Exodus: "Vão se fuder aqueles babacas", diz Rob Dukes

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Tiago Dantas da Rocha, Fonte: BlabberMouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O ex-vocalista do EXODUS, Rob Dukes, se referiu aos seus antigos colegas de bandas como "babacas" e expressou sua satisfação em relação ao fato dele "nunca mais ter que falar com eles novamente."

E-Farsas: Papa Francisco era fã do Black Sabbath?Max Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merda

Em junho de 2014 o EXODUS anunciou a saída de Dukes e o retorno do seu predecessor, Steve "Zetro" Souza, que foi o frontman da banda de 1986 até 1993 e depois de 2002 até 2004.

Quando perguntado pela Painful Pleasures qual a opinião dele sobre sua demissão do EXODUS agora que se passou 1 ano e meio desde a sua saída, Dukes disse: "Vão se fuder aqueles babacas. Eu nunca mais terei que falar com eles novamente... ou seus empresários, e isso é ótimo. É como se eu tivesse removido um câncer da minha vida."

Numa entrevista para o podcast Blood, Sweat And Metal da Australia, Dukes disse que não conversou com nenhum dos seus antigos colegas de banda desde a sua saída do EXODUS. "Eu não falei com nenhum deles, apenas com o (baterista) Tom (Hunting), Rob explicou. "Tom me ligou... Ele me ligou e disse, 'Nós vamos seguir em frente com um vocalista diferente. E vai ser com o Zet.' E basicamente foi isso. Foi uma conversa de telefone de 20 segundos. E foi tudo o que me foi dito. É isso aí."

No ano passado o guitarrista do EXODUS, Gary Holt, defendeu a forma como a banda demitiu Dukes dizendo que "muito tempo" foi gasto ponderando a decisão final antes que ela fosse tomada.

Holt, que vem se dividindo nos últimos 4 anos entre o EXODUS e o SLAYER, negou que o EXODUS tenha conduzido a demissão de Dukes de uma forma tão insensível, afirmando que "Houve conversas anteriores a essa para Rob antes da decisão, então quanto tempo deveria durar essa última conversa? Não foi algo que envolveu apenas 20 segundos. (Enquanto eu estava) Na Europa (Com o SLAYER) eu participei de todo esse processo pelo qual nós passamos".

Holt também desmentiu a especulação gerada na internet que a ruptura com Dukes foi motivada por razões financeiras ou que foi orientada pelo novo gerente do EXODUS, o vocalista do TESTAMENT, Chuck Billy, um dos co-fundadores da empresa de gerenciamento Breaking Bands LLC. "Não se trata de dinheiro e Chuck não tomou parte nisso", Holt disse. "Houve alguns problemas por trás dos bastidores e nós chegamos a uma conclusão." O guitarrista entretanto se recusou a dar mais detalhes sobre a decisão do EXODUS em seguir em frente sem Dukes, explicando: "Tudo o que ocorreu continuará interno. Eu não vejo necessidade alguma de lavar a roupa suja em público".

Holt, que em outro momento afirmou que a decisão de demitir Rob e re-contratar Zetro "foi a decisão mais difícil das nossas vidas, algo que foi escolhido por toda a banda", mais uma vez demonstrou orgulho pelo ex frontman do EXODUS, dizendo: Eu desejo tudo de bom para o Rob, e meu sentimento é apenas de amor em relação a esse cara. Ele será uma força por muito tempo e sinto orgulho por ele e como ele foi capaz de começar como um cara com moicano rosa até um perigoso vocalista de thrash. Ele é um cantor incrível e nós temos total respeito por ele e adoramos a música que criamos juntos.

Dukes se juntou ao EXODUS em janeiro de 2005 e apareceu em 4 álbuns de estúdio da banda - "Shovel Headed Kill Machine" (2005), "The Atrocity Exhibition... Exhibit A" (2007), "Let There Be Blood" (2008, uma regravação do clássico álbum de 1985 do EXODUS, Bonded By Blood) e "Exhibit B: The Human Condition" (2010).

Dukes lançou dois álbuns de estúdio com sua banda paralela GENERATION KILL, "Red White And Blood" (2011) e "We're All Gonna Die" (2013).



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Exodus"


Thrash Metal: a paranóia do holocausto nuclearThrash Metal
A paranóia do holocausto nuclear

Metallica: por que Hammett quis sair do Exodus e juntar-se à bandaMetallica
Por que Hammett quis sair do Exodus e juntar-se à banda


E-Farsas: Papa Francisco era fã do Black Sabbath?E-Farsas
Papa Francisco era fã do Black Sabbath?

Max Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merdaMax Cavalera
Triste ver uma banda tão importante virar uma merda


Sobre Tiago Dantas da Rocha

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.