Como no Velho Oeste: um desafio ao Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Contrera
Enviar correções  |  Ver Acessos

Este post é uma ficção. Primeiro, porque ele é um desafio virtual, que muito dificilmente sequer chegará ao seu destinatário. Segundo, porque ele se baseia em materiais que não fazem parte da obra da banda a que se destinam. Terceiro, porque talvez o desafio não tenha nada a ver.
Não importa.

Tudo começou quando me deparei com um vídeo no Youtube que faz uma montagem da cena do duelo final de O Bom, o Mau e o Feio com Ecstasy of Gold, do Metallica. Esse vídeo pode ser visto aqui.

Ele conta com mais de 5 milhões de visualizações, então até que está bem cotado na parada - além do mais por ser um vídeo privado, uma montagem particular.

Nesse vídeo, toda a cena final do duelo transcorre normalmente até que, em 2'54", exatamente, começa e vai até o final a faixa da banda, que com isso fez uma grande homenagem ao cinema, a Leone, ao gênero e a todos nós que gostamos desse tipo de trama. Até sinto que a montagem foi bem feita.

Ocorre que minha preferência é outra. Minha preferência, enquanto cena de duelo, é aquela entre Bronson e Fonda em Era uma Vez no Oeste. A cena mais marcante de duelo e de acerto de contas que eu conheço. Daqui o desafio: fazer uma homenagem à altura DESSA cena, com o som do Metallica.

A cena está aqui:

Um dia, quem sabe, Hetfield e trupe recebam o desafio e cumpram o intento!


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Metallica"


Metallica: banda faz maior show de metal da história da SuéciaMetallica
Banda faz maior show de metal da história da Suécia

Metallica: ouça Nothing Else Matters em escala maiorMetallica
Ouça "Nothing Else Matters" em escala maior


Mike Mangini: um dos bateristas mais rápidos do mundo?Mike Mangini
Um dos bateristas mais rápidos do mundo?

Para tocar: O que são tablaturas e como usá-las?Para tocar
O que são tablaturas e como usá-las?


Sobre Rodrigo Contrera

Rodrigo Contrera, 48 anos, separado, é jornalista, estudioso de política, Filosofia, rock e religião, sendo formado em Jornalismo, Filosofia e com pós (sem defesa de tese) em Ciência Política. Nasceu no Chile, viu o golpe de 1973, começou a gostar realmente de rock e de heavy metal com o Iron Maiden, e hoje tem um gosto bastante eclético e mutante. Gosta mais de ouvir do que de falar, mas escreve muito - para se comunicar. A maioria dos seus textos no Whiplash são convites disfarçados para ler as histórias de outros fãs, assim como para ter acesso a viagens internas nesse universo chamado rock. Gosta muito ainda do Iron Maiden, mas suas preferências são o rock instrumental, o Motörhead, e coisas velhas-novas. Tem autorização do filho do Lemmy para "tocar" uma peça com base em sua autobiografia, e está aos poucos levando o projeto adiante.

Mais matérias de Rodrigo Contrera no Whiplash.Net.

adGoo336