Archon Angel: entrevista exclusiva com Zak Stevens

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mário Pescada, Fonte: 80 Minutos
Enviar correções  |  Ver Acessos

O site 80 Minutos terminou 2019 com a publicação de uma grande entrevista: o vocalista Zak Stevens.

Savatage: O clássico Power Of The Night comentado Por Jon OlivaEurope: toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl Rose

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Zak, conhecido pelo seu passado brilhante a frente do SAVATAGE, também falou nessa entrevista sobre seus projetos TRANS-SIBERIAN ORCHESTRA, CIRCLE II CIRCLE e MACHINES OF GRACE e claro, sobre sua nova banda, o ARCHON ANGEL, que lançou sua primeira música de divulgação "Fallen", prévia do seu disco homônimo que sai agora em 2020.

A entrevista foi conduzida por André Luiz Paiz (ALP).

ALP: Olá Zak, obrigado por falar com o 80 Minutos. Seja bem-vindo!

ZS: Olá a todos! Agradeço ao 80 Minutos por me receber. Quero enviar um grande abraço a todos os meus amigos e fãs brasileiros.

ALP: Bem, primeiramente, eu gostaria de ouvir de você: por que nós brasileiros amamos tanto o Zak Stevens?

ZS: Acho que teve início em 1998, quando SAVATAGE chegou ao Brasil pela primeira vez com o "The Wake of Magellan" (1997). Tocamos no festival Phillips Monsters Of Rock (nota: extinto festival ocorrido em São Paulo em 1998). Foi um evento enorme e tivemos muita exposição em um show em São Paulo. Foi um ótimo set e o nível de empolgação em relação ao SAVATAGE começou a se desenvolver depois que conseguimos fazer esse show pela primeira vez. Eu era apenas o sortudo por ser o vocalista principal da banda, então recebi toda esta atenção que o SAVATAGE e suas músicas proporcionaram.

ALP: Nós fãs recebemos recentemente ótimas notícias sobre um novo projeto seu. Você poderia nos contar um pouco sobre o ARCHON ANGEL? Como ele surgiu?

ZS: Fui procurado pelo produtor Aldo Lonobile, com quem trabalhei quando fiz os vocais do último álbum do projeto AVALON, de TIMO TOLKKI. A gravadora Frontiers pensou que seria uma boa ideia trabalhar em algo em conjunto entre mim e Aldo, e foi assim que o ARCHON ANGEL começou.

ZS: Como eu amo tanto o Brasil, vou fazer com que essa entrevista seja a primeira vez que conto a história do álbum. Minha esposa escreveu a história e as letras, e eu acho que é tão convincente que eu realmente queria incorporar o personagem principal quando cantei, e me inspirei totalmente em sua jornada.

ZS: A história começa com um homem, um empresário de sucesso, que pisa todos para progredir na vida. Ele vive um estilo de vida luxuoso e cheio de excessos. Um dia, ele é chamado para ser um Arconte (uma figura do Gnosticismo Grego conhecida por ser o comunicador entre o povo da Terra e Deus). Sua alma está em conflito, pois ele luta entre a decisão de manter seu caminho atual ou desistir de tudo para se tornar um herói que salva a sua cidade. As músicas ilustram as lutas que ele enfrenta e os capítulos de sua jornada em transição para se tornar Arconte.

ALP: Vocês lançaram recentemente um novo vídeo. "Fallen" é uma ótima música e deixou os fãs alvoroçados! Podemos esperar a mesma energia nas demais músicas do próximo álbum que será lançado em fevereiro (2020)?

ZS: Sim, estou confiante de que você pode esperar um nível muito alto de energia no álbum intitulado "Fallen". Incluímos baladas de rock como a faixa-título, mas também temos algumas músicas muito agressivas e mais aceleradas, além de algumas mais épicas, que são muito mais longas que as músicas típicas de rock. Eu acho que "Fallen" será um álbum para todos.

ALP: Zak, são 27 anos desde que você começou com o SAVATAGE e sua música e legado ainda são extremamente relevantes. Assim que ouvi "Fallen", a música me fez lembrar dos grandes momentos da sua carreira. Essa abordagem foi intencional? Quero dizer, vocês discutiram os caminhos a serem seguidos para o primeiro álbum do ARCHON ANGEL?

ZS: Nós queríamos ter músicas no álbum que definitivamente acentuassem os pontos fortes das nossas carreiras. Aldo, nosso produtor e guitarrista, é um grande fã do SAVATAGE por si só, então conversamos sobre como isso influenciaria a direção das composições. Nós não conversamos muito sobre uma direção específica, apenas escolhemos as melhores músicas que escrevemos, e essas foram as que chegaram ao álbum em uma variedade grande de estilos.

Para ler o restante da entrevista, acesse o site do 80 minutos em:
https://80minutos.com.br/interview/58

Confira o vídeo de "Fallen", primeira música de divulgação

Formação:
Zak Stevens: vocais
Aldo Lonobile: guitarra
Yves Campion: baixo
Marco Lazzarini: bateria
Antonio Agate: teclados




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Savatage"Todas as matérias sobre "Zak Stevens"Todas as matérias sobre "Archon Angel"


Savatage: O clássico Power Of The Night comentado Por Jon OlivaSavatage
O clássico Power Of The Night comentado Por Jon Oliva

Savatage: qual a situação atual da banda, segundo Zak StevensSavatage
Qual a situação atual da banda, segundo Zak Stevens

Savatage: The Wake Of Magellan transborda em poesia (vídeo)Savatage: guitarrista Chris Caffery fala sobre os 30 anos de Gutter Ballet

Em 17/10/1993: morria o talentoso guitarrista Criss OlivaEm 17/10/1993
Morria o talentoso guitarrista Criss Oliva

Savatage: Relançamento de clássico em edição nacionalChris Caffery: músico do Savatage e TSO lança novo disco soloSavatage: Vamos falar de clássicos do Metal?Heaviest: Zak Stevens é convidado especial em "The Wall of Chaos-t"Chris Caffery: arte que será usada na capa e tracklist de novo álbum

Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram históriaParcerias Brilhantes
Duplas que marcaram história

Em 17/10/1993: Criss Oliva, guitarrista do Savatage, morre em um acidenteEm 17/10/1993
Criss Oliva, guitarrista do Savatage, morre em um acidente


Europe: toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl RoseEurope
Toco de Lemmy, pito de Freddie, mijada com Axl Rose

Guns N' Roses: álcool, drogas e intrigas nos primórdios da bandaGuns N' Roses
álcool, drogas e intrigas nos primórdios da banda


Sobre Mário Pescada

Mineiro, leitor compulsivo, ouvinte de todas as vertentes do rock - do blues ao grindcore. Valoriza mais a honestidade e entrega em cima do palco do que a técnica. Guarda os flyers dos shows que vai como se fossem relíquias.

Mais matérias de Mário Pescada no Whiplash.Net.

adGoo336