Judas Priest: é decepcionante que os álbuns da era Tim Ripper não estejam disponíveis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

O baixista Ian Hill negou a recente afirmação de Tim Ripper Owens de que o tempo do vocalista com o Judas Priest foi intencionalmente apagado da historia da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista recente, Tim disse ao Rock Talk with Mitch Lafon que sentia-se ofendido por não encontrar os trabalhos que fez com o Judas Priest nem em serviços de streaming, tampouco em lojas on line. ""Eu gostaria de comprar alguns até para vender quando estou em turnê solo...", afirmou Tim.

publicidade

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ian Hill também foi entrevistado pelo jornalista Mitch Lafon, e foi questionado se indisponibilidade dos álbuns da era Owens é uma questão relacionada a direitos ou se é uma tentativa deliberada de enterrar essa parte do passado da banda. "É estranho, na verdade, porque há um bom material em ambos os álbuns. Ripper é um ótimo vocalista, e ele fez um tremendo trabalho em 'Jugulator' e 'Demolition'. E por que eles não estão à venda não tem nada a ver com a gente, talvez seja uma coisa contratual entre a Sony e quem detém os direitos autorais desses álbuns, eu não sei, mas é uma pena, porque há um bom material lá. Eu sei que não era a formação original, mas ainda era Judas Priest. Então, é decepcionante - se é verdade que o material não está disponível. Realmente é."

Tim Ripper entrou para o Judas Priest em 1996, e gravou "Jugulator" (1997) e "Demolition" (2001).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Cli336 WhiFin Goo336 Goo728 Cli336