Alice In Chains: ódio pela internet, Twitter e MTV

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/04/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


3671 acessosKurt Cobain: Com membros do AIC e Sepultura numa jam no Rio em 1993?5000 acessosSkank: banda foi enganada ao participar de programa da Xuxa

O revigorado ALICE IN CHAINS elaborou um ataque impiedoso ao atual estado da indústria musical.

Em uma entrevista na nova edição da revista inglesa Classic Rock, a banda revela que há muita coisa que não gosta sobre o ramo. Como a internet. E baixar músicas. E o Twitter. E muito mais.

"Eu não gosto da maioria disso aí, não", disse o líder da banda JERRY CANTRELL. "Eu acho que o que mais me decepciona agora é que o que você faz vale menos do que nada. Foi reduzido a um game show."

"E de algum modo, algo no qual você trabalhou e despejou sua alma, e investiu seu dinheiro, de alguma maneira não tem mais valor. Isso é errado, a meu ver. Eu não posso ir até o posto de combustível e pegar a gasolina de graça – eu iria para a cadeia. Mas de alguma maneira, é legal pegar minhas coisas de graça."

"É uma merda, porque provavelmente tem um moleque de 12 anos por aí que poderia ser o próximo Kurt Cobain, mas nunca terá chance de ser ouvido porque não há mais futuro ou dinheiro pra se fazer música", completa o baixista Mike Inez. "Eu fico preocupado com a próxima geração. De onde vai vir a arte?"

"E agora é aceitável para a música ser esse pequeno arquivo que nem tem som bom", comenta Cantrell. "E é aceitável que as pessoas subam no palco e dublem a porra das músicas. Elas não querem mais as notas erradas, elas não querem alguém que possa subir lá e cantar suas próprias músicas, elas só querem alguém que possa fazer umas porras de passos espalhafatosos de dança".

"Não que esse elemento já não estivesse ali antes, mas agora parece que só há isso. Quer dizer, não que não haja algumas grandes bandas por aí, fazendo música boa de verdade, mas em proporção, é quase nada."

"Por falar nisso, temos uns passos fantásticos de dança planejados para a próxima turnê", ri Inez.

"Costumava haver uma mística sobre bandas de rock", comenta o baterista Sean Kinney, "mas agora é tipo 'Siga-me no Twitter!' Eu não quero saber que porra de sanduíche você comeu no aeroporto, cara. Porque somos apenas pessoas. Nosso emprego não tem nada de mais interessante do que o de qualquer outra pessoa."

"Fomos ao Grammy ano passado porque fomos indicados pra uns dois", lembra Cantrell. "Estamos conversando com a imprensa no tapete de acesso, e eles começam a nos limar da fila, cinco minutos com essa gente, e eles não tem ideia de quem somos, e daí parece um programa matutino, eles não tão nem aí, e aí a MTV quer nos entrevistar… daí olhamos e é a porra da Snooki! Snooki vai entrevistar a gente. E ela diz, "Eu não sei quem são eles. Quem são?"Esse é o canal de música?"

"A gente saiu andando", Inez ri.

"The Devil Put Dinosaurs Here", segundo álbum da banda com o vocalista William Duvall, será lançado no fim de maio.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de abril de 2013

Kurt CobainKurt Cobain
Com membros do AIC e Sepultura numa jam no Rio em 1993?

1542 acessosHeart: "As bandas de Seattle festavam direto na minha casa"2554 acessosAlice in Chains: "a canção Would é em homenagem a Andy Wood"1815 acessosAlice In Chains: "abençoados" por terem William DuVall1364 acessosL7: apresentação ao vivo na Rádio Cidade, antes perdida, ressurge0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Alice In Chains"

GrungeGrunge
O top cinco dos membros substitutos

Top 10Top 10
Por que o grunge não está morto?

Alice In ChainsAlice In Chains
10 coisas que você não sabia sobre Layne Staley

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Alice In Chains"

SkankSkank
Banda foi enganada ao participar de programa da Xuxa

Marilyn MansonMarilyn Manson
Ele ganharia o Grammy por incitação a mortes

Duff McKaganDuff McKagan
"É um milagre o Slash e eu ainda estarmos vivos!"

5000 acessosSlipknot: Ana Maria Braga surpreende em abertura do Mais Você5000 acessosManowar: você acha as fotos da década de 80 ridículas?5000 acessosVelocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado5000 acessosDerek Sherinian: comentários sobre Kiss e Yngwie Malmsteen5000 acessosEric Adams: "caça é um estilo de vida"5000 acessosAnthrax: gravadora não deixou que Corey Taylor fosse vocalista

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online