RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemIron Maiden anuncia "The Future Past Tour", com foco no "Somewhere in Time" e "Senjutsu"

imagemGuns N' Roses lança vídeo oficial de "You Could Be Mine" ao vivo no Ritz de 1991

imagemA música de Paul McCartney que flopou nos Beatles, mas bombou em carreira solo

imagemEngenheiros do Hawaii não era uma banda amiga da galera, diz ex-baterista

imagemA única banda inédita em condições de ser headliner do metal no RIR, segundo Rick Dallal

imagemVídeo de vocalista brasileiro batendo cabeça em "Toxicity" atinge 1 milhão de views

imagemO Sepultura honrou nossos ancestrais bem antes do pessoal da Noruega lembrar dos vikings

imagemAlice Cooper: "O fato de Jim Morrison ter vivido até os 27 foi um milagre!"

imagemEmpresário detalha malabarismos de contratos que envolveu reunião do Shaman

imagemAC/DC parabeniza o aniversariante Brian Johnson nas redes da forma mais direta possível

imagemSlipknot: o nojento porém genial motivo do apelido dos fãs da banda

imagemGuitarrista do Deep Purple não imaginou que pudesse se tornar um dos integrantes

imagemFloor Jansen explica por que deixou seu cabelo mais curto

imagem"Greta Van Fleet é prova de que toda geração tem o Restart que merece", diz Regis Tadeu

imagemDream Theater já fala de novo álbum; Mike Portnoy cada vez mais próximo da banda


NFL Steve Harris

Paralamas: como Whitesnake e Jorge Amado influenciaram hit "Lanterna dos Afogados"

Por Gustavo Maiato
Postado em 12 de setembro de 2022

Foto: Reprodução Redes Sociais Oficiais
Foto: Reprodução Redes Sociais Oficiais

A música "Lanterna dos Afogados" é uma das mais icônicas dos Paralamas do Sucesso e já ganhou até versões internacionais com o Moonspell e Tarja Turunen. Em vídeo no seu canal no YouTube, Júlio Ettore explicou algumas curiosas influências por trás desse hit.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O livro de Jorge Amado

"Essa letra é inspirada no livro do escritor baiano Jorge Amado chamado ‘Jubiabá’, lançado em 1935. Fala sobre o dia a dia de pessoas humildes em Salvador do ponto de vista de um menino que fugiu de casa e depois passou a frequentar um bar chamado Lanterna dos Afogados. Ficava no porto do cais de Salvador. Daí o Herbert tirou a ideia. É só o nome do bar mesmo, não eram mulheres que ficavam com as lanternas esperando os pescadores, como alguns pensam. Era um local cheio de vida. Esse bar representa o sofrimento e a solidão dos reprimidos e angustiados da sociedade. Por isso, o Herbert constrói a letra a partir do ponto de vista de alguém que está nessa situação, mas oferece um ombro amigo. Ele falou que é uma constatação do silêncio da pessoa solitária".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Escreveu em 10 minutos

"Para compor essa música, ele precisou de 10 minutos enquanto ia de moto a um restaurante com a namorada em Ipanema. Do nada, veio a melodia e a letra. Ele pediu papel e caneta para o garçom e anotou".

Inspiração e "farofa" dos anos 1980

O João Barone já citou influências por trás dessa música. A ideia seria uma balada ‘meio farofa’, com a cara dos anos 1980. Com clichês facilmente reconhecíveis. Algo tipo Jeff Beck ou Whitesnake. Só que mais sofisticada um pouco".

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

As músicas do Paralamas onde a gente "escuta o Herbert chorar" ausência da Paula Toller

Herbert Vianna explica porque relação com a Paula Toller chegou ao fim

A criação de Herbert Vianna e Paula Toller que deu muito certo

A estratégia de Paula Toller e Leoni para seduzir Herbert Vianna a colaborar com o Kid Abelha

Paralamas: como Whitesnake e Jorge Amado influenciaram hit "Lanterna dos Afogados"

A diferença entre perfil dos fãs dos Paralamas, Legião e Engenheiros

João Barone posta foto ao lado de fenômeno do piseiro; "A sensação popular do momento"

Rivalidade com Paralamas fez Titãs dar importante passo na carreira, diz Nando Reis

Gil disse que Paralamas são apenas três e fazem som melhor do que os oito Titãs

O clássico dos Paralamas do Sucesso que Lobão acusou de plágio

O sensato conselho que Lulu Santos deu para o novato Herbert Vianna

O hit dos Paralamas que é uma indireta de Herbert para sua ex Paula Toller

As quatro brincadeiras que Dinho e Herbert mais faziam aos 11 anos em Brasília

O clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

Como surgimento do axé influenciou som dos Paralamas do Sucesso, segundo João Barone

Como surgimento do axé influenciou som dos Paralamas do Sucesso, segundo João Barone

A visão de Herbert Vianna sobre seu pai ter sido piloto da Força Aérea na ditadura

Deezer: as bandas de rock brasileiras mais ouvidas lá fora

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars


Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, fotógrafo de shows, youtuber e escritor. Ama todos os subgêneros do rock e do heavy metal na mesma medida que ama escrever sobre isso.

Mais matérias de Gustavo Maiato.