Joe Satriani: sentindo-se positivo sobre Chickenfoot em 2018

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Sobreira, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O supergrupo que apresenta o lendário guitarrista Joe Satriani, ao lado dos ex-Van Halen Sammy Hagar (vocal) e Michael Anthony (baixo), juntamente com o baterista Chad Smith (Red Hot Chili Peppers), ficou em grande parte do tempo, inativo desde 2012, quando excursionou com Kenny Aronoff na bateria devido ao trabalho de Smith, em cumprir a agenda com sua banda principal.

Malmsteen: Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarristaQueen: 10 coisas que você não sabe sobre Bohemian Rhapsody

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em março passado, o Chickenfoot lançou "Divine Termination", sua primeira música inédita após cinco anos, em 'Best + Live', sua primeira coletânea. Vale lembrar, que o último álbum completo de estúdio, foi "Chickenfoot III", lançado em 2011.

Durante uma entrevista, em 20 de setembro, ao apresentador Eddie Trunk, Satriani foi perguntado se há algum plano para que Chickenfoot faça outra coisa novamente. Joe respondeu: "Algumas semanas atrás, quando eu e minha banda estávamos indo para a América do Sul para um único show, recebi uma ligação, quando eu estava entrando no carro para ir ao aeroporto e era Sam (Hagar) dizendo: "Eu só quero que você saiba, que em 2018, eu estou querendo dedicar tudo ao Chickenfoot!". Ele realmente explodiu minha mente, e eu não tinha ideia do que fazer com essa informação. Porque eu disse: 'Você sabe, Sam, eu estou fazendo um registro, uma turnê e outra turnê com o G3'. "E eu estava pensando: "Tenho a sensação de que o Chad vai tirar umas boas férias, porque ele está apenas saindo de uma turnê de dois anos e meio com sua banda, ou algo assim". Então eu não sei o que vai acontecer. Mas tenho certeza de que vamos nos reunir em algum momento do próximo ano. Eu disse a ele: 'Olha, você sabe que estou trabalhando', porque ensaiamos para a turnê em seu estúdio, então ele sabe tudo sobre minha agenda. Mas eu disse: "Você sabe, se eu tiver um dia de folga, eu vou trabalhar no estúdio com você!". Então estou me sentindo muito positivo a respeito disso ", finalizou o guitarrista.

Em maio de 2016, Chickenfoot reuniu-se para apenas dois shows no Harrah's Lake Tahoe e tocou o seu primeiro 'set list' completo em mais de seis anos, juntamente com uma apresentação especial de "Divine Termination". Satriani descreveu a faixa como "Rock esmagador de ossos, rock do inferno, pingando de atitude e vibração. Apenas o caminho que o Chickenfoot gosta!"

Além disso, como já divulgado anteriormente, Joe lançará seu décimo sexto álbum solo, 'What Happens Next', em 12 de janeiro de 2018, via Sony/Legacy Recordings, e apenas um dia antes do lançamento do álbum, reviverá sua entidade G3. A edição deste ano, contará entre os músicos convidados, com so guitarristas John Petrucci (Dream Theater) e Phil Collen (Def Leppard), para se juntar a ele. A turnê G3 terá inicio em 11 de janeiro em Seattle/Washington e continuará em todo os EUA antes de chegar ao fim no dia 25 de fevereiro, em Milwaukee/Wisconsin.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Joe Satriani"Todas as matérias sobre "Chickenfoot"


Joe Satriani: qual guitarrista mais o impressionou no G3?Joe Satriani
Qual guitarrista mais o impressionou no G3?

Joe Satriani: os álbuns que mudaram a vida do guitarristaJoe Satriani
Os álbuns que mudaram a vida do guitarrista


Malmsteen: Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarristaMalmsteen
Slash, Vai, Satriani e Wylde falam do guitarrista

Queen: 10 coisas que você não sabe sobre Bohemian RhapsodyQueen
10 coisas que você não sabe sobre Bohemian Rhapsody


Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

adGoo336