Necromantia: morre o baixista Makis "Baron Blood"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mário Pescada, Fonte: Facebook
Enviar correções  |  Ver Acessos

A banda de black metal grega NECROMANTIA divulgou em sua página oficial no Facebook o falecimento do baixista e fundador Makis "Baron Blood".

Metallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in RioJimi Hendrix: 12 coisas que talvez você não saiba sobre ele

O anúncio foi feito dia 20/11 em um curto post e sem dar detalhes do motivo da sua morte. Segue tradução do mesmo:

"Este é um dia triste para a NECROMANTIA.

Baron Blood deixou este mundo. A sua alma agora perambula livre para outros mundos e dimensões. O seu espírito vai viver para sempre em nossos corações e a sua música nos fará lembrar o grande artista que ele era...siga livre meu amigo...
The Magus".

O NECROMANTIA foi fundado em 1989 e lançou apenas quatro discos de estúdio, mas vários EP's, splits, compilações, etc. A banda possuía uma sonoridade única, já que não fazia uso de guitarra rítmica, mas sim de um baixo com oito cordas e instrumentos de sopro nas suas performances.

O último trabalho da banda foi o split com apenas dois covers "Primordial Evil" (2017), junto com os também gregos do ROTTING CHRIST.



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Necromantia"Todas as matérias sobre "Rotting Christ"


Rotting Christ: Polêmicas com Mustaine e político norte-americanoRotting Christ
Polêmicas com Mustaine e político norte-americano

Grécia: dez das maiores bandas de metal do paísGrécia
Dez das maiores bandas de metal do país


Metallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in RioMetallica
As extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio

Jimi Hendrix: 12 coisas que talvez você não saiba sobre eleJimi Hendrix
12 coisas que talvez você não saiba sobre ele


Sobre Mário Pescada

Mineiro, leitor compulsivo, ouvinte de todas as vertentes do rock - do blues ao grindcore. Valoriza mais a honestidade e entrega em cima do palco do que a técnica. Guarda os flyers dos shows que vai como se fossem relíquias.

Mais matérias de Mário Pescada no Whiplash.Net.