Alexandre "Cavalo" Dias: Redenção no Rock and Roll

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nelson de Souza Lima
Enviar Correções  

Conhecido como guitarrista/fundador da banda Velhas Virgens, Alexandre "Cavalo" Dias é também escritor, roteirista e ótimo contador de histórias. O jeito elegante de empunhar a guitarra se confunde com os traços literários expressando sensibilidade em obras singelas que tocam os leitores.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seu mais recente livro, "Remasterizado - Como a música salvou minha vida", Poligrafia Editora, o músico monta um enredo emocional, no qual a música é um elemento importante na redenção do jovem protagonista. Com apenas dezesseis anos João é abalado pela morte trágica do pai e a partir dessa perda inicia uma luta física e psicológica em busca da superação. O conforto vem na forma de acordes, sons e capas dos álbuns clássicos do rock.

publicidade

Segundo Dias, a música tem o poder de aliviar e salvar. "Não precisa ser necessariamente o rock. No meu caso tenho um carinho especial pelo que eu ouvia na juventude, desde muito cedo, que é esse rock do final dos 60 até os anos 80. Mas também ouvia muita MPB setentona, sobretudo os discos "Falso Brilhante", da Elis, "Alucinação", do Belchior", "Caça as Raposas", do João Bosco e "Meus caros amigos", do Chico Buarque", diz.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No tocante a ser uma obra autobiográfica o autor diz que as semelhanças estão nos sentimentos despertados no jovem protagonista pelos discos. "Ali tentei lembrar como foi ouvir os discos a primeira vez. Fora isso é pura ficção', atesta.

O autor continua dizendo que "eu queria falar sobre os discos que mais gostava. A intenção era transmitir de alguma forma o que eu senti ao ouvir pela primeira vez alguns discos do rock'N'roll. Mas eu não queria ser crítico, ou falar simplesmente dos álbuns. Então criei uma estória onde um adolescente vai ouvir os discos do pai e isso muda sua vida. Daí veio a ideia de escrever tudo como se fosse o rapaz, já adulto, relembrando o passado. Um livro sem diálogos. Todos dentro da cabeça do protagonista".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Dias alega ser muito inspirado pelo britânico Nick Hornby. "Não só com "Alta Fidelidade" e "Slam", que são dois livros maravilhosos. Tem muito do cinema B, pop, escritores de terror e livros de adolescente. Gosto muito dos contos grandes do Stephen King em quatro estações que viraram filmes, principalmente "O Outono da Inocência - O Corpo", que virou o "Conta Comigo" nos cinemas com trilha sensacional, enfim um monte de influências", conclui "Cavalo" Dias.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Wikimetal: Seis motivos para gargalhar ouvindo Heavy MetalWikimetal
Seis motivos para gargalhar ouvindo Heavy Metal

Eu Toco Rock N' Roll: doc mostra dificuldade de viver do estiloEu Toco Rock N' Roll
Doc mostra dificuldade de viver do estilo


Guns N' Roses: o Chinese Democracy que você nunca viuGuns N' Roses
O "Chinese Democracy" que você nunca viu

Black Sabbath: a passagem de Ian Gillan pela bandaBlack Sabbath
A passagem de Ian Gillan pela banda


Sobre Nelson de Souza Lima

Jornalista, repórter, resenhista, colunista musical. Assim é Nelson de Souza Lima. Mas acima de tudo um amante do rock, classic, hard e metal. Entre minhas entrevistas estão as feitas com Angra, André Mattos, Royal Hunt, Blind Guardian, entre muitas outras. Além disso sou baixista da banda de Classic Rock e metal The Green Pigs.

Mais matérias de Nelson de Souza Lima no Whiplash.Net.

Cli336 WhiFin Cli336 Cli336 Cli336