Reckoning Hour: lançado novo álbum Beyond Conviction

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por João Paulo, Press-Release
Enviar correções  |  Ver Acessos

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Com uma nova roupagem a banda investe na produção de 10 faixas que sucedem muito bem o seu trabalho anterior "Between Death And Courage" e criam um álbum de peso mais humano e mais emotivo mas sempre com uma pitada de conceitual.

Iron Maiden: Bruce diz não haver muito diálogo na bandaSlayer: "Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O álbum é bem cadenciado, misturando melodia e peso atendendo à todas as demandas. Desde a introdução Unity que te faz navegar catártico pra segunda faixa Shadow Of The World que é uma pedrada à moda do metal mais moderno como Meshuggah entre outras bandas, eles vão dos riffs corridos aos breakdowns mais pesados e com instrumentos de orquestra de fundo, a música te faz navegar por tempestades e águas calmas ao mesmo tempo. A terceira faixa Scars, segue com um andamento mais rápido, à moda dos antigos álbuns do Pantera com uma bateria impecável, riffs rápidos e guturais alternados entre os mais graves e screams mais agudos a música te leva a um refrão libertador e passa a mensagem que você tem que se libertar de seus medos pra evoluir. A quarta faixa Away From The Sun (Official Clip) é um dos melhores trabalhos da banda com um tema pesadíssimo fala sobre depressão e conflitos internos, a pegada djent se faz mais presente aqui, destaque para os riffs de guitarra e levadas de baixo com slap. A quinta faixa The Gathering fala da importância da união da banda após um amadurecimento, bem reflexiva, aqui temos presença de samples, vocais cleans sobrepondo blastbeats é uma faixa bem experimental e na linha mais metalcore. A sexta faixa Above The Fire é um dos singles, praticamente uma power ballad com linhas melódicas de guitarra e vozes e um solo cheio de feeling, a faixa transita do início mais hardcore até um refrão mainstream, terminando com um lindo solo de guitarra (o melhor solo do álbum na minha opinião) é com certeza uma das melhores músicas desse álbum. A sétima faixa Catharsis, quebra um pouco a expressão artística do trabalho e vem descendo o sarrafo nos riffs mais groovados e refrões mais graves de gutural, a harmonia entre os solos alternados dos caíram muito bem aqui e a bateria também é um destaque. A oitava faixa Overcome, reflete um dos problemas pessoais mais graves atualmente que é o suicídio, a música é como se fosse um diálogo entre amigos ou a própria consciência, tem uma pegada com bateria e riffs mais quebrados e um refrão bem marcante e melódico, destaque também pro solo de guitarra bem técnico e cheio de nuances.

A nona faixa do álbum What Has Gone Wrong, tem uma posição mais conceitual de protesto em relação ao incêndio do Museu Nacional do Rio de Janeiro, consiste em um death metal melódico uma mistura de influencias como Black Dahlia Murder e Suicide Silence se faz presente aqui, que também é mais experimental com um refrão com gang vocals poderoso, a música tem passagens bem fortes e um solo de guitarra bem técnico. A última música Defiance fecha o álbum, uma balada e é a primeira vez que a banda faz algo nesse nível, com arranjos de violão, orquestração e samples, a música é uma nova versão de A Moment Of Defiance, lançado em seu primeiro EP intitulado Rise Of The Fallen, e encerra muito bem a audição do Beyond Conviction.

A banda resolveu investir também no seu no novo clipe da faixa "Away From The Sun", e com uma bela obra, o clipe já passa da marca dos 70 mil views no YouTube

Away From The Sun (Official Clip):




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Reckoning Hour"


Iron Maiden: Bruce diz não haver muito diálogo na bandaIron Maiden
Bruce diz não haver muito diálogo na banda

Slayer: Raining Blood é brutal, mesmo com a bateria da BarbieSlayer
"Raining Blood" é brutal, mesmo com a bateria da Barbie


Sobre João Paulo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adClio336|adClio336