Flying V: legendária guitarra comemora 60 anos de lançamento

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos, Fonte: ultimateGuitar.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A legendária guitarra foi patenteada pela Gibson em 6 de janeiro de 1958 e teve um início bastante turbulento.

Bateristas fodas no youtube: uma seleção dos melhores com vídeos de exemplosHumor: Você sabe que o rock está moderninho quando...

Em 1957, o presidente da Gibson Guitar, Ted McCarty, estava em uma barca furada. A concorrência da Fender estava fazendo vários estragos nas vendas da empresa com o lançamento da Telecaster e da Stratocaster.

Buddy Holly segurava uma Strat na capa do disco "The Chirping Crickets", e em um instante, a Fender estava na crista da onda com os mais jovens. A Gibson passou a ser a empresa dos "pais".

Ted McCarty percebeu isso e solicitou novas ideias para novas guitarras. Choveram desenhos e McCarty escolheu três deles por serem chocantes e que poderiam realmente ser construídos: a Futura, que se chamaria Explorer, a Moderne, e a Flying V.

Alguns dizem que o desenho da Flying V foi escolhido porque ela não precisava de apoio podendo ser encostada na parede facilmente. Protótipos foram feitos e levados a feiras em 1957, quando criaram um frenesi. Era chegada a hora de levá-la a público.

Em 1958, a Gibson vendeu 81 peças. Em 1959, apenas 17. A linha de produção foi descontinuada. Por que? Certamente não foi somente pelo seu desenho futurista, mas principalmente pelo alto preço. A Gibson tomou a decisão de construí-la com os melhores materiais existentes, por exemplo de uma madeira espetacular chamada Korina ou Limba.

Ela era considerada bonita, mas muito cara. O uso da Korina deixou o seu preço igual ao da Gibson Les Paul.

Por que alguém compraria uma guitarra tão cara? Boa pergunta. Entretanto, como qualquer um pode perceber, quais guitarristas tocam quais guitarras influenciam muito as compras.

Logo alguns guitarristas perceberam a sua qualidade e um dos três Kings, Albert, estaria tocando exclusivamente com ela por ser perfeita para ele, pois era canhoto e o seu desenho simétrico permitia tocá-la sem grandes esforços. Todos os trastes eram acessíveis não importando a posição e ainda por cima ela não precisava de apoio.

Mas foi Dave Davies do The Kinks que colocou a guitarra definitivamente nos mapas e a foto dele empunhando uma na capa de The Kinks Greatest Hits de 1966 funcionou maravilhosamente bem. Alguém se lembra do Buddy Holly?

E o resto é história.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Instrumentos"


Bateristas fodas no youtube: uma seleção dos melhores com vídeos de exemplosBateristas fodas no youtube
Uma seleção dos melhores com vídeos de exemplos

Led Zeppelin: Page comenta quando tocou com pedal que poderia ligar e desligar com o péLed Zeppelin
Page comenta quando tocou com pedal que poderia ligar e desligar com o pé

Riffs de guitarra: em oito minutos, 100 dos mais famososRiffs de guitarra
Em oito minutos, 100 dos mais famosos

Instrumentos: Quando você quer solar como Slash mas só tem um piano (vídeo)Instrumentos
Quando você quer solar como Slash mas só tem um piano (vídeo)

Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debateDedo x Palheta
Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate


Humor: Você sabe que o rock está moderninho quando...Humor
Você sabe que o rock está moderninho quando...

Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular Simple ManLynyrd Skynyrd
A história da espetacular "Simple Man"

Vocalistas: algumas das grandes vozes do rockVocalistas
Algumas das grandes vozes do rock

Capas de disco: como seriam se fossem gifs animadosCapas de disco
Como seriam se fossem gifs animados

Wonder Years: O soundtrack do grande sucesso de público e críticaWonder Years
O soundtrack do grande sucesso de público e crítica

Pantera: policial que matou assassino de Dime ainda sofre traumaPantera
Policial que matou assassino de Dime ainda sofre trauma

Gary Holt: guitarrista admite ser fã de rock farofaGary Holt
Guitarrista admite ser fã de rock farofa


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336