Metal: 5 álbuns fora do radar lançados em 2019

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Guilherme Cardoso, Fonte: No Such Music News
Enviar Correções  

Com tantos lançamentos novos a cada semana, alguns bons trabalhos, principalmente de bandas menos conhecidas, acabam escapando. Assim, selecionamos 5 álbuns menos conhecidos lançados nesses primeiros (quase) 5 meses de 2019.

Resenhas publicadas originalmente em:
https://www.facebook.com/nosuchmusicnews/

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Banda: Beyond Salvation
Álbum: Scarbearer
Lançamento: 3 de Maio
Gênero: Thrash Metal, Groove Metal
Para fãs de: Sylosis, Exodus, Hatebreed

"Scarbearer" é o segundo EP da novata banda inglesa Beyond Salvation. Em 5 músicas, o grupo mistura riffs de thrash metal para bater cabeça, com licks melódicos e demonstrações de muita técnica em seus instrumentos. Já os vocais remetem a bandas de hardcore, como Hatebreed. As duas últimas músicas possuem os melhores riffs do EP como o riff na metade de "Savaged" e a sequência brutal nos 2 primeiros minutos de "Downfall". Essa última tem também o melhor refrão do EP, simples mas com uma força inapelável.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Banda: Lord Dying
Álbum: Mysterium Tremendum
Lançamento: 26 de Maio
Gênero: Sludge Metal, Prog Metal, Doom Metal
Para fãs de: Mastodon, Void of Sleep, YOB

Os norte-americanos do Lord Dying resolveram em seu terceiro álbum refinar seu som de uma forma inesperada. De uma banda bem comum e "ignorante" de sludge, o quarteto transformou-se em uma banda cerebral que mistura com maestria o já citado sludge com heavy metal tradicional, doom metal e prog metal, algo semelhante ao Mastodon mas sem uma faceta mais pop e acessível. O resultado final é um álbum complexo tanto em conceito quanto em musicalidade. Enquanto as letras refletem sobre a morte e o que há após ela, as músicas são cheias de variações: riffs sujos, vocais limpos, partes acústicas, solos psicodélicos, momentos Pink Floydianos. Enfim, "Mysterium Tremendum" é uma brilhante (r)evolução sonora do Lord Dying.

publicidade

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Banda: Oblivion Zero
Álbum: Revenant
Lançamento: 31 de Março
Gênero: Thrash Metal, Groove Metal, Prog Metal
Para fãs de: Dagoba, Trivium

A banda norte-americana Oblivion Zero precisou de apenas 8 músicas e menos de 30 minutos para dar novos ares ao thrash metal. "Revenant" mostra uma banda com muitas ideias e alternativas. Os vocais alternam-se entre melódicos e um gutural que chama atenção pela sua potência, os riffs respiram muito da modernidade do groove metal, mas frequentemente recorrem a fórmulas bem familiares de Anthrax e Megadeth. Além disso, o grupo tem uma veia progressiva para composições mais elaboradas. Na sequência "Stranger Shores" e "Revenant", a banda mostra sua faceta mais épica com dedilhados e vocais melódicos carregados de emoção convivendo com o peso dos riffs e dos vocais guturais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Banda: Seth Angerer
Álbum: Away From Silence
Lançamento: 9 de Fevereiro
Gênero: Prog Metal, Symphonic Metal
Para fãs de: Ayreon, Devin Townsend, Nightwish

Seth Angerer é um músico austríaco que compõe, toca, arranja, grava, mixa e masteriza suas próprias músicas. Ouvindo "Away From Silence", seu álbum mais recente, é difícil acreditar que tudo é feito/concebido por apenas uma pessoa. A começar pela história do álbum, que gira em torno de Gnaiih, uma criatura semelhante a uma lula que vaga por um oceano em uma galáxia distante (mais detalhes no bandcamp do artista). Musicalmente, se Devin Townsend, Ayreon, Nightwish e um tímido Opeth se encontrassem, "Away From Silence" seria o provável resultado dessa mistura de prog e metal sinfônico. Os quases 7 minutos da faixa-título representam bem o álbum, nela você ouvirá violões e percussões folk, riffs carregados de peso, duelos de vocais limpos e guturais e, principalmente, muitas orquestrações.

Banda: The Wave and the Particle
Álbum: Event Horizon
Lançamento: 8 de Abril
Gênero: Industrial, Symphonic Metal, Experimental
Para fãs de: Nine Inch Nails, Nightwish

Para formar a banda californiana The Wave and the Particle, una uma cantora soprano, sintetizadores, bases eletrônicas, guitarras distorcidas e um vocal masculino extremo. O resultado dessa união é (de forma bem simplista) um Nine Inch Nails mais extremo e com uma vocalista do Nightwish ou do Therion. As músicas em "Event Horizon" possuem uma atmosfera desconfortável, com algo de gótico, e transmitem, seja nos momentos eletrônicos minimalistas ou nos momentos agressivos, sentimentos de melancolia e aflição. As várias e densas texturas sonoras do álbum criam uma espécie de parede sonora que exige uma certa "dedicação" do ouvinte. Alie a isso o clima carregado das músicas e "Event Horizon" acaba não sendo dos álbuns mais fáceis de ouvir e absorver.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rob Zombie: sua lista dos 5 Melhores Filmes de ZumbisRob Zombie
Sua lista dos 5 Melhores Filmes de Zumbis

Guns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise CityGuns e Sabbath
Semelhança entre "Zero the Hero" e "Paradise City"


Sobre Guilherme Cardoso

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336 GooAdHor Cli336 WhiFin Goo336 Goo336 Cli336 Goo336