Guns N' Roses: a importância de Izzy Stradlin nas composições, segundo Matt Sorum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

O baterista Matt Sorum falou um pouco sobre a dinâmica criativa do Guns N' Roses em entrevista ao podcast Drum for the Song, com transcrição do Ultimate Guitar. Durante o bate-papo, ele exaltou a importância do guitarrista Izzy Stradlin, que saiu da formação em 1991, no processo de composição da banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O assunto veio à tona quando Sorum contava a história da criação do primeiro álbum do Slash's Snakepit, "It's Five O'Clock Somewhere" (1995), que o traz na bateria. As músicas foram mostradas ao vocalista Axl Rose antes, para saber se havia intenção de aproveitá-las no Guns N' Roses, mas o cantor não gostou do material.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Uma das faixas - "Lower" - foi concebida por Matt, que, até então, não havia se aventurado na composição. Slash, inclusive, não sabia que o baterista também tocava guitarra e baixo.

O entrevistador cita que há músicas muito boas em "It's Five O'Clock Somewhere". Sorum, então, comenta: "Você precisa se lembrar que Slash estava em um ambiente de trabalho específico (no Guns N' Roses). O que funcionava naquela banda era, obviamente, Izzy Stradlin. E os fãs se perguntavam onde ele estava".

O baterista busca exemplificar, em seguida, como era o processo de criação do Guns N' Roses. "As capacidades de composição de Izzy eram tipo... ele chegava com um núcleo base de uma música, com as mudanças de acordes, aí Slash e Duff (McKagan, baixista) colocavam um riff por cima. Era como chegar com a melodia do verso 'take me down to the Paradise City where the grass is green and the girls are pretty', com Slash colocando arranjos mais trabalhados de guitarra por cima", explicou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Chega-se, então, a uma espécie de "equação" para o Guns N' Roses funcionar criativamente na maioria dos casos. De acordo com Matt Sorum, consistia em ter Slash e Duff trabalhando nos riffs, Izzy oferecendo o núcleo das melodias e Axl com as letras - com as quais Izzy também colaborava.

"Quando Slash foi fazer o Snakepit, ele tinha a mim, e eu estava descobrindo minhas habilidades como compositor. Eu não compunha no Guns N' Roses, estava apenas como baterista e fazia minha parte. Slash me permitiu ter meu primeiro crédito autoral, nesse álbum do Snakepit. Achei legal, quis fazer mais, e até Slash estava descobrindo também que poderia criar músicas sozinho", afirmou Sorum, já falando sobre o Slash's Snakepit.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, ele ainda destacou que foi o compositor do riff de "Set Me Free", música do Velvet Revolver, embora todos tenham crédito na composição. "Naquela banda, o que funcionou foi o fato de todos estarmos lançando ideias", comentou.

Ouça a entrevista na íntegra (em inglês e sem legendas) no player a seguir.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Guns N' Roses: Steven Adler voltaria à banda após Matt Sorum gravar os IllusionGuns N' Roses
Steven Adler voltaria à banda após Matt Sorum gravar os Illusion

Guns N' Roses: o que Axl Rose pensou das primeiras músicas solo de SlashGuns N' Roses
O que Axl Rose pensou das primeiras músicas solo de Slash

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesDeuses do Rock
O tempo passa para (quase) todos eles

Rolling Stone: as melhores músicas com mais de sete minutosRolling Stone
As melhores músicas com mais de sete minutos


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336 Goo336 CliIL Goo336 Goo336 Cli336 WhiFin