RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Dream Theater: Mike Portnoy explica como ele e John Petrucci se completavam

Por Igor Miranda
Postado em 07 de janeiro de 2021

O baterista Mike Portnoy refletiu sobre a sua parceria de anos com o guitarrista John Petrucci no Dream Theater. Embora tenha deixado de fazer parte da banda em 2010, Portnoy voltou a trabalhar com Petrucci, seja no álbum solo do velho amigo, "Terminal Velocity" (2020), ou no Liquid Tension Experiment, que foi retomado recentemente.

Mike Portnoy - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao podcast de Jay Jay French, guitarrista do Twisted Sister, com transcrição do Ultimate Guitar, Mike Portnoy falou sobre esse e vários outros aspectos que transcendem a música em si. Vale lembrar que o baterista tocou na banda de French em sua turnê de despedida, após a morte de A.J. Pero, em 2015.

"Você (Jay Jay French) é um grande empresário, sou péssimo nos negócios. Sou bom no marketing e em abastecer fãs com produtos, mas se me perguntar sobre direito autoral ou contratos, sou terrível. Nas minhas bandas, tive caras melhores que eu nesse sentido", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

É justamente nesse ponto em que Portnoy acredita que Petrucci o completa. "No Dream Theater, eu era a principal força criativa, mas John Petrucci era muito melhor nos negócios", disse, também mencionando o guitarrista Neal Morse como talentoso na parte dos negócios.

O músico, então, pontuou que é necessário esse tipo de equilíbrio para que as bandas deem certo. "Não sou muito bom nisso, porém, com sorte, tive caras melhores do que eu nesse sentido em todas as minhas bandas", declarou.

As experiências de Mike Portnoy com o Twisted Sister e o Avenged Sevenfold foram agradáveis nesse sentido porque ele era "literalmente apenas o baterista". "Não sei se eu poderia fazer isso em tempo integral, mas tocar com vocês e com o Avenged Sevenfold foi muito divertido e relaxante. Só precisava cuidar da bateria", comentou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mike Portnoy e "ser mais que um baterista"

Em outro momento da conversa, Mike Portnoy destacou que seus grandes ídolos na bateria são aqueles que representam "mais do que ser um baterista". Ele citou nomes como Lars Ulrich (Metallica), Phil Collins (Genesis), Don Henley (Eagles) e Neil Peart (Rush).

"Esses caras são bateristas e líderes de suas bandas: Lars Ulrich, Phil Collins, Don Henley. Eu os admiro. Cresci com Lars sendo meu herói, não pelo que ele toca - embora a bateria dele tenha me influenciado muito -, mas por ele ser mais do que um baterista. Isso me inspira. Neil Peart foi um baterista incrível, mas ele também foi um letrista e trabalhou com as capas dos discos. Sempre quis ser mais que um baterista", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O aprendizado de Portnoy na escola de música de Berklee, nos Estados Unidos, tinha o objetivo de ir além da bateria. "Eu queria aprender sobre teoria musical, harmonia, arranjos. Fiz todas essas matérias, pois queria ser um músico completo. No Dream Theater, eu não era só o baterista: eu fazia muitas letras, fazia vocais, fazia melodias vocais, trabalhava com o fã-clube e o merchandising. Muito disso veio do Lars Ulrich, que era 'o cara' do Metallica", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Alex Juarez Muller | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Geraldo Fonseca | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.
Mais matérias de Igor Miranda.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS