Geezer Butler: Mastodon e Royal Blood poderiam suceder o Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Bruce William, Fonte: ARMI, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 29/03/16. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Durante entrevista com Cameron Dodds para o ARMI - Australian Rock & Metal Institute, o baixista Geezer Butler comentou sua perspectiva para o futuro do rock & roll:

370 acessosBlack Sabbath: Tony Iommi fala sobre o último show5000 acessosThrash Metal: as 10 melhores baladas de bandas do gênero

Agora que o Black Sabbath e várias outras lendárias bandas estão chegando ao fim, o que você acha que o futuro reserva ao rock & roll?

Geezer: Acho que vai ter mais eventos em festivais e clubes pequenos onde tocarão muitas bandas menores. Depois do Metallica não surgiu nenhuma outra banda de metal grande, e os festivais atualmente tem como atração principal bandas antigas como nós, o Maiden, Priest, Slipknot, etc. (Nota do editor: sim, ele mencionou o Slipknot, não foi erro de tradução).

Você acha que há bandas atuais que poderão ocupar o lugar de vocês?

Geezer: Gosto do Mastodon, mas não sei o quão grande eles serão, e gosto do Royal Blood, mas não sei se eles conseguirão se manter tanto tempo na ativa para conseguir chegar lá.

Embora você tenha dito várias vezes que vê o Sabbath como uma banda de hard rock, não de heavy metal, sua influência pode ser sentida em basicamente toda e cada banda de metal hoje. Você ouve algo de metal moderno?

Geezer: Sinceramente não ouço muita coisa hoje em dia. Gosto do Mastodon e Royal Blood e Rival Sons, mas tenho um gosto eclécito para música, gosto até de Coldplay e Bruno Mars, mas ainda adoro Billy Holiday, John Coltrane e os Beatles.

A entrevista completa (em inglês) está no link abaixo:

http://www.armiofficial.com/#!Exclusive-Interview-With-Black...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Black SabbathBlack Sabbath
Tony Iommi fala sobre o último show

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Arte GráficaArte Gráfica
Designer brasileiro cria versões para clássicos

Tony IommiTony Iommi
Vendo um fantasma durante ensaio de 1973

Max CavaleraMax Cavalera
"Ozzy me encorajou muito depois que saí do Sepultura".

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Thrash MetalThrash Metal
As 10 melhores baladas de bandas do gênero

TraduçãoTradução
O clássico The Wall, do Pink Floyd

O tempo, ah o tempo!O tempo, ah o tempo!
Rockstars nos anos oitenta e hoje

5000 acessosOzzy Osbourne: "o morcego era quente e crocante"5000 acessosPink Floyd - Perguntas e Respostas5000 acessosOut: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista5000 acessosJ-Metal: Conheça algumas bandas da cena metal japonesa5000 acessosCiência: o comportamento dos moshers estudado em universidade5000 acessosGoogle: os artistas/bandas de metal mais procurados

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 29 de março de 2016

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online