Exodus: como Chuck Billy ajudou Steve "Zetro" a voltar pra banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Na semana passada, a afiliada da Fox em São Francisco, a KTVU, teve a chance de falar com duas figuras importantes e influentes do thrash metal da Bay Area, quando o vocalista do TESTAMENT, Chuck Billy e o vocalista do EXODUS Steve "Zetro" Souza, que retornou recentemente à banda, visitaram o estúdio da emissora de TV. A conversa pode ser conferida no video logo abaixo, alguns trechos transcritos da entrevista você confere a seguir, cortesia do KTVU.com.

2150 acessosExodus: Holt diz qual a contribuição mais importante para o Thrash5000 acessosAerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

Falando sobre como o Breaking Bands - grupo de gerenciamento que Chuck é parte importante - teve influência nas primeiras negociações sobre Zetro se reunir com o Exodus, Billy disse: "A banda e Rob (Dukes) - o vocalista anterior - antes de nos envolvermos com Exodus, a banda já tinham uma história com ele. Sem muito aprofundamento, não sabíamos muito sobre isso. Tudo o que sabíamos naquele momento era que nós estávamos nos preparando para fazer um novo registro e que, possivelmente, Rob poderia não estar presente".

Ele continuou: "O que vamos fazer? Vamos lá, começar do zero com um novo vocalista, ou talvez trazer Zet de volta? É aí que isso meio que aconteceu. Então, todos nós agarramos a idéia e dissemos: 'Bem, provavelmente a coisa mais fácil e, que também faz mais sentido, é Zet, porque ele conhece todo o material antigo. Porque ele já esteve na banda e eu acho que ele poderia dar certo e aproveitar o novo registro de imediato".

"Então daí que tudo começou. Zet apenas chegaria e cantaria uma música. Começaríamos por aí, com uma nova faixa do novo disco. Então Zet tinha cerca de um dia para ouvi-la. E ele veio no próximo dia e gravou em um take e enviamos para a Gary (Holt, guitarrista do Exodus) e os outros caras da banda. E eles disseram: 'Ok. Nós já sabemos o que vamos fazer'."

"E isso foi como aconteceu. Não foi tanto por causa da gestão. Nós apenas facilitamos e fizemos com que todos eles pudessem se comunicar. Porque a comunicação entre os membros da banda, especialmente bandas que estão tentando voltar a se reunir, não é o melhor? [risos] "

Zetro adicionou: "Foi crucial, esta decisão. Gary controla o que acontece no mundo dos negócios do Exodus. Nada passa nesta banda sem Gary aprovar, por parte dele, primeiro. Então, se isso aconteceu, foi por que, obviamente, ele, Tom (Hunting, bateria), Jack (Gibson, baixo) e Lee (Altus, guitarra) queriam tomar essa decisão. E eles o fizeram! E eu acho que eles estão lidando com isso muito bem. Estou muito orgulhoso com o mais recente álbum 'Blood In, Blood out'; é um grande disco. Eu acho que eles escreveram um grande disco e eu fiquei muito feliz por chegar a cantar neste álbum".

Fonte original desta matéria:
http://www.blabbermouth.net/news/how-testaments-chuck-billy-...

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 01 de abril de 2015

ExodusExodus
25 anos da sua tentativa de um "Black Album"

2150 acessosExodus: Holt diz qual a contribuição mais importante para o Thrash2478 acessosExodus: livro para guitarristas e pacote com camiseta e palhetas2528 acessosNuclear Blast: Slayer, Exodus e outros em box set comemorativo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Exodus"

ThrashThrash
Os dez álbuns essenciais do gênero

SlayerSlayer
Gary Holt se nega a imitar solos de Jeff Hanneman

MegadethMegadeth
Para Mustaine, o Exodus entraria para o "Big Five"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Exodus"0 acessosTodas as matérias sobre "Testament"

AerosmithAerosmith
Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

KrisiunKrisiun
Banda lista os 5 picos mais demoníacos do Brasil

Full RockFull Rock
10 músicas desgraçadas por bandas de forró

5000 acessosNirvana: Grohl fala como se sentiu ao reencontrar Frances Cobain5000 acessosBruce Dickinson: Ele lamenta não ter dado um soco em Axl Rose5000 acessosRock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 19915000 acessosOzzy Osbourne: "Eu não me lembro de nada dos anos 90"5000 acessosRock e Metal: Algumas das melhores duplas de guitarristas5000 acessosBarack Obama: "não sou o vocalista do Korn", diz o "fantoche illuminati"

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online