Ozzy Osbourne: volta de Zakk Wylde une útil ao agradável

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda
Enviar correções  |  Comentários  | 

A notícia de que Zakk Wylde voltaria a tocar com Ozzy Osbourne acertou os fãs em cheio. Primeiro, porque essa reunião não estava sendo especulada por nenhum veículo de imprensa até então. Segundo, porque une o útil ao agradável.

1643 acessosOzzy Osbourne: ele confirma que turnê será a última5000 acessosMetallica: James Hetfield se irrita e chuta violão em show

Nos últimos anos, Zakk Wylde e Ozzy Osbourne ficaram distantes de seus projetos principais. Wylde se dedicou menos ao Black Label Society para lançar e promover seu segundo disco solo, "Book Of Shadows II" (2016). O guitarrista também tem conduzido o projeto Zakk Sabbath. Já Ozzy concentrou seus esforços na reunião do Black Sabbath, iniciada em 2011 e encerrada com o fim definitivo do grupo, no início deste ano.

Provavelmente, Ozzy Osbourne concluiu que precisaria de um retorno triunfal após o fim do Black Sabbath. O Madman deixou claro, em diversas entrevistas, que não vai se aposentar mesmo depois do Sabbath encerrar suas atividades. Ele deixou claro que a saúde de Tony Iommi, que enfrenta um linfoma há alguns anos, foi o motivo pelo qual o grupo decidiu parar.

Ozzy não quer pendurar as chuteiras. E nem precisa, pois, apesar das idades e dos abusos, ainda se porta devidamente nos palcos e consegue produzir registros relevantes.

Diante disso, o retorno de Zakk Wylde caiu como uma luva. Ele foi o guitarrista que passou mais tempo ao lado de Ozzy Osbourne e, depois de Randy Rhoads, tornou-se no músico mais notável a acompanhar o Madman - Jake E. Lee tinha esse mesmo potencial, mas não deu sequência à sua carreira após deixar de trabalhar com Ozzy.

Ainda não há pronunciamentos oficiais que justifiquem o retorno de Zakk Wylde à banda de Ozzy Osbourne. Entretanto, imagina-se que o desligamento de Gus G., guitarrista que ocupou a vaga de Wylde desde 2009, tenha sido opção de Ozzy. E não por algum problema, mas, sim, porque Zakk e Ozzy precisavam voltar. Era uma questão de tempo.

O próprio motivo pelo qual Ozzy Osbourne deixou de trabalhar com Zakk Wylde é um tanto bobo. Ozzy afirmou, em entrevistas posteriores, que desligou Zakk de sua banda porque suas colaborações autorais para o próximo disco, que viria a ser "Scream", estavam com uma sonoridade semelhante demais à do Black Label Society.

Ora, Zakk já deu diversas demonstrações de que consegue trazer contribuições diferentes do que é produzido com o Black Label Society. O músico se acomodou no fim da década passada, é verdade, mas o próprio BLS se oxigenou e conseguiu apresentar, recentemente, um de seus melhores discos: "Catacombs Of The Black Vatican" (2014).

A justificativa dada por Ozzy Osbourne, para mim, não soa tão plena. Embora o Madman nunca tenha deixado de ser amigo de Wylde, há indícios de que um desgaste no relacionamento seja mais justificável.

Fato é que Ozzy Osbourne e Zakk Wylde estão de volta. E essa reunião acontece em um momento em que precisam um do outro para mostrarem que ainda conseguem fazer grandes trabalhos. A discografia recente de ambos é bem boa, mas, juntos, Ozzy e Zakk já fizeram álbuns históricos.

O único pesar, em meu ver, está relacionado a Gus G. O líder do Firewind não teve a oportunidade de mostrar a que veio. Durante oito anos ao lado de Ozzy Osbourne, fez pouco mais de 100 shows e gravou apenas um disco - "Scream" (2010), que, apesar de ser bom, já estava com um conceito definido.

Não foi possível que Gus G. oferecesse mais, pois, desde 2011, Ozzy Osbourne se dedicou à reunião do Black Sabbath. O grupo encerrou suas atividades neste ano - ou seja, só agora, o Madman teria a chance de retomar a sua carreira solo. E, talvez ciente de que Zakk Wylde retomaria seu posto, Gus G. lançou, no início deste ano, mais um disco do Firewind: "Immortals", o primeiro em cinco anos.

Com relação ao futuro de Ozzy Osbourne e Zakk Wylde, ainda não há tantas informações. Sabe-se que o Madman já prepara um disco de inéditas, com lançamento previsto para 2018, que dará início à sua fase pós-Sabbath. O retorno de Zakk será concretizado, inicialmente, em uma série de quatro shows nos Estados Unidos, marcados para julho e agosto deste ano.

Resta-nos aguardar pelo que será feito daí em diante. Entretanto, como disse Gus G. em sua "carta de despedida": "é ótimo ver Ozzy e Zakk juntos novamente, já estava na hora".

Comente: Você está feliz com a volta de Zakk à banda do Madman?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Ele confirma que turnê será a última, mas não vai parar completamente

767 acessosLoja de Discos do Cassio: Ozzy Osbourne vai ser aposentar0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Ozzy Osbourne"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Comendo mais carne que nunca

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1980

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Sem drogas antes de subir no palco... só depois!

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"0 acessosTodas as matérias sobre "Zakk Wylde"


MetallicaMetallica
James Hetfield se irrita e chuta violão em show

StephanieStephanie
Ex de Axl Rose mostra ótima forma aos 44

SemelhançaSemelhança
Alguns vocalistas de rock com vozes quase iguais

5000 acessosMetallica: James Hetfield se irrita e chuta violão em show5000 acessosStephanie Seymour: ex de Axl Rose mostra ótima forma aos 445000 acessosSemelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguais5000 acessosAerosmith: Joe Perry também detona álbum country de Steven Tyler5000 acessosKiss: Paul Stanley conta como perdeu a sua virgindade4529 acessosLobão: em 2013, PT responsável por sertanejo universitário?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 03 de maio de 2017


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online