Matérias Mais Lidas

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemO dia que Ivete Sangalo arrasou cantando Slayer com João Gordo na TV aberta

imagem"Raimundos nunca quis ser manual de conduta para ninguém", diz Digão

imagemA opinião de Rita Lee sobre a fenomenal Cássia Eller

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemA hilária crítica de Roberto Frejat contra fala cheia de "pretensão" do Bon Jovi

imagemNoel Gallagher revela seu único arrependimento em sair do Oasis

imagemJulian Lennon relembra quando Paul McCartney escreveu "Hey Jude" para ele

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagemO motivo que levou Michale Graves a fugir da própria turnê na América Latina

imagemO impagável apelido que Andre Matos deu a Luis Mariutti por sua pontualidade

imagemUriah Heep: a audição de David Coverdale para substituir David Byron

imagemDicionário do Metal: cinco bandas com a letra A

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemJohn Frusciante conta como "espíritos" auxiliam seu processo criativo


Stamp
Summer Breeze

"A História Sexual da MPB": Como tema era cantado por Jovem Guarda e Tati Quebra Barraco?

Por Gustavo Maiato
Postado em 08 de novembro de 2022

O jornalista e escritor Rodrigo Faour – autor do livro "A História Sexual da MPB" – participou de entrevista ao canal Corredor 5, no YouTube. Durante o episódio, surgiu o assunto sobre como esse tema era tratado pela Jovem Guarda e por cantoras contemporâneas de funk, como Tati Quebra Barraco.

"Hoje em dia, assuntos que eram tabus são falados de maneira trivial. Para falar de tesão na época da Jovem Guarda você falava ‘me acende’, ‘vem quente que estou fervendo’. Você tinha que dissimular, não era algo direto. Aí, você passa para o discurso da Tati Quebra-Barraco, você fala o que quer na cama quase de maneira escatológica. É uma mudança muito drástica de costumes. Na música brasileira, a sensualidade era um tabu. Ou era no carnaval e ia para o engraçado ou era uma pegada de tendência triste e dor de cotovelo", concluiu.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy
Lift Detox

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos

Bruce Dickinson: ele revela os três vocalistas que nunca vai conseguir superar


Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, fotógrafo de shows, youtuber e escritor. Ama todos os subgêneros do rock e do heavy metal na mesma medida que ama escrever sobre isso.

Mais matérias de Gustavo Maiato.