Twisted Sister: segundo Dee, "ser pobre e famoso é uma merda"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Damaris Hoffman, Fonte: Top Link Music, Press-Release
Enviar Correções  

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

O texto abaixo é um trecho traduzido da autobiografia de DEE SNIDER, 'SHUT UP AND GIVE ME THE MIC'.

Em 10/05/1984: Twisted Sister lançava Stay Hungry, sua obra-primaCorey Talor: "Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

"Está chovendo. Que maravilha. É assim que uma situação ruim fica ainda pior. É 1993 e enquanto eu sento dentro da minha surrada minivan 1984 da Toyota com mais de 215 mil quilômetros rodados [nada a ver com ‘rock star’], eu leio os panfletos pela última vez. CABELO E MAQUIAGEM PARA CASAMENTOS. LIGUE PRA SUZETTE, e daí o nosso número de telefone. Simples, direto, e um modo de Suzette ganhar uns cem pilas pra trabalhar umas duas horas em um fim de semana. Nada como ser cafetão dos talentos da sua mulher.

Perdedor.

Eu coloco o capuz do meu moletom bem apertado na cabeça, não só pra me proteger da chuva, mas pra que as pessoas não me reconheçam. Quase dez anos depois do meu auge, e mesmo com um chapéu e óculos, as pessoas ainda vem até a mim todo dia e dizem, 'Hey, você não é o...?' Que merda ter essa cara! Eu me lembro de trabalhar com BILLY JOEL e ele dizer, 'Ser rico e famoso é difícil; ser pobre e famoso deve ser uma baita duma merda'. Ele estava certo. Vocês acham que Billy está colocando panfletos em carros essa noite?

Mas isso tinha sido uma década antes, e eu estava sentado no topo do mundo com a minha banda, Twisted Sister. Estávamos no topo das paradas, queridinhos da mídia mundial, com um disco multiplatinado e turnês internacionais. Eu era a imagem do heavy metal. Eu tinha bons carros, barcos e uma casa cara em uma vizinhança rica. Tínhamos uma governanta e uma babá, jardineiros, pessoal de manutenção e contadores que pagavam minhas contas. Eu tinha conta em toda loja, guarda-costas e primeira classe em tudo. Agora eram os anos 90, e eu tinha perdido tudo. Tudo. Exceto pelas coisas verdadeiramente importantes em minha vida – minha esposa e filhos... e eu tinha que sustentá-los."



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Em 10/05/1984: Twisted Sister lançava Stay Hungry, sua obra-prima

Dee Snider: CD e DVD ao vivo serão lançados este ano, afirma o vocalistaDee Snider
CD e DVD ao vivo serão lançados este ano, afirma o vocalista

Por dentro com Paulo Baron: Entrevista com Dee Snider sobre o novo coronavírus (vídeo)Por dentro com Paulo Baron
Entrevista com Dee Snider sobre o novo coronavírus (vídeo)


Fascínio pelo terror: Cinco bandas que dão medoFascínio pelo terror
Cinco bandas que dão medo

Twisted Sister: platéia cantando We're Not Gonna Take ItTwisted Sister
Platéia cantando "We're Not Gonna Take It"


Corey Talor: Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otárioCorey Talor
"Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"

Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaKerrang!
Os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista


Sobre Damaris Hoffman

Damaris Hoffman, 28 anos, concluiu seu curso de Licenciatura em Filosofia, porém logo partiu para a área da Comunicação Social. Desenvolveu um estilo único de trabalho atuando no departamento de marketing artístico e produção de sua própria empresa. Responsável pela comunicação das bandas Cavalera Conspiracy e Soulfly na América Latina e assessora de imprensa full time das bandas Angra, Project46, Sioux66, Rygel, Capadocia, La raza, Bioface, Worst, e inúmeras outras. Assessora de comunicação das empresas Top Link Music e Honorsounds.

Mais matérias de Damaris Hoffman no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin