar recentemente nos bastidores do Massey Hall em Toronto.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"É tudo bem difícil", iniciou Downes, que também faz parte do BUGGLES e do ASIA. "A música do YES é complexa por natureza, e músicas como a 'Awaken' do Going For The One e algumas outras do Close To The Edge exigem muito de você. E não é só para o tecladista, mas conseguir fazer a banda toda tocar junta. Então há muito trabalho a ser feito, mas acho que agora chegamos ao ponto em que estamos de fato tocando os álbuns muito bem, e é muito recompensador estar no palco toda noite executando essas obras momumentais".

Mas o futuro inclui Davison. "Bem, sim. Discutimos a possibilidade de fazer outro álbum ano que vem. Ainda há muita turnê pela frente até lá. E então temos mais no ano que vem. Então acho que a vontade de fazer existe... sabe, nós discutimos isso, e certamente acho que o Jon seria uma contribuição bem útil. E seria legal fazer um álbum com ele. Porque fizemos um álbum com o Benoit, mas também gostaríamos de fazer um álbum com o Jon".

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Encerrando a conversa, Downes dá um panorama geral da atual celebração aos álbuns clássicos que o Yes está levando aos fãs... "É uma combinação de uma tentativa de fazer algo divertido e interessante, mas também prestar homenagem a esses três grandes álbuns que eles gravaram nos anos 70. E certamente... até então o público tem sido enormemente receptivo, porque eles estão tendo a chance de ouvir faixas mais obscuras, aquelas jóias ocultas no The Yes Album que o Yes nunca tinha tocado, como 'Perpetual Change' e 'Wondrous Stories' e coisas assim que, que você provavelmente não... que eles não tocariam normalmente, e não tocam há uns bons anos num contexto de show ao vivo. É bem como colocar o vinil e tocar um lado e depois virar e tocar o outro lado. Isso traz ótimas lembranças aos fãs, seja nos tempos de escola ou faculdade, ou em seus carros ou onde quer que eles estivessem ouvindo isso quando tinha acabado de ser criado. Consigo pensar em bandas que fizeram dois álbuns, mas três é um desafio monumental. Parta da música é muito, muito complexa. Mas acho que estamos conseguindo. E o fato de terem agendado outra turnê com início em julho, acho que isso mostra que há demanda e que as pessoas estão gostando".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Grandes bandas em atividade: Yes, Saxon, Status Quo e Marillion (vídeo)



Garimpeiro das Galáxias: Beldades globais e sua paixão pelo rock


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá.