RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagemMembro do Guns N' Roses vai na Galeria do Rock de SP e compra camiseta oficial

imagemBob Dylan revela como conhecer seu maior ídolo o fez deixar de venerar pessoas

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagemGuns N' Roses no Allianz Parque de SP: veja setlist e vídeos da apresentação

imagemA banda que mostrou no Rock in Rio como se faz um show num festival gigantesco

imagemA curiosa origem da rivalidade Sepultura x Sarcófago, segundo Jairo Guedz

imagemCasagrande diz que rock já bateu martelo na história da humanidade, porém...

imagemO dia que Renato Russo colocou companheiro da Legião em saia justa após piti homérico

imagemPink Floyd: Snowy White ensina como evitar o lado "feroz" de Roger Waters

imagemCinco perrengues que todo headbanger já passou em algum show de metal

imagemO motivo pelo qual Pete Townshend disse se arrepender de integrar o The Who

imagemA lição que Bruce Dickinson aprendeu com Pete Townshend sobre abuso de poder

imagemPor que Casagrande precisou de escolta de psicóloga para participar de programa de Gordo?


Stamp

Matanza: do dinheiro ao cansaço, Jimmy London conta por que a banda acabou

Por Igor Miranda
Em 06/07/21

O vocalista Jimmy London, hoje no Jimmy & Rats, refletiu sobre o fim de sua banda anterior, o Matanza, em entrevista ao Colisão Podcast. O grupo, que obteve destaque no Brasil na década de 2000, encerrou suas atividades em 2018, após uma série de shows de despedida.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Conforme transcrito pelo Whiplash.Net, Jimmy apontou uma série de razões para o Matanza ter chegado ao fim. O cantor destacou que nunca houve uma briga séria entre os integrantes: houve, segundo ele, uma separação natural com base na mudança de interesses de cada um.

De início, London declarou que estava se sentindo cansado de exercer tanto a função de artista quanto a de empresário. "O Matanza terminou de uma forma meio simples. Foram 22 anos de banda e foi muito difícil. [...] Foi uma coisa de trabalho de empresário, meu, ali, como produtor, o tempo todo. Cansava muito. Eu era o artista e o empresário. Isso sempre me cansou muito", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele complementou: "O tempo foi passando, essas p*rras vão levando as pessoas para lados distantes. Um lado acha que o que está fazendo é o que dá certo, tipo: 'vou fazer o que eu tiver que fazer, e o que eu faço é o que é bom'. Começa a desvalorizar o seu. É normal, 22 anos de banda. As pessoas vão indo para lugares diferentes"

"É trabalho"

Na visão de Jimmy, havia uma visão dentro do Matanza de que as atividades não estavam mais sendo "divertidas". O cantor entende que a banda deve funcionar como um trabalho qualquer, portanto, não deve haver, obrigatoriamente, diversão na rotina do grupo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"O que me incomodou muito foi chegar em um lugar da galera começar a achar que aquilo não era trabalho - começar a reclamar porque não estava divertido. São 22 anos de banda, estamos em um lugar difícil de chegar... prefiro muito que seja divertido, mas é o meu trabalho. Sustento minha casa com esse dinheiro", afirmou.

Em seguida, ele pontuou: "Tenho sérias desavenças com relação ao que pensaram, o que levou a gente a terminar a banda. Não concordo com nada. Entendo banda como trabalho. Você faz com que seja o mais divertido possível, mas é trabalho. Não acho errado, muito pelo contrário".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Indiferença e cansaço

O "afastamento" entre os integrantes do Matanza tornou-se notório nos últimos anos de banda, segundo Jimmy London. Chegou ao ponto de haver, conforme seu relato, um sentimento de indiferença se o grupo encerraria suas atividades ou não.

"Rolou um afastamento muito grande. Chegou em uma hora onde estava tão indiferente - se vai ter, não vai ter... 'Vai acabar? Então acaba aí'. Também teve muita galerinha de fora botando pilha. O Matanza foi tendo muitos músicos, mas foi feito comigo e com o Donida (guitarrista). Fizemos a banda 30 anos atrás e continuamos tendo a banda esse tempo todo. Daí entra um maluco ali, depois sai e é isso. Essa galera é acessória. Sem demérito, mas é acessória. Não fez uma música", declarou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A questão financeira também fez com que as relações se desgastassem. Em dado momento, o Matanza precisou produzir seus próprios eventos, já que o mercado começou a entrar em uma crise de modo geral. Nesse formato, a banda ficava com uma fatia maior da renda, mas tinha de trabalhar mais.

"Tivemos vários problemas, com vários anos de crise. Começamos a fazer (produzir) todos os shows a partir de 2012. Produzíamos nossos próprios shows. Alugávamos o lugar, montávamos e fazíamos. Dava muito certo. Ganhávamos muito melhor do que se fôssemos contratados. Em 2012, fiz um escritório para cuidar só disso. Chegou em 2015, começou a rolar aquela crise geral, bandas quebradas... demos uma encarada enquanto ninguém fazia show. Botamos na rua, fizemos show pra c***lho, mas trabalhávamos três vezes mais para ganhar metade do que era antes", comentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Jimmy acrescentou: "Você vê que a bilheteria deu R$ 20 mil, todo mundo pensa: 'opa, vai entrar um dinheirinho'. Que dinheirinho o quê? Estamos pagando R$ 10 mil de aluguel, R$ 5 mil de som, R$ 3 mil de van, R4 2 mil de segurança... chegou no fim, sobrou nada para ninguém. Sem querer falar que é errado, mas o dinheiro é uma graxa nas relações dentro de uma banda. Quando todos estão ganhando um dinheiro maneiro e voltam para casa em uma situação tranquila, os ânimos se acalmam. Mas quando você pega dois anos ralando, fazendo show pra c***lho e o dinheiro não está dando, passando perrengue... aí as pessoas se inflamam muito".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, o vocalista revelou que, desde o fim do Matanza, não conversou mais com os outros integrantes - Donida, o baixista Dony Escobar e o baterista Jonas -, que hoje formam o Matanza Inc com Vital Cavalcante no vocal. "Nunca mais nos falamos. Não foi uma treta feia, ninguém mandou ninguém tomar no c*, mas acabou, cada um para o seu lado, nunca mais nos falamos. O Matanza termina em 2018. Se fizeram outra banda, ok, tudo bem", concluiu.

O trecho da entrevista em que Jimmy London fala sobre o Matanza pode ser conferido a seguir.

O bate-papo completo está disponível abaixo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Jimmy London diz que Marcelo Freixo como governador seria "melhor coisa" para o Rio

O curioso motivo que levou Jimmy London a recusar substituir João Gordo na MTV

Jimmy London explica decisão de criar Matanza Ritual após fim do Matanza

Jimmy London comenta sobre Pantera no Knotfest

A famosa banda brasileira que Rafael Bittencourt quase foi linchado por não conhecer

Matanza: a batera pesada e os pratos raros do Jonas

Eu Toco Rock N' Roll: doc mostra dificuldade de viver do estilo

Metallica: a letra que fez Hammett e Hetfield chorarem

Slash: por que ele usa óculos escuros o tempo todo?


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.