Tarja: Mad Old Lady será banda de abertura do show em São Paulo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Damaris Hoffman, Fonte: Top Link Music, Press-Release
Enviar Correções  

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Ainda está longe, mas você que é fã da vocalista Tarja Turunen já pode marcar na sua agenda: a cantora volta ao Brasil em outubro.
Nesta nova turnê mundial a ex-vocalista do Nightwish divulga seu álbum solo "Colours in the Dark", aclamado pela crítica e fãs.

No show de São Paulo o espetáculo ganha uma atração extra de peso que é a banda Mad Old Lady já conhecida do grande público deste nicho.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conheça um pouco sobre a Mad Old Lady no press release abaixo:

Para mostrar esse novo estilo a banda entra em cena. Criado pelo músico Eduardo Fagundes, o grupo investe em uma formação incomum, trazendo na linha de frente três vocalistas – o próprio Eduardo, escudado por Marcelo e Iara. Completam o time Guga (bateria), Gabi (baixo), Guilherme e Tiago (guitarras) e Rafael (teclado).

Em busca de plateias e palcos maiores, eles partem para o ataque com o lançamento do primeiro disco, Viking Soul. O título é bem significativo. Apesar do pouco tempo de existência, o grupo tem alma guerreira, como o lendário povo nórdico. Mérito em grande parte do líder vocalista.

Eduardo vem batalhando na música desde a adolescência, quando teve uma banda junto com o irmão e outros dois músicos também irmãos. Eles chegaram a tocar em um conhecido programa de TV. Mas, por divergências de ideias, Eduardo acabou saindo. "Eu queria colocar outros elementos para suavizar os ruídos das guitarras. Aí, resolvi criar minhas próprias músicas com outros músicos. Tudo isso tem quase dois anos", conta.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O vocalista e seus novos companheiros se enfurnaram no estúdio durante um ano para criar o disco. Além de soltar a voz, Eduardo assina todas as composições, arranjos e produção. Pra dar o tapa final no trabalho, a mixagem e a masterização foram feitas no exterior, mais precisamente no estúdio I.P.C. (Bélgica), que já recebeu trabalhos dos alemães do Rammstein, um dos nomes de ponta do metal internacional.

Sem abrir mão do peso das guitarras, nas 10 músicas de Viking Soul o grupo incrementa seu metal com toques sutis de instrumentos como piano, gaita, violino, cello, harpa e flauta. Uma amostra dessa mistura pode ser conferida já na faixa de abertura Prison, com direito ao empolgante refrão "I wanna say yeah!" para o público gritar junto. Ou ainda nos climas épicos que dão o tom em King e Someone, nas quais o grupo evoca paisagens de velhos contos medievais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A alternância de momentos de intensidade e calmaria marcam My Heart e Power Of Warrior, esta uma composição que Eduardo resgata da adolescência. "Power of Warrior fiz quando tinha 18 anos, escutava Black Sabbath direto. Tenho guardado ainda 30 músicas daquela época", ele revela. Sinal de que não vai faltar munição para os próximos discos do Mad Old Lady.

E para apaziguar os ânimos de vez, o grupo saca da manga a bela balada Far Away. Mas a fúria sonora logo volta com tudo em Too Blind To See e Mad Train, que começa com um ar sinistro ao som de sinos, engata com piano e flauta para então cair no riff obsessivo da guitarra. O grupo ainda mostra pegada pop em Glances In The Dark, música que poderia tocar nas rádios.

O Mad Old Lady fecha o disco em grande estilo com o ritmo galopante, como um cavalo selvagem, de Viking Soul, música ideal para engrossar o coro com a participação do público na hora do "lálálálálá". "Viking Soul é o modelo de melodia mais antiga do metal. Tem aquele chavão que todos gostam, inclusive o lálálálálá no final. Tem vocal em três oitavas, bateria reta, voz forte, ou seja, para mim é o modelo de música ideal", resume Eduardo. A tribo cabeluda do metal certamente há de concordar e desejar vida longa ao Mad Old Lady.

24/10/2015 - São Paulo/SP
HSBC Brasil - Rua Bragança Paulista, 1.281
Horário: 22h
Ingressos: R$ 55,00 (Pista 1º lote meia-entrada), R$ 100,00 (cadeira alta visão parcial meia-entrada), R$ 120,00 (Frisas meia-entrada), R$ 140,00 (Camarote meia-entrada) R$ 130,00 (Pista VIP meia-entrada).
Vendas online: www.ingressorapido.com.br
Informações: www.hsbcbrasil.com.br

Para promoções e sorteios acesse: www.toplinkmusic.com




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


IGN Music: os álbuns de Metal mais influentes segundo o siteIGN Music
Os álbuns de Metal mais influentes segundo o site

Metallica: Perguntas, respostas e curiosidades diversasMetallica
Perguntas, respostas e curiosidades diversas


Sobre Damaris Hoffman

Damaris Hoffman, 28 anos, concluiu seu curso de Licenciatura em Filosofia, porém logo partiu para a área da Comunicação Social. Desenvolveu um estilo único de trabalho atuando no departamento de marketing artístico e produção de sua própria empresa. Responsável pela comunicação das bandas Cavalera Conspiracy e Soulfly na América Latina e assessora de imprensa full time das bandas Angra, Project46, Sioux66, Rygel, Capadocia, La raza, Bioface, Worst, e inúmeras outras. Assessora de comunicação das empresas Top Link Music e Honorsounds.

Mais matérias de Damaris Hoffman no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280