Babymetal: baixista responde haters e fala como a banda é única

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Testa, Fonte: Babymetal NewsWire, Tradução
Enviar Correções  

Boh, baixista da banda Babymetal, postou no seu blog sobre o primeiro show da banda em 2015, no Saitama Super Arena, para cerca de 20 mil pessoas. Falou também sobre a banda, direcionando a resposta para os críticos, o talentos das três meninas e sobre como as coisas estão mudando tão rapidamente.

Lista: 12 bandas atuais que ou você ama ou odeia, segundo a KerrangHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1986

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira alguns trechos da postagem.

"Ontem foi o primeiro show do Babymetal do ano, no Saitama Super Arena. Haviam muitos fãs japoneses e também de todas as partes do mundo e nós da Kami Band (banda de apoio das meninas) estávamos muitos felizes por isso. O palco era uma mistura de Japão com o Ocidente e era grandioso."

"Como vocês, fãs, se sentem sobre o crescimento da Babymetal desde o Budokan exatamente há um ano atrás?

A Babymetal se apresentou em shows solo fora do Japão, tocou em festivais com grandes nomes mundiais, foi muito mencionada pela mídia, trabalhou duro e aprendeu bastante.

Uma coisa que eu reparei ontem é que Babymetal está entrando na zona dos invencíveis. Para ser preciso:

- Babymetal vai continuar evoluindo, não importa o que aconteça.
- Ninguém pode copiar Babymetal mesmo se quiser.
- Babymetal acaba com todas discussões bestas de que se a banda é metal ou idol depois de suas performances ao vivo.
- Babymetal tem um talento verdadeiro que atrai a todos, não é só uma definição restrita como "true metal", mas algo maior como "true artist" (artista verdadeiro).
- Babymetal é um super projeto que faz o Japão se orgulhar em todo o mundo.

E mais.. Babymetal é única no mundo e parece invencível. Isso é revelado dia após dia.

A um tempo atrás (mais especificamente em 2010, quando a banda começou), as três meninas se apresentavam em pequenos palcos em pequenas casas de show com backing tracks (sem banda). Todo sucesso, tradição, cultura e progressão tem seu começo. Tudo no mundo tem aquele momento de dar seus primeiros passos. Eu não estava lá no começo da Babymetal, então eu só sei do começo de tudo através de vídeos, mas a banda era muito pequena no começo e chegou a esse tamanho em um curto período, conquistando fãs de metal, bandas de metal e fãs de música ao redor do mundo. Tem gente que fala que é por causa dos produtores ou da banda de apoio, mas estão simplesmente errados. Su-metal, Yuimetal e Moametal têm talento, encanto e coração para entregar o melhor show para o seu público e esta é a razão para o sucesso. Elas estão aprendendo e evoluindo show atrás de show.

Qual é o poder dos produtores? É o dinheiro? O nome? Ou publicidade? A banda de apoio é tão boa? A boa técnica assegura a popularidade? Pode somente um bom som fazer um show atrativo? Será que todos os artistas top do Japão tem uma grande reputação no mundo? É isso que eu quero dizer.

Os corações das três meninas da Babymetal nos move. Pelo menos eu toco o baixo sentindo isso."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Lista: 12 bandas atuais que ou você ama ou odeia, segundo a KerrangLista
12 bandas atuais que ou você ama ou odeia, segundo a Kerrang

Babymetal: dois shows serão transmitidos via YouTube neste final de semana

Além da Babymetal: dez das melhores bandas de metal do JapãoAlém da Babymetal
Dez das melhores bandas de metal do Japão

Babymetal: Proshot em HD de show com 20 mil pessoas; De arrepiar!Babymetal
Proshot em HD de show com 20 mil pessoas; De arrepiar!


Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1986Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1986

VH1: 100 melhores músicas de hard rock de todos os temposVH1
100 melhores músicas de hard rock de todos os tempos


Sobre Rafael Testa

Nascido em Juiz de Fora, Minas Gerais, tem 23 anos, é estudante de sistemas de informação e torcedor fanático do Vasco da Gama e do Tupi Football Club. Se interessou por rock/metal depois do grande tio Roney mostrar-lhe o Iron Maiden. Tem o gosto musical muito variado, curte do thrash metal do Slayer ao metalcore do All That Remains. Acredita que existem bandas boas atualmente e faz questão de apresentá-las.

Mais matérias de Rafael Testa no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor