Matérias Mais Lidas

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagemA opinião de Rita Lee sobre a fenomenal Cássia Eller

imagemNoel Gallagher revela seu único arrependimento em sair do Oasis

imagem"Raimundos nunca quis ser manual de conduta para ninguém", diz Digão

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemO motivo que levou Michale Graves a fugir da própria turnê na América Latina

imagemJohn Frusciante conta como "espíritos" auxiliam seu processo criativo

imagemO impagável apelido que Andre Matos deu a Luis Mariutti por sua pontualidade

imagemAvião de Edu Falaschi enfrenta granizo e banda relata pânico: "Quase morremos"

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemRegis Tadeu e os acertos da Sandy ao cantar "Nothing Else Matters", do Metallica

imagemDicionário do Metal: cinco bandas com a letra A

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa


Samael Hypocrisy
Lift Detox

Megadeth: o detalhe da bateria de Dirk Verbeuren que fez novo álbum soar cru

Por Igor Miranda
Postado em 30 de outubro de 2022

Muitos fãs de Megadeth têm comparado o novo álbum "The Sick, the Dying... and the Dead!" aos primeiros trabalhos da banda, como "Killing is My Business... and Business Is Good!" (1985) e "Peace Sells... but Who's Buying?" (1986). O baterista Dirk Verbeuren revelou compartilhar dessa percepção em entrevistas recentes – e de acordo com o guitarrista Kiko Loureiro, reside justamente na performance do colega belga uma das razões pelas quais o disco recém-lançado apresenta tal sonoridade.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao canal IgorMiranda.com.br no YouTube, o músico brasileiro citou que Verbeuren, assim como ele, tem um certo privilégio de ter entrado para o Megadeth após ter acompanhado a banda de fora. Por ser um grande fã dos primeiros álbuns do grupo, o baterista carregou muito dessa influência ao enfim poder produzir em estúdio com Dave Mustaine e seus parceiros.

"A bateria dos primeiros álbuns era um pouco mais solta por causa das influências mais jazzísticas. Era mais ‘porra-louquice’, os caras atiçados. Depois, nos anos 1990, até por causa da tecnologia e da grana... nos primeiros álbuns dessas bandas, a tecnologia é muito mais precária, as bandas estão começando, elas têm menos grana, não têm mega produtores. Não só eles: o próprio Anthrax, Metallica, Slayer também eram assim. Só que isso tem um ‘rosto’ e gera um som que a galera curte, marcando uma era", refletiu Kiko, inicialmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida, ele completou: "Depois dos anos 1990 começa a ficar um pouco mais digital, o som fica cada vez mais digital. Até chegar hoje em dia, que você tem várias bandas aí que são quase um EDM heavy metal, de tão preciso e perfeito, ficando praticamente uma música eletrônica tocada. Então estamos meio que buscando voltar a tocar de uma forma mais orgânica e natural".

De acordo com Loureiro, entra aí um detalhe da performance de Verbeuren que oferece crueza à sonoridade de "The Sick, the Dying... and the Dead!". "Partimos por exemplo do fato de que o Dirk grava a música inteira no mesmo take. Nenhum baterista faz isso. Acho muito difícil um baterista moderno que faça assim, tocando a música inteira, o take inteiro – se errar, começa de novo, e de novo. Isso dá algo mais ‘live’, um pouco mais de ser humano", comentou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tal metodologia não é adotada ao gravar guitarras, por exemplo. "Na guitarra não, a gente faz por partes, mas com a bateria, que é a base da coisa... aí tem também a velocidade das músicas, puxando alguns tipos de riffs e entra todo esse aspecto mais ‘Killing is My Business’", concluiu.

"The Sick, the Dying... and the Dead!" foi lançado no último dia 2 de setembro e pode ser ouvido em todas as plataformas digitais. Assista à entrevista completa com Kiko Loureiro no player de vídeo a seguir.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Stamp
Summer Breeze


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ex-guitarrista do Exodus diz que Dave Mustaine é o padrinho do thrash metal

Cinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

Megadeth: dez curiosidades interessantes sobre a banda de Dave Mustaine

Bandas de heavy metal que lançaram discos em cinco décadas diferentes

Rock And Run: 20 músicas para deixar sua corrida mais animada

Os 25 melhores álbuns de 2022, em lista da Revolver Magazine

A inesperada música que Dave Mustaine considera uma das melhores do Megadeth

Dave Mustaine diz que não ouve Metallica nem sabe os nomes das músicas

Dave Mustaine conta que o número 13 o persegue há muito tempo

Dave Mustaine afirma que tomou calote do Metallica por músicas de "Kill 'Em All"

Dave Mustaine gostaria que Metallica organizasse nova tour do Big Four

O baterista Nick Menza pensou em ser guitarrista do Limp Bizkit

Lista: 10 ótimas músicas lançadas no segundo semestre de 2022

Discussão sobre direitos autorais impediu projeto que reuniria Mustaine e Hetfield

Dave Mustaine cutuca ex-integrantes diz que não é maníaco por controle

Slash: gravadora barrou parceria com Steven Tyler

Dia do Professor: dez discos que são verdadeiras aulas de heavy metal

Megadeth: Ellefson diz que se não tocar músicas antigas, pode ser que ninguém mais as ouça

Bandas: Por que ninguém está indo a seus shows?

Metal: as oito maiores tretas entre músicos do gênero


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.