Slayer: King afirma que a gravadora não queria mais a banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

O guitarrista do SLAYER, Kerry King, recentemente falou com o Louder Noise sobre a gravação do álbum "Repentless" e os motivos que fizeram o grupo assinar com a Nuclear Blast após passar os últimos 20 anos com a American Recordings. Confira trechos abaixo:

Sobre a produção de "Repentless":

Kerry: "Bem, e eu Paul [Bostaph, bateria], éramos os únicos que estávamos trabalhando na música. Você sabe, Tom [Araya, baixo/vocal] não entra muito nisso, e Gary [Holt, guitarra] estava ou com o EXODUS ou em casa. Eu pensei muito sobre o envolvimento de Gary e como ele deveria ser, e eu percebi que você não pode ter uma música com duas guitarras sem dois guitarristas. Então ele pegou leads em sete ou oito músicas, eu acho. Mas, sim, eu e Paul trabalhamos juntos na música até o fim."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre mudar da American Recordings para a Nuclear Blast:

Kerry: "A Nuclear Blast tinha um contrato na mesa e sendo quem somos, eu e Tom dissemos: 'Temos que deixar a American chegar para essa festa e ver se estão interessados. É sobre ser leal e comprometido a longo prazo, nós somos assim. Poderíamos ter assinado com a Nuclear Blast na hora, mas somos todos old school e queríamos esperar pela American e eles, vocês sabem... eles não nos queriam, você podia dizer pela oferta. Mas nós nos sentimos bem com essa espera, ouvimos o que tinham a dizer e então pulamos na cama da Nuclear Blast.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Goo336 Cli336 Goo336