RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Kiss: A faixa do "Crazy Nights" que poderia ter sido um hit, segundo Bruce Kulick

Por André Garcia
Postado em 05 de março de 2023

Entre os fãs do Kiss, a fase mascarada nos anos 70 é unânime; já a fase desmascarada, na década seguinte, divide opiniões. Principalmente em 1987, quando a banda se rendeu aos teclados e ao hair metal em "Crazy Nights".

Em entrevista para a Ultimate Classic Rock, o guitarrista solo daquela época, Bruce Kulick, disse que a música "Turn on the Night" poderia muito bem ter sido um hit.

Kiss - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Ela era super cativante, e, pelo meu gosto, não chegava a ser 'pop demais' para o Kiss. Com a produção de Ron Nevison e os teclados se tornando parte do som no 'Crazy Nights', ela tinha teclados o bastante para não ser muito pesada. Com certeza, se tivesse sido um hit nas rádios, como 'Crazy Crazy Nights', nós teríamos sido obrigados a tocar ela."

Bruce Kulick, que nos últimos anos lidera uma espécie de banda cover oficial do Kiss desmascarado, inclui "Turn on the Night" em seu repertório. Só que sem os teclados, afinal, "não tenho um tecladista". Nos shows, ela é "sempre recebida com muitos aplausos, e todo mundo canta junto. 'Turn on the Night' é um hino agradável, e tem uma vibe animadora que causa uma comunhão com a plateia."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Um dos destaques de tocá-la ao vivo tem sido estender o final. Eu fiz isso de forma grandiosa quando meu irmão Bob [Kulick] e eu revezamos os solos no Kiss Kruise de 2017. Os vídeos provam que se trata de uma ótima música para apresentações ao vivo. Ela deveria ter feito parte do setlist da turnê de 'Crazy Nights'", concluiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ron Nevison iniciou sua carreira como engenheiro de som nos anos 70, em álbuns como "Quadrophenia" (1973), do The Who, e "Physical Graffiti (1975), do Led Zeppelin. Na década seguinte, como produtor, ele assinou trabalhos como "The Ultimate Sin" (1986), do Ozzy Osbourne, e os dois álbuns do Damn Yankees.

Sobre "Crazy Nights", ele disse ao KissFAQ: "O Kiss viu o que [Bon Jovi] estava fazendo com 'Livin' On a Prayer' e aquelas coisas. E eu queria elevar o Kiss ao mesmo patamar. Em vez de vender 500, 700 mil cópias — uma quantidade respeitável, principalmente hoje em dia —, eu queria algo ainda maior."

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Olhando em retrospecto, Paul Stanley certa vez deu ao "Crazy Nights" três estrelas de cinco: "Considero [que era para ter sido] um álbum melhor do que como acabou soando. Acho que soa um pouco artificial. O material (e o que poderia ter sido) era melhor do que o que acabou sendo. Mas está longe de ser algo do qual eu tenha vergonha. Tentei compor no teclado [na época], especialmente em 'Crazy Nights', porque queria ver como isso afetaria minha escrita."

"Crazy Nights" foi um sucesso comercial, tendo chegado a platina dupla nos Estados Unidos e vendido mais de 2 milhões de cópias em todo o mundo. Apesar disso, a recepção foi mista, com parte dos fãs e críticos reclamando que a banda estava apenas tentando seguir a moda da época.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Alex Juarez Muller | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Geraldo Fonseca | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS