Rammstein: Till Lindemann choca neto com livro infantil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karen Batista, Fonte: AIF.RU
Enviar correções  |  Ver Acessos

O frontman do RAMMSTEIN, Till Lindemann, esteve em Moscou promovendo a edição russa de seu segundo livro de poesias, "In Stillen Nächten", e contou ao site local AIF.RU sobre seus próximos projetos literários: um livro de contos e um livro infantil.

Melodicka Bros: "Du Hast", do Rammstein, em ritmo muito felizMike Terrana: "Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"

Till - cujo próprio pai Werner Lindemann foi um aclamado escritor de livros infantis nos anos 70 - escreveu e ilustrou um livro para seu neto durante a turnê MADE IN GERMANY, de 2012, mas ainda não decidiu se o livro será publicado. O motivo? "Preciso manter minha fama de mau", brinca ele.

Mas ele já deu uma ideia de como é o livro:

"O personagem é o meu neto Fritz. Cada poema é dedicado a ele. Começa assim: 'Querido Fritz, segure a minha mão'. Aí vamos ao zoológico, pegamos o trem, voamos de avião...no zoológico, por exemplo, vemos alguém ser comido pelos leões, o avião cai, acontecem colisões de trem, e por aí vai. Mas nada acontece conosco: saímos sãos e salvos de todas as situações".

Quando a entrevistadora russa perguntou se Till já havia lido o livro para seu neto, ele disse entre risadas:

"Sim, e ele ficou um pouco chocado".

Quanto ao livro de contos, Till disse apenas que o lançamento provavelmente será em 2018.

"In Stillen Nächten", lançado em 2013, é o segundo livro de Till Lindemann (em 2002, o frontman do Rammstein estreou no mercado literário com "Messer"), e até o momento, foi publicado em inglês, holandês e agora russo, além de alemão, obviamente.

Aqui no Brasil, o renomado tradutor Marcelo Backes tem buscado atrair o interesse tanto do público como das editoras locais para a obra de Lindemann, na esperança de um lançamento em português brasileiro da obra do poeta alemão.

Vocês poderão conferir a matéria escrita por Backes para a Folha de S. Paulo no link a seguir

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2016/09/1809713-um...

E uma versão não resumida, mais abrangente e analítica do mesmo artigo abaixo.

https://www.dropbox.com/s/o42667e32ftqvxt/FOLHA_ILUSTRISSIMA...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Rammstein"Todas as matérias sobre "Till Lindemann"


Melodicka Bros: "Du Hast", do Rammstein, em ritmo muito felizLindemann: ouça F & M, segundo álbum do projeto com vocais do Rammstein e Hypocrisy

Guns N' Roses: e se Welcome to the Jungle fosse do Rammstein?Guns N' Roses
E se "Welcome to the Jungle" fosse do Rammstein?

Rammstein: confira o making of oficial do vídeo de "Ausländer"Lindemann: projeto do vocal do Rammstein lança um de seus clipes mais explícitosLindemann: ouça nova música do projeto que une Rammstein e Hypocrisy

Rammstein: onde o Linkin Park errou em sua nova direção musicalRammstein
Onde o Linkin Park errou em sua nova direção musical

Gigantes do Rock e Metal: alguns músicos muito, muito altosGigantes do Rock e Metal
Alguns músicos muito, muito altos


Mike Terrana: Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!Mike Terrana
"Malmsteen foi uma das piores pessoas que conheci!"

Intrigas: Bandas em família que terminaram malIntrigas
Bandas em família que terminaram mal


Sobre Karen Batista

Germanófila desde 2004, após uma epifania ao ouvir "Mein Herz Brennt" do Rammstein pela primeira vez na faculdade de Artes. Além de escrever sobre as bandas da cena alternativa alemã para o Whiplash.Net, contribui como designer gráfica para o fã-clube oficial americano do próprio Rammstein e trabalha como tradutora. Twitter: @karenbrlin.

Mais matérias de Karen Batista no Whiplash.Net.

adGooILQ