Igor Cavalera: o segredo do sucesso para ser um músico bem sucedido

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Igor Cavalera foi entrevistado pela Apes Metal em Viena, na Áustria, no dia 3 de dezembro de 2017. Confira a seguir um trecho traduzido da conversa, que pode ser vista no vídeo ao final:

Rockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parteHeavy Metal: quais as 10 melhores vozes da história?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ao ser perguntado sobre o conselho que daria para novos artistas que não tem muito dinheiro para gravar e promover seu trabalho, ele respondeu: "Não sei. Muitas coisas mudaram. Por exemplo, quando começamos não tínhamos muito dinheiro e era muito mais difícil gravar - você precisava ir a um estúdio profissional que custava caro, ao passo que hoje em dia é mais fácil registrar suas demos, há muitos estúdios caseiros que soam incríveis. Não estou dizendo que é mais fácil, mas é um pouco mais... não sei, naqueles tempos, se você não tivesse uma boa demo, as pessoas não lhe dariam ouvidos. A maioria das gravações eram em fita cassete e não tinham qualidade profissional, eram demos. Ao mesmo tempo, hoje em dia existe a internet que dá acesso fácil para as pessoas. Se alguém ouvir o nome de sua banda, basta procurar e achar algo, um vídeo um amostra de som. Então eu não sei... a luta é a mesma, mas por outro lado, hoje em dia estamos sobrecarregados com excesso de informações sobre bandas".

Igor prossegue: "Acho muito difícil encontrar a fórmula certa de como fazer sua banda ser bem sucedida. Mas o melhor jeito com certeza é o mais simples, ou seja, trabalhar muito, e isto é algo que eu e Max (Cavalera, irmão de Igor, ex-parceiro de banda no Sepultura e com quem está tocando atualmente no Cavalera Conspiracy) sempre fizemos; nunca ficamos sentados em casa esperando que as coisas acontecessem. Estamos na luta há mais de 30 anos. Fizemos muitos sacrifícios. Então acho que é isto que eu diria para as novas bandas - há muito trabalho. Mesmo que sua música seja fantástica, as pessoas não vão ouvir se vocês não chegarem até elas. No passado a gente mandava gravações para fanzines, hoje em dia você manda mensagens on line e tenta expandir sua música por todo mundo. Trabalho pesado continua sendo parte do jogo".

Mas, no fim das contas, ele acha que vale a pena: "Quando vejo que hoje cuido dos meus filhos, saio em turnê com meu irmão e faço as coisas que gosto, valeu a pena. Claro que houve muitos sacrifícios, perdi muitos aniversários de pessoas de casa por estar na estrada, e não há o que possa ser feito. Mas no fim das contas estamos fazendo o que amamos, e isto é o que importa".

Comente: O Sepultura pegou uma época mais fácil ou hoje em dia eles conseguiriam chegar onde chegaram do mesmo jeito?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Cavalera Conspiracy"Todas as matérias sobre "Sepultura"Todas as matérias sobre "Igor Cavalera"


Andreas Kisser: não se arrepende da separação do SepulturaAndreas Kisser
Não se arrepende da separação do Sepultura

Max Cavalera sobre o Sepultura: O vocalista deles não estava lá no começo, né?Max Cavalera sobre o Sepultura
"O vocalista deles não estava lá no começo, né?"


Rockstars: as esposas mais lindas do rock - 1ª parteRockstars
As esposas mais lindas do rock - 1ª parte

Heavy Metal: quais as 10 melhores vozes da história?Heavy Metal
Quais as 10 melhores vozes da história?


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

adGoo336