Punk Rock: morre o crítico Charles M. Young

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar Correções  

Charles M. Young, crítico e jornalista, que foi um dos primeiros a falar da cena punk de Nova Iorque em escala nacional, faleceu aos 63 anos de idade, depois de uma longa batalha contra um câncer no cérebro.

Na Billboard podemos ter uma visão concisa das contribuições de Young, incluindo dezenas de espirituosos e perspicazes envios da linha de frente do CBGB. Escrevendo como Rev. Charles M. Young, ele entrou para a Rolling Stone em 1976, cobrindo uma gama diversificada de artistas - não só punks como RAMONES e SEX PISTOLS, mas artistas mais bem sucedidos comercialmente como KISS e TED NUGENT, ambos recebendo o tratamento de matéria de capa, cortesia de estilo inimitável de Young.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A Rolling Stone fala da primeira passagem de Young na revista, que terminou em 1980. O artigo observa que "ele era um membro da equipe de softball da RS que perdeu para um time escalado pelos EAGLES em um jogo de ajuste de contas em 1978" - forjando um vínculo com Don Henley no processo que levaria a um artigo longo sobre o making of do LP 'Long Run' da banda. A matéria também fala que ele andava com Dan Aykroyd e John Belushi, e tocou na banda de casa da revista, os Fry Heaves.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os anos 80 encontraram Young na Musician Magazine, onde ele subiu no ranking e, eventualmente, assumiu o cargo de Editor Executivo no início dos anos 90. Ele também apareceu na Playboy, onde contribuiu com uma série de resenhas de álbuns, mas seu foco gradualmente passou para a política; algumas de suas peças posteriores na Rolling Stone incluiu perfis de Howard Zinn e Noam Chomsky, e foi co-fundador do site de notícias "This Can’t Be Happening!", onde sua perda é lamentada em um post obituário que lhe descreve como "um perspicaz e incomparavelmente espirituoso analista do cenário político e cultural norte-americano".

publicidade

Os últimos dias de Young foram narrada no blog Friends of Chuck, que inclui um link para doações ao Charles M. Young Fund. Você também pode ler arquivos completos de Young na Rolling Stone aqui:

http://www.rollingstone.com/contributor/charles-m-young

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Traduções: Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismoTraduções
Letras de rock relacionadas a ocultismo e satanismo

Dave Mustaine: há bandas cujo nome me ofendeDave Mustaine
"há bandas cujo nome me ofende"


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 WhiFin Goo336 Goo336