Linkin Park: O que houve de bom no pior ano de Mike Shinoda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Instagram
Enviar correções  |  Ver Acessos

O músico Mike Shinoda, do Linkin Park, compartilhou uma carta aberta, em seu perfil no Instagram, para falar sobre seu 2017. Embora tenha descrito o ano como o "pior" de sua vida, devido ao suicídio de Chester Bennington em julho, Shinoda destacou algumas situações positivas que também o marcaram.

Satanismo: O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?Músicas Ruins: blog elege as piores de grandes bandas do Rock/Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"É estranho olhar para trás e dizer: 'foi o pior ano da minha vida'. Ensinamos às nossas crianças: não é sobre ganhar ou perder, é sobre como se joga o jogo. Com a derrota, focamos no amor ao jogo. Nos perguntamos o que podemos fazer melhor da próxima vez. E se estamos fazendo certo, honramos os vencedores, mesmo que sejamos derrotados. Aos amigos que tiveram um ótimo ano, parabéns e todo o meu amor. Espero, sinceramente, que seu próximo ano seja ainda melhor", disse, inicialmente.

Em seguida, Mike Shinoda abordou os pontos positivos de 2017, apesar da morte de Chester Bennington. "Olhando além das óbvias tragédias, esse ano não estava sem coisas para se agradecer. Fizemos muitos amigos. Lançamos um disco auto-produzido que eu amo - nosso 5° disco a estrear em 1° lugar no Top 200 da Billboard. Fizemos ótimos shows. Tive inúmeros momentos calorosos e inesquecíveis com minha esposa, meus filhos e amigos. Nas ruas e na internet, vi um ótimo aumento de minorias e 'estranhos' - pessoas que precisam ser ouvidas, cujas ações só espero que sejam construtivas ao longo do tempo", afirmou.

Por fim, Shinoda destacou: "E sim, 2017 foi o pior. Mas jogo pelo amor em jogar. Vamos seguir a partir daqui. Não posso dizer que não vou cair, perder ou errar. Minha única responsabilidade é voltar, trabalhar mais e tentar de novo".

Comente: E na sua opinião? Quais foram os pontos positivos de 2017?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Linkin Park"Todas as matérias sobre "Mike Shinoda"


Stone Temple Pilots: Jeff Gutt foi amigo de Chester BenningtonStone Temple Pilots
Jeff Gutt foi amigo de Chester Bennington

New Metal: clássicos do rock e metal em versões modernasNew Metal
Clássicos do rock e metal em versões modernas


Satanismo: O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?Satanismo
O que pensam os que acreditam que rock é coisa do demo?

Músicas Ruins: blog elege as piores de grandes bandas do Rock/MetalMúsicas Ruins
Blog elege as piores de grandes bandas do Rock/Metal


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor