Meia-entrada: lei será ampliada; ingressos mais baratos seriam "ilusão"?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Igor Miranda, Fonte: HuffPost Brasil
Enviar correções  |  Comentários  | 

O governo federal tem estudado a ampliação da lei da meia-entrada. A proposta é fazer com que estabelecimentos que desrespeitem a cota de 40% dessa categoria de ingressos a abaixarem o preço ainda mais para estudantes, deficientes e jovens de baixa renda.

5000 acessosMilho Wonka: quem são os Posers do Rock hoje em dia?5000 acessosAs regras da NWOBHM

A nova lei estabelece a "meia da meia", basicamente. O intuito é acabar com a "meia-entrada promocional", que, por vezes, é ampliada para o público geral por meio de lotes promocionais, convênios com empresas e outros tipos de descontos. O decreto deve ser assinado pelo presidente Michel Temer, ainda neste mês.

Por outro lado, uma matéria feita pelo HuffPost Brasil reafirma o que já é dito por muitos: a meia-entrada encarece os demais ingressos. "De acordo com economistas, ao assegurar que 40% dos ingressos sejam vendidos pela metade do preço, a lei reajusta os ingressos e dá um 'efeito ilusório' até mesmo para as pessoas que estariam pagando a 'metade do preço'", diz um trecho do texto.

No texto do HuffPost Brasil, um promotor de eventos chegou a confessar que a meia-entrada é, sim, ilusória, pois o custo do evento é considerado na precificação da mesma forma.

"Qualquer produtor ou casa, para precificar um ingresso, leva em conta os custos do evento e a quantidade estimada mínima de ingressos para estes custos", disse Marcelo Beraldo, sócio do Grupo Vegas, que é responsável pelo conteúdo da casa de shows Cine Joia. "No fim, a única coisa que a meia entrada faz é criar duas classes de ingressos com preços diferentes, mas a média necessária para cobrir os custos será sempre a mesma."

Veja o texto na íntegra:

http://www.huffpostbrasil.com/2017/08/04/a-ilusao-da-meia-en...

Comente: Você acha que a meia-entrada para estudantes é algo positivo ou negativo?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 07 de agosto de 2017


0 acessosTodas as matérias da seção Notícias

Milho WonkaMilho Wonka
Quem são os Posers do Rock hoje em dia?

HumorHumor
As 101 regras para ser um fã da NWOBHM

HistóricasHistóricas
Fotos de encontros inusitados entre rockstars

5000 acessosBlack Sabbath: mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward5000 acessosOs roqueiros mais chatos das redes sociais5000 acessosSlipknot: Joey Jordison revela o verdadeiro motivo de sua saída5000 acessosAC/DC: isso sim é uma bela estrada para o inferno5000 acessosSteven Tyler: "nunca esquecerei a audição para o Zeppelin"5000 acessosSlash: a guitarra que gentilmente chora

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online