Nightwish: última mudança de vocal saiu melhor que o esperado

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/10/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

David E. Gehlke do DeadRhetoric.com recentemente conduziu uma entrevista com o tecladista e líder do NIGHTWISH, Tuomas Holopainen. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

1451 acessosTarja Turunen: trazendo novamente ao Brasil uma boa turnê solo5000 acessosDerek Riggs: "Eddie vende mais do que Mickey Mouse"

DeadRhetoric.com: Vamos recuar um segundo e falar sobre a nova vocalista do Nightwish, Floor Jansen. Eu sei que você já a conhecia há algum tempo e vocês fizeram algumas coisas quando ela estava no AFTER FOREVER, mas, quais foram suas primeiras impressões?

Tuomas Holopainen: Nós fizemos uma turnê juntos, eu acho que foi em 2003 ou 2002, há mais de dez anos atrás. Eu a acompanhava desde o primeiro álbum do After Forever, que saiu em 1999, eu acho. Eu era realmente um fã da banda, e ainda sou, e fiquei muito impressionado com seus vocais. Quando saímos em turnê juntos, eu a vi ao vivo e foi como um tapa na cara.

DeadRhetoric.com: Foi isso que eu pensei - se você pudesse dar uma escapada e vê-la durante a turnê. Foi tudo resolvido só na conversa?

Holopainen: Ela é uma pessoa muito amigável, mas ela também é bastante persistente - ela sabe o que quer fazer. Ela também é muito metal (risos). Verdadeiramente metal, e isso não é a característica mais comum em uma mulher, e eu digo isso de uma forma muito positiva. Existe um contraste. Ela é muito feminina e muito doce... mas você não vai querer ferrá-la. Ela é como uma Amazona; ela tem a altura e a aparência igual, ela pode te dar um soco na cara se você disser algo errado.

DeadRhetoric.com: Nós sempre desconfiávamos e nos perguntamos, mas ela era uma das principais candidatas quando tiveram que trocar de vocalista na primeira vez?

Holopainen: Para ser honesto, não. Nós nunca consideramos ela, porque ela estava indo muito bem com o After Forever e não queria invadir o território de outras pessoas no momento. Não parecia ser a coisa certa a fazer.

DeadRhetoric.com: Ela não lidou com a responsabilidade que Anette (Olzon) teve ao substituir Tarja (Turunen) - ficou mais fácil para ela.

Holopainen: (pausa) Precisamos nos lembrar sempre de dar muito crédito a Anette - ela fez o seu trabalho. Eu não acho que existe alguém que pudesse ter cantado os dois álbuns melhor do que ela, mas quando Floor entrou, a transição de vocalistas foi inacreditável. Se passou praticamente dois dias e ela estava com a gente e os fãs estavam enlouquecidos. Tivemos um grande apoio deles - houve um feedback positivo para nós e para Floor. Foi muito melhor do que jamais poderíamos esperar.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:
http://www.deadrhetoric.com/features/nightwish-fly-dutchwoma...

Fonte original desta matéria:
http://www.blabbermouth.net/news/nightwish-mainman-says-late...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Tarja TurunenTarja Turunen
Trazendo novamente ao Brasil uma boa turnê solo

1217 acessosTarja Turunen: Como foi a apresentação da cantora em São Paulo1402 acessosMarcio Guerra: A performance de Falaschi e Tarja no RIR 2011876 acessosRio Rock City: Quando o vocalista novo dá certo?2063 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

IdiomaIdioma
Bandas que já cantaram em sua língua natal

Tarja TurunenTarja Turunen
Uma declaração de amor pelo Brasil

NightwishNightwish
Tuomas Holopainen escolhe suas vocalistas favoritas

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"

Derek RiggsDerek Riggs
A história por trás do mascote da Donzela de Ferro

David BowieDavid Bowie
A última foto pública e a última foto privada

Heavy MetalHeavy Metal
Os vinte melhores álbuns da década de 80

5000 acessosHeaven & Hell: mistérios e autocensura na capa de álbum5000 acessosKerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista5000 acessosSystem Of A Down: Daron Malakian ensina como ser músico5000 acessosAngra: influências que a banda carrega em seus álbuns5000 acessosMike Portnoy: a diferença entre "banda" e "projeto"5000 acessosEm vídeo: Dez grandes encontros da história do rock

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online