RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemA atitude ousada da Legião Urbana ao peitar Globo e Faustão no meio de uma grande crise

imagemO Raul Seixas não era nada daquilo que ele falava, diz ex-parceiro musical

imagemA razão que levou Humberto Gessinger a decidir não usar mais nome "Engenheiros do Hawaii"

imagemPor que Gisele Bündchen e Ivete Sangalo deturparam "Imagine", segundo André Barcinski

imagemDiva Satânica explica qual foi a razão que a fez deixar a banda Nervosa

imagemO último show de Bon Scott com o AC/DC, três semanas antes de sua morte

imagemA hilária reação de Keith Richards ao encontrar músicos do Maneskin

imagemDavid Coverdale relembra parceria com Jimmy Page, e fala sobre relançamento

imagemAs duas razões que levaram RPM a passar por segunda separação em 2003

imagemEm entrevista, Tony Iommi contou como aprendeu a tocar guitarra

imagemAlém do Moonspell, São Paulo Metal Fest anuncia Beyond Creation em seu cast

imagemAngra parabeniza a aniversariante Sandy nas redes sociais

imagemJimmy Page sobre o "Presence": "Não se faz músicas como aquelas caindo de bêbado"

imagemGuitarrista do Offspring continuou em seu emprego normal mesmo depois da fama

imagemPrika explica por que nova vocalista da Nervosa não é brasileira e promete single em março


Stamp

Ramones tirou de um filme antigo o grito "Gabba Gabba Hey!"

Por André Garcia
Postado em 07 de novembro de 2022

Uma das coisas pelas quais o Ramones é mais reconhecido é o grito "Gabba Gabba Hey!". Considerada uma de suas marcas registradas, está presente na faixa "Pinhead", de seu segundo álbum, "Leave Home" (1977). Com uma letra que literalmente não tem meia dúzia de versos, se destaca pela catártica repetição do grito em coro no final.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |

Conforme publicado pela Far Out Magazine, a banda tirou isso de um filme antigo norte-americano, que inspirou também o título da faixa. Freaks [no Brasil traduzido como Monstros] foi dirigido por Tod Browning em 1932, e conta a história de um "circo ddos horrores", atração itinerante politicamente incorreta das primeiras décadas do século 20. O filme, considerado de mau gosto, chegou a ser proibido por muito tempo.

A cena em questão é a icônica do jantar onde fazem um brinde cantando "We accept you one of us / Gooba gabba gooba gabba". A banda transformou aquilo em uma versão power pop novaiorquina usando sons parecidos com os esquisitos "gooba gabba". Assim surgiu o verso "Gabba gabba we accept you / We accept you one of us" e o coro "Gabba Gabba Hey", muitas vezes ostentado em uma placa pelo vocalista Joey nos shows.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A influência do filme para os Ramones era tamanha que em diversos de seus shows tinha a participação de alguém fantasiado do personagem feito pelo próprio Pin Head. Esse personagem apareceu também em clipes da banda, como "Rock N' Roll High School" e "I Wanna Be Sedated" — esse último claramente inspirado pelo clima do filme.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

"Pinhead" é composição de toda a banda e fecha lado a de "Leave Home". O álbum foi lançado em 1977, no auge do movimento punk, mas, como as músicas não foram consideradas adequadas para as rádios, nas paradas da Billboard não passou da colocação 148. Comprovando como o quarteto era mais popular na Inglaterra, por lá o disco já estreou em #45.

De acordo com o site setlist.fm, "Pinhead" foi a terceira música mais tocada ao vivo pelos Ramones, com 795 execuções — atrás apenas de "Blitzkrieg Bop" e "Teenage Lobotomy".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze

Finados: veja túmulos de algumas estrelas do rock

Dee Dee Ramone: Ele foi mesmo um prostituto?


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.