Metallica: Lars Ulrich e as críticas à banda em Glastonbury

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jonathan Silva, Fonte: Uncut, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Parece exagero, mas nunca se viu tanto estardalhaço nos últimos meses em relação à escalação do Metallica como headliner no Festival de Glastonbury. Pra quem ainda não conhece muito sobre o festival, ele começou em 1970 com o nome de Glastonbury Festival of Contemporary Performing Arts, no mesmo ano em que foi realizado um outro importante festival de música, o da Ilha de Wright. De lá pra cá, foram realizadas mais de 40 edições anuais e é considerado o maior evento de música realizado a céu aberto no mundo. Grandes nomes da cena musical britânica e mundial já se apresentaram em Glasto e a fazenda Worthy Farm já recebeu diversos artistas do jazz, rock, pop, blues, black music e música eletrônica, além de apresentações artísticas de circo e teatro.

Metallica: filmagem profissional de "The Four Horsemen" em show na ÁustriaTatuagens: Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mesmo com todo esse ecletismo, Glastonbury nunca recebeu uma banda de metal (já recebeu bandas "mais ou menos pesadas", mas nada puramente metal) e estamos vendo o Metallica ultrapassar uma fronteira. Só que ainda há muita dissidência em torno desse fato, gerando comentários e até mesmo petições de reprovação. Alex Turner, vocalista do Artic Monkeys, chegou a dizer que a banda não se "enquadrava" no conceito do festival. O Mogwai, banda que irá se apresentar no mesmo dia que o Metallica, criticou a qualidade dos músicos. Há inclusive uma petição online contra a apresentação de uma banda cujo vocalista é um "caçador e um promovedor", já que James Hetfield irá participar de um programa de TV sobre caça de ursos.

O reacionarismo contra a apresentação da banda em Glastonbury não abalou Lars Ulrich, que defendeu a escolha da banda como headliner em entrevista à Radio 1 Rock Show: "O fato de que todo mundo tem uma opinião eu levo numa boa, porque significa que as pessoas ainda se importam e estão interessadas, ​​e ainda temos um pé na relevância de alguma forma. É reconfortante que em 33 anos de carreira você ainda pode ter um pouco de agitação. Glastonbury é o maior festival do planeta e seremos headliners no sábado à noite. Vamos nessa. Vamos tocar e nos divertir, mas toda excitação é interessante".

A banda irá se apresentar dia 28, no palco principal.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Metallica"Todas as matérias sobre "Lars Ulrich"


Metallica: filmagem profissional de "The Four Horsemen" em show na ÁustriaMetallica: Creeping Death ao vivo na Áustria

Metallica: quando Kirk Hammett ouviu o Wah Wah pela primeira vezMetallica
Quando Kirk Hammett ouviu o Wah Wah pela primeira vez

Michael Jackson: filha faltou à formatura para ir assistir o MetallicaMichael Jackson
Filha faltou à formatura para ir assistir o Metallica

Metallica: vídeo oficial de "One" ao vivo na RomêniaEm 18/11/1997: Metallica lançava o álbum Reload

Em 18/11/1962: nascia Kirk HammettEm 18/11/1962
Nascia Kirk Hammett

Metallica: em vídeo, como a banda sabotou a carreira do Jason NewstedMetallica
Em vídeo, como a banda sabotou a carreira do Jason Newsted

Metallica: filmagem profissional de "Harvester Of Sorrow" ao vivo em MoscouMetallica: vídeo de "Sad But True" em Moscou; confira

David Ellefson: ele quase foi chamado duas vezes para o MetallicaDavid Ellefson
Ele quase foi chamado duas vezes para o Metallica

Metallica: ouça faixas de St. Anger sendo tocadas ao mesmo tempoMetallica
Ouça faixas de St. Anger sendo tocadas ao mesmo tempo


Tatuagens: Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1Tatuagens
Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1

Keith Richards: colocando Justin Bieber em seu devido lugarKeith Richards
Colocando Justin Bieber em seu devido lugar


Sobre Jonathan Silva

Jonathan Silva, freak de nascença, é um aspirante medíocre a jornalista e interessado em literatura marginal e vídeo games violentos. Começou a ouvir na infância bandas do mainstream do rock nacional até o momento em que descobriu o Iron Maiden. Daí, começou uma miscelânea de estilos, que vai desde o jazz erudito até o mais barulhento das bandas de grindcore, passando por várias esquisitices sonoras. EM pleno séc. XXI, ainda é um comprador de CDs e DVDs, só que gasta com isso um valor bem menor do que gostaria.

Mais matérias de Jonathan Silva no Whiplash.Net.

adGoo336