Deep Purple: "cada álbum é um marco na história", diz Glover

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 02/05/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


1015 acessosDeep Purple: Anunciada uma nova coletânea da banda5000 acessosFãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada um

O baixista do DEEP PURPLE, Roger Glover, é o convidado especial em uma nova entrevista com o VintageRock.com, discutindo o novo álbum do grupo, “Now What?!”. Um trecho desta conversa está disponível abaixo.

Pergunta: Este é seu 19º álbum de estúdio, que foi gravado em Nashville, no Tennessee, e já faz muito tempo desde “Rapture Of The Deep”, em 2005. Agora, Steve Morse (guitarras), contou-me que fazer um álbum do DEEP PURPLE é como fazer caridade, porque vocês não fazem muito dinheiro, então qual é a motivação para fazer este disco?

Glover: “Bem, ao que me diz respeito, há duas teorias diferentes na banda sobre se devemos fazer um álbum de novo ou se nós devemos lançar um EP ou alguns singles na Internet, mas no final das contas, nós somos uma banda de álbuns e nós sempre seremos uma banda de álbuns. Nós éramos muito orgulhosos de ser uma banda assim no passado. Nós meio que somos contra o lançamento de singles, porque somos uma banda de álbuns. Isto é uma estranha vaidade, mas um álbum, especialmente de uma banda como nós, tem uma história bem longa, um álbum é como uma reunião de líderes do congresso, e é neste estado de banda que estamos agora, e cada álbum que nós fazemos é como um marco na história. E eu acho que precisávamos fazer um.”

Glover: “Há três anos nós começamos a pensar nisto seriamente: ‘Bom, vamos fazer uma sessão de composição’. E nós não tínhamos idéia de quando ou como nós iríamos gravá-lo, mas Bob Ezrin veio nos ver em Toronto ano passado e estava realmente disposto a fazer um álbum, e nós gostamos dele. Foi uma parceria muito bem feita. Estávamos com um grande ímpeto. Nós tivemos ótimas composições, escrevemos a maior parte das músicas por lá. Eu acho que quando você tem alguém como Bob envolvido, você meio que percebe que tem que fazer tudo direito, e talvez porque levamos tanto tempo de um álbum a outro, nós estávamos nos coçando para compor... Ansiando por fazer algo que fosse realmente diferente e soasse bem.”

Leia a entrevista completa, em inglês, no link abaixo.

http://www.vintagerock.com/index.php?option=com_content&view...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 02 de maio de 2013

Kerry KingKerry King
O Deep Purple influenciou mais o Thrash que o Black Sabbath

1015 acessosDeep Purple: Anunciada uma nova coletânea da banda994 acessosDeep Purple: Ian Gillan, uma das vozes extraordinárias1068 acessosBanda dos sonhos: qual seria a sua?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Deep Purple"

RainbowRainbow
Blackmore explica porque serão apenas músicos novos

Deep PurpleDeep Purple
Ian Gillan fala de sua relação com o dinheiro

Dream TheaterDream Theater
Petrucci revela sua maior influência na guitarra

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Deep Purple"

Fãs de RockFãs de Rock
Você conhece o estilo de se vestir de cada um

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Ouça o alcance de quatro oitavas do vocalista

Heavy MetalHeavy Metal
As piores capas dos grandes artistas do gênero

5000 acessosIron Maiden: "se as bandas de metal mandassem no mundo..."5000 acessosIron Maiden: a concepção original de Eddie5000 acessosIron Maiden: conheça parte da equipe e dos parentes5000 acessosMetallica: como soaria "Hardwired" se tivesse sido gravada nos 80's?5000 acessosDire Straits: a história por trás da música "Money For Nothing"2998 acessosSteve Vai: a curiosa conexão com o hard rock fora da carreira solo

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online