Satan Smashes Fascism: 16 bandas em polêmica coletânea

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Facebook
Enviar Correções  

O M.R.U - Movimento Resistência Underground & RABM - Red and Anarchist Black Metal, lançou oficialmente na sexta-feira, 13, uma coletânea reunindo 16 bandas nacionais.

O movimento postou em suas redes sociais o seguinte anúncio: "O M.R.U - Movimento Resistência Underground & RABM - Red and Anarchist Black Metal tem a honra de lançar oficialmente nessa sexta-feira 13, a primeira coletânea de metal extremo antifascista pós-golpe de 2016. SATAN SMASHES FASCISM representa a RESISTÊNCIA no Underground. São 16 bandas brasileiras de black, death and thrash metal de várias regiões do país, dispostas a lutar contra todo tipo de intolerância e glorificação do modelo neoliberal capitalista e cristão. Subverta a ordem em todas as suas possibilidades! Maiores informações: MRU – Movimento Resistência Underground & RABM – Red and Anarchist Black Metal.

publicidade

Bandas participantes da coletânea:

- Morbid Prophecy
- Antrochaotic
- Vingador
- Vulture
- Violator
- V.M.R
- Terror Revolucionário
- Trovador
- Cracked Skull
- Terrorcidio
- Crematório
- Immortal Persefone
- Psycophobia
- Agnideva
- Obskure
- Aggresion"

publicidade

Confira abaixo a capa da coletânea "Satan Smashes Fascism".



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Iron Maiden: as dez melhores músicas, segundo a LoudwireIron Maiden
As dez melhores músicas, segundo a Loudwire

Separados no nascimento: Lady Gaga e EddieSeparados no nascimento
Lady Gaga e Eddie


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin