Dave Mustaine: "Eu não queria fazer o mesmo disco repetidamente"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/07/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Wendy-Jasper-Martinez, do Knack.com, recentemente conduziu uma entrevista com o frontman do MEGADETH, Dave Mustaine, alguns trechos desta conversa estão disponíveis abaixo.

1146 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosSarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais

Sobre o novo álbum do MEGADETH, "Super Collider":

Mustaine: "Eu não queria fazer o mesmo disco repetidamente. Eu gosto de explorar e me arriscar e ir até o limite para tentar algo diferente. Então várias pessoas acham que a banda deveria sempre fazer o mesmo, mas eu não quero fazer isso. Pode ser um desafio trabalhar em algo novo e eu acho que fiz isso. Não sou o tipo de músico que não vai se deixar crescer. Se eu não tivesse tomado alguns riscos, não haveria MEGADETH. Alguns fãs querem que você faça as mesmas músicas e o mesmo som todo o tempo, mas esse não sou eu."

Sobre a atual formação do MEGADETH, que inclui o baixista David Ellefson, o baterista Shawn Drover e o guitarrista Chris Broderick:

Mustaine: "Chris Broderick é um monstro na guitarra. Ele é um pouco tímido, mas é uma ótima pessoa que faria qualquer coisa por você; e o que é tão diferente sobre ele é que vários guitarristas que são tão bons quanto eles, são arrogantes e idiotas ou bem difíceis de se lidar. Ele não é assim e ele sai do seu caminho para fazer qualquer coisa por qualquer um. Por causa de sua humildade, ele traz um novo sentido à música. Ele faz o som da guitarra não tão intimidante com a forma que toca praticamente sem esforço. Ele olha para seus fãs, não sua guitarra, e ter um cara como esse em sua banda é incrível. É algo que não dá para descrever com palavras. Shawn é um dos melhores bateristas por aí e está conosco há muito tempo e trabalhamos com muita facilidade. É um prazer trabalhar e viajar com a banda e temos hoje algo que eu achava que não fosse possível ter novamente"

Sobre o fato de que ele ainda consegue tocar, fazer turnês e discos:

Mustaine: "Eu olho para todas essas coisas que passei com o passar o anos e não estou tentando usar "abençoado" fora do contexto, mas é realmente como eu me sinto. Tento compor músicas atemporais, já que também há músicas em toda nossa carreira que são atemporais, e eu olho para os atuais eventos do mundo e penso que sou muito feliz que ainda possa fazer isso e compartilhar com os fãs."

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

1146 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa481 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3420 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MegadethMegadeth
Kerry King comenta sua passagem pela banda

Big FourBig Four
"A imprensa foi responsável pela rivalidade!"

MegadethMegadeth
Empresários veem ideias de Kiko e Ellefson antes de Mustaine

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

SarcófagoSarcófago
Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais

Rolling StonesRolling Stones
A História Impopular; a mais completa bio em português

Contra-baixoContra-baixo
As melhores introduções do Heavy Metal

5000 acessosO Suprassumo do Superestimado: os 11 mais (ou menos) nacionais5000 acessosSpike: os sete piores solos de guitarra5000 acessosHeavy Metal: cinco discos necessários dos anos setenta5000 acessosThe James Gang - A gangue encrenqueira do rock5000 acessosJanaína Paschoal: "Prefiro Pink Floyd e Dire Straits a Iron Maiden"4610 acessosPunk: três exemplos de como tocar na batera também é difícil

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online