Queen+AdamLambert: arena lotada vai à loucura com nova turnê 2015

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Wesley Augusto, Fonte: Chronicle Live
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 17/01/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Uma arena lotada (Metro Radio Arena, Newcastle) foi à loucura noite de 13 de janeiro enquanto tinham uma aula de rock and roll de um dos maiores grupos de todos os tempos – Queen e Adam Lambert.

5000 acessosBrian May: triste detalhe sobre últimos dias de Freddie Mercury5000 acessosAC/DC: "Éramos comuns até Angus decidir se vestir como colegial!"

Dois anos após May, Taylor e Lambert terem apresentado uma curta turnê juntos pelo Reino Unido e Europa, o show da noite passada foi o início de uma turnê com duas dúzias de shows em 10 países.

Antes das 20h30m, eles vieram ao palco, recebidos por muitos aplausos, e abriram com “One Vision”.

Adam Lambert estava fantástico com sua jaqueta de couro, óculos, luvas sem dedos, colete brilhante e esmalte preto.

Os óculos foram retirados pela estrela de Glee para “I Want It All”, seguida de “Another One Bites The Dust”.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Fat Bottomed Girls” deixou a audiência de pé onde eu estava na arena. E Brian May foi na parte da frente do palco cumprimentar a plateia, que foi à loucura.

Depois, Adam Lambert fez uma rendição de “Killer Queen” que tinha até um sofá no palco.

Com uma garrafa de champanhe, ele homenageou a cidade com reputação de capital das festas e entrou em “Don’t Stop Me Now”.

Adam Lambert desapareceu e Brian May sentou em um banco na frente da passarela e recordou das várias visitas da banda à Tyneside e disse o quanto amava tocar na Newscastle’s City Hall e fez a plateia se juntar à ele em “Fog on the Tyne”.

Ele cantou “Letters In The Sand” com uma participação de Freddie Mercury e os fãs ficaram hipnotizados.

Roger Taylor então cantou “It’s A Kind Of Magic” seguido de uma batalha de bateria com seu filho, Rufus.

“Under Pressure” foi cantada por Adam Lambert e Roger Taylor.

O catálogo do Queen foi passando rapidamente, “Who Wants to Live Forever” seguido de um solo de guitarra fantástico por Brian May.

Adam Lambert então cantou “Tie Your Mother Down” e antes das 22h ouvimos “I Want To Break Free”.

“Radio Ga Ga” fez todos baterem as mãos acima da cabeça e foi maravilhoso ver a arena toda em perfeita harmonia.

“Bohemian Rhapsody” usou clipes de Freddie e o vídeo original. Foi, sem dúvidas, a música que fez todos cantarem. Lambert trocou versos com o vídeo de Mercury cantando nos anos 80 e Brian May usou sua capa dourada.

E isso não parou por aí. “Crazy Little Thing Called Love”, “Another One Bites The Dust” e, eventualmente, “We Are The Champions”, com Adam Lambert usando uma roupa com estampa de leopardo e uma coroa de glitter. Não é um look para todos, mas ele arrasou.

E sobre o homem que ficou no lugar do vocalista enigmático Freddie Mercury?

Ele é um vocalista incrível com um alcance vocal fantástico, e a plateia, todos apaixonados pelo Queen, mostraram sua apreciação pelo novo membro do Queen com gritos e aplausos. E esse artista mereceu cada um deles.

Ele nunca tentou ser Freddie, mas em cada ocasião ele cantou as músicas do Queen com seu próprio estilo, e o mais importante, com confiança.

Com um set espetacular, incluindo uma passarela para o centro da plateia, três grandes telas, luzes, visuais hipnotizantes e uma grande voz na forma de Lambert, em harmonia com os acordes da guitarra de Brian May, a plateia aproveitou um show fantástico.

O show em Tyneside deu ao cenário musical do nordeste do país um grande começo para 2015, e Queen e Adam Lambert mereceram os aplausos. E eu espero que os gritos de apreciação dos milhares presentes na plateia ainda estejam ecoando em seus ouvidos.

Agradecimento: http://adamlambertbrasil.com.br
Tradução: Carolina Martins C.
Fontes: Queen Online e Chronicle Live

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Freddie MercuryFreddie Mercury
Brian May revela um triste detalhe sobre os últimos dias

2443 acessosQueen: Rami Malek fala sobre interpretar Freddie Mercury em filme514 acessosJames Gunn: diretor venceu depressão graças a Queen e Sex Pistols431 acessosQueen: banda lança lyric video de "Somebody To Love"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Queen"

Brian MayBrian May
"Eu não sabia que Freddie era Gay"

QueenQueen
Música da banda pode salvar vidas em caso de infarto?

Freddie MercuryFreddie Mercury
Ele queria tocar igual a Jimi Hendrix

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 17 de janeiro de 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Queen"

AC/DCAC/DC
"Éramos comuns até Angus decidir se vestir como colegial!"

Skid RowSkid Row
Impressionante versão por uma única pessoa

19861986
O ano definitivo da música pesada

5000 acessosFlea: "chegamos a um ponto em que não era mais divertido"5000 acessosPink Floyd: os álbuns da banda, do pior para o melhor, pela UCR5000 acessosSlash: um resumo de suas experiências ao longo dos anos5000 acessosWhitesnake: as músicas da vida de David Coverdale5000 acessosSlayer: Tom Araya revela seus ídolos do baixo5000 acessosGame of Thrones: a inspiração do Blind Guardian e Hammerfall

Sobre Wesley Augusto

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online