Matérias Mais Lidas

imagemOs Raimundos traíram os Titãs? Sérgio Britto comenta e conta a versão dele

imagemRegis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

imagemAngra: Luis Mariutti conta sobre atritos entre Andre Matos e Rafael Bittencourt

imagemO surpreendente disco que Tom Morello considera um dos melhores de todos os tempos

imagemAndreas Kisser opina sobre a reunião do Pantera, que começou nesse sábado

imagemA banda de rock que impressionou Paulo Ricardo e o fez ver grandeza do estilo em São Paulo

imagemPaul Stanley, do Kiss, fala sobre os shows da reunião do Pantera

imagemO Metallica não tem mais o que provar, muito menos algo novo para oferecer

imagemNoel Gallagher revela o rockstar que ficou mais impressionado de conhecer pessoalmente

imagemGuitarrista Brian Ray conta como é ter Paul McCartney como patrão

imagemA estratégia do Barão Vermelho para evitar críticas de copiar Titãs nos anos 1990

imagemGene Simmons admite que "Ace estava certo" sobre o Kiss no começo dos anos 80

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemLars Ulrich poderia tocar músicas do Rush com Geddy Lee e Alex Lifeson?

imagemNoel Gallagher relembra o dia em que foi ao show de uma banda cover de Oasis


Stamp
Summer Breeze

A incrível canção do "Black Album" que James Hetfield tocou anos antes em São Paulo

Por Bruce William
Postado em 23 de outubro de 2022

Em uma interessante passagem do documentário "Woodstock - Mais que uma loja", que conta histórias da lendária loja paulistana, seu fundador e pioneiro no mercado de discos de vinil de rock e metal no Brasil, Walcir Chalas, relembra o episódio em que James Hetfield tentou conhecer a loja, que chamava a atenção por ter se tornado ponto de encontro dos headbangers.

Foto: Ross Halfin
Foto: Ross Halfin

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu estava aqui na Woodstock num sábado, tocou o telefone, (atendi e alguém) falou: 'O James Hetfield está indo aí'. Falei 'Como?'. Era o pessoal da Rock Brigade que contou que James queria conhecer quem era aquele pessoal que havia vendido milhares de ingressos.

O Metallica estava no Brasil se apresentando pela turnê do "... And Justice For All" e a Woodstock Discos promoveu intensamente os dois shows realizados no Ginásio do Ibirapuera nos dias 6 e 7 de outubro de 1989.

Walcir e o pessoal da loja ficaram em estado de choque, mas pensaram ok, vamos lá. O que eles não contavam é que, de alguma forma completamente inesperada, milhares e milhares de headbangers foram pra loja pra esperar Hetfield. "Passou meia hora depois, ouvi um tumulto lá fora", prossegue Walcir. "Quando eu saí era o carro (um Fiat 147 de uma pessoa da Rock Brigade) com o James Hetfield já dando ré e a molecada querendo pegar, bater foto. Foi um negócio muito rápido a vinda dele. Da mesma forma que ele chegou, ele saiu rápido".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Minutos depois quando ele já estava no hotel recebi um telefone do empresário que trouxe a banda, falou 'James Hetfield tá pedindo pra você levar aqueles lambe-lambe Comando Metal Apresenta pra ele à noite lá no Ibirapuera, que ele quer guardar de recordação. Então eu lembro que quando estava chegando lá no camarim, escutei e vi ele de costas fazendo um solo. Aquele solo ficou marcado na minha cabeça. Até aí tudo bem".

Walcir conta que entrou e pediu desculpas pelo que tinha acontecido na Woodstock, James, simpático e atencioso, disse que estava tudo bem, e que da próxima vez que a banda voltasse para São Paulo ele iria lá. "Mas a próxima vez foi (a turnê do) 'Black Album', sem chances", observa Walcir, contando que entregou um pôster para James e outro pro Lars Ulrich, que até hoje estão guardados com a banda e já apareceram em vídeos de ensaios.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daí Walcir relembra o detalhe inesperado da situação: "Passou todo esse tempo e saiu o 'Black Album'. Quando eu ouvi 'The Unforgiven' eu lembrei que era o mesmo solo que o James Hetfield estava fazendo no Ibirapuera. Ou seja, 'The Unforgiven' nasceu no Ibirapuera, isto eu nunca esqueço", conta.

A história de "The Unforgiven", gravada pelo Metallica no "Black Album", de 1991

É bem verdade que embora Walcir tenha dito "solo" no depoimento, possivelmente ele esteja falando da base rítmica e talvez do vocal de Hetfield, já que o solo de "The Unforgiven" do "Black Album" aparentemente foi escrito por Kirk Hammett, e ele contou em mais de uma ocasião que ele foi muito pressionado pelo produtor Bob Rock. "Eu lembro de aparecer no estúdio naquela manhã já tendo na cabeça o que ia tocar, mas aí Bob veio e me disse 'Isto é uma merda completa'. Então pela primeira de muitas vezes eu retruquei 'Apenas aperte a porra do botão', e o solo veio de forma natural. Eu prefiro gravar assim pois gosto da coisa espontânea, e foi assim que este belo solo foi criado", disse Kirk durante conversa com a Kerrang!, onde ele confessa que esse é um de seus solos preferidos. E no documentário "A Year and a Half in the Life of Metallica", que mostra o processo de gravação do álbum, há uma cena que mostra os bastidores da criação do solo, confirmando o que foi descrito acima.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A música conta também com um "instrumento de sopro desconhecido", uma trompa francesa, conforme relatou a banda em matéria para a Guitar World, que é usada na introdução. Inclusive, no "Classic Albums: Metallica - The Black Album", James Hetfield conta que a introdução foi extraída da trilha sonora de um filme de faroeste e tocada ao contrário para que não fosse identificada. Embora não tenha revelado qual é o filme, talvez por questões legais, sabe-se que James está falando de "For A Few Dollars More" ("Por Uns Dólares A Mais" no Brasil), filme de Sergio Leone lançado em 1965 e estrelado por Clint Eastwood.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conforme relata o Songfacts, o vocal de James Hetfield nesta música foi inspirado em "Wicked Game" de Chris Isaak. O produtor Bob Rock explicou em uma entrevista de 2011 ao Musicradar.com como nesta música ele mudou a forma que James costumava gravar os vocais: "James queria cantar. Ele vinha fazendo muito vocal gritado, mas ali queria tentar algo diferente. Antes ele sempre dobrava os vocais (na gravação). Ele não cantava as bases harmônicas, ele simplesmente cantava novamente a música em outra faixa (e depois as duas eram mixadas juntas). Mas esse processo de duplicação não traz personalidade, na verdade, muitas vezes até tira um pouco dela, pois você espera que o segundo vocal lhe traga a profundidade que seu primeiro vocal deveria ter. Eu disse a James que deveríamos gravar seu vocal, mas em vez de ouvir a si mesmo em fones de ouvido, eu queria que ele ouvisse nos alto-falantes. A diferença foi incrível. Ele cantou a música e por ter se ouvido de forma diferente, imprimiu uma dimensão totalmente nova em sua voz".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"The Unforgiven" ganharia posteriormente duas "sequências": "The Unforgiven II" no "Reload" (1997) e "The Unforgiven III" no "Death Magnetic" (2008).

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Metallica não tem mais o que provar, muito menos algo novo para oferecer

Lars Ulrich poderia tocar músicas do Rush com Geddy Lee e Alex Lifeson?

Metallica: o que Regis Tadeu achou de "Lux Aeterna", nova música da banda?

Regis Tadeu explica porque Sandy não deve cantar músicas do Metallica

Veja Sandy cantando Metallica na TV Globo em programa de Marcos Mion

James Hetfield sobre "Load" e "Reload": "Pareceu forçado"

James Hetfield sobre o "St. Anger": "Pelo menos é honesto"

Lars Ulrich diz que membros do Metallica são irmãos que ele nunca teve

James Hetfield comenta como a fama afeta as pessoas como um vício

"A masculinidade tóxica alimentou esta banda", diz Kirk Hammett sobre o Metallica

Novo clipe do Metallica ultrapassa 5 milhões de views em dois dias

Metallica: se você achou caro o pacote do Titãs, fuja dos preços da turnê de Hetfield & Cia

Charlie Benante não sabia de tour do Metallica com o Pantera

Cinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

A importância da ex-esposa de James Hetfield em sua luta contra o alcoolismo

Metallica: James conta como a banda se tornou sua família

Metallica: Scott Ian comenta sobre a morte de Cliff Burton

Robert Fripp: veja cover de "Enter Sandman" com esposa na bicicleta ergométrica

Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

Os dez maiores picaretas da música internacional


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.