Judas Priest: as melhores segundo a Ultimate Classic Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Mais um top 10 de músicas de uma granda banda foi feito por um site gringo. Hoje, reproduzimos aqui a escolha do Ultimate Classic Rock para o que, na visão deles, são as dez melhores músicas do JUDAS PRIEST.

Judas Priest: Richie Faulkner diz que presença de K.K Downing não é decisão deleOzzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separação

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

10. "Victim of Changes"
De: "Sad Wings of Destiny" (1976)

Com um tanto de drama, este foi o JUDAS PRIEST antes de seu estilo próprio ser realmente definido, mas certamente não é menos poderoso. O riff circular de guitarra impulsiona a música, como um SABBATH acelerarado. A música se divide num suave, quase psicodélico break, que é posto de volta em marcha pelos vocais de Rob Halford. Ele é a estrela aqui, enquanto solta alguns de seus vocais mais apaixonados e dinâmicos.

9. "Evening Star"
De: "Hell Bent for Leather" (1978)

"Evening Star" é uma das grandes faixas perdidas da banda e merecedora de um lugar no Top 10 do JUDAS PRIEST. Brilhando no meio do álbum "Hell Bent for Leather", a faixa tem um verdadeiro senso melódico e realmente cai no hard rock em vez do lado mais metal. Lembrando UFO em alguns aspectos, aqui, a música tem muitas mudanças matadoras e ganchos. Você deve definitivamente dar-lhe outra chance ... é uma verdadeira jóia.

8. "Exciter"
De: "Stained Class" (1977)

Um dos destaques do álbum "Stained Class", "Exciter" é PRIEST com força total. Sua urgência é incansável e contagiante. Você vai bangear sem parar. A canção também deu o nome à banda canadense de speed metal EXCITER.

7. "Painkiller"
De: "Painkiller" (1990)

A faixa-título do álbum da banda de 1990 é como um dia muito quente. Velocidade e potência fundem-se em um inferno num passeio por "Painkiller". Halford soa mais sinistro aqui, e as harmonias que ele proporciona são um drama encarnado. A banda está totalmente em chamas aqui e a guitarra solo está em uma das suas melhores atuações.

6. "The Hellion/Electric Eye"
De: "Screaming for Vengeance" (1982)

"The Hellion" provê a abertura dramática para um clássico verdadeiro do PRIEST, fazendo dela uma escolha natural para o Top 10 das canções do JUDAS PRIEST. O riff enche essa faixa de poder e o refrão simpes mas pegajoso faz desta uma das melhores músicas da banda. Glenn Tipton serve fogo no solo antes de voltar para o riff poderoso. É o puro JUDAS PRIEST, de toda forma!

5. "Heading Out to the Highway"
De: "Point of Entry" (1981)

Um dos riffs mais fortes do JUDAS PRIEST começa neste clássico de 1981. A faixa é uma das canções mais simplistas e cativantes do grupo, e definitivamente fica grudada na sua cabeça. É pop total, ligada no hard rock, e sim, isso é uma coisa boa!

4. "Delivering the Goods"
De: "Hell Bent for Leather" (1978)

Se há um clássico verdadeiro perdido do JUDAS PRIEST, este teria que sê-lo. Uma das melhores músicas de abertura de um álbum de todo o sempre "Delivering the Goods" dá o pontapé inicial em sua obra prima "Hell Bent for Leather" com um chamado às armas perfeito. E sim, eles dão conta do recado com todos os cilindros pegando fogo. A ação forte do riff e a guitarra solo matadora selam o negócio. Esta canção é simplesmente fenomental!

3. "Breaking the Law"
De: "British Steel" (1980)

Com um riff que é quase como "Smoke on the Water" em velocidade, "Breaking the Law" é uma das mais icônicas canções do PRIEST. Lançando chamas em menos de três minutos, a urgência do punk com a porrada de metal na cabeça criam uma das músicas mais marcantes da banda.

2. "Living After Midnight"
De: "British Steel" (1980)

"Living After Midnight" é um must para o Top 10 de canções do JUDAS PRIEST. Era seu primeiro grande avanço nos Estados Unidos, e ajudou a alavancar o álbum "British Steel". Foi o primeiro disco de ouro nos EUA e a música continua popular até hoje. Breve, simples e direta ao ponto - puro rock and roll. Com um riff quase-KINKS lhe dando poder, a canção surge em perfeito estilo headbanging. É um dos seus melhores momentos, com certeza.

1. "You've Got Another Thing Coming"
De: "Screaming for Vengeance" (1982)

Provavelmente a mais amada canção da banda. Em trinta anos seu poder não diminuiu nem um pouco. De muitas formas, é o próprio apelo do JUDAS PRIEST fervido em uma canção. Todo mundo está em seu topo aqui e mesmo tendo esta canção chegado apenas à 67° posição nos rankings da Billboard, ela se tornou a assinatura da banda com o tempo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Maiores e MelhoresTodas as matérias sobre "Judas Priest"


Judas Priest: Richie Faulkner diz que presença de K.K Downing não é decisão deleJudas Priest
Richie Faulkner diz que presença de K.K Downing não é decisão dele

Judas Priest: K. K. Downing não deve participar de tour de aniversário de 50 anosJudas Priest
K. K. Downing não deve participar de tour de aniversário de 50 anos

Judas Priest: em 1990, a banda atingia seu ápice com PainkillerJudas Priest
Em 1990, a banda atingia seu ápice com Painkiller

Judas Priest: "Breaking The Law" em comercial de companhia de seguros

Iron Maiden: Steve Harris não descarta possível turnê com Judas PriestIron Maiden
Steve Harris não descarta possível turnê com Judas Priest

Ozzy Osbourne: anunciadas, de novo, datas remarcadas de turnê com Judas PriestOzzy Osbourne
Anunciadas, de novo, datas remarcadas de turnê com Judas Priest

Megadeth: Dave Ellefson rasga elogios a Ian Hill, do Judas PriestMegadeth
Dave Ellefson rasga elogios a Ian Hill, do Judas Priest

Rob Halford: autobiografia sai em outubro de 2020

Curiosidade: 5 músicos mais novos que as bandas em que tocamCuriosidade
5 músicos mais novos que as bandas em que tocam

Big 4 britânico: Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e MotörheadBig 4 britânico
Halford queria juntar Priest com Maiden, Sabbath e Motörhead

K. K. Downing: pirataria e desânimo motivaram saída do PriestK. K. Downing
Pirataria e desânimo motivaram saída do Priest

Seguidores do Demônio: as 10 bandas mais perigosas do mundoSeguidores do Demônio
As 10 bandas mais perigosas do mundo


Ozzy x Sharon: conheça a mulher que supostamente causou a separaçãoOzzy x Sharon
Conheça a mulher que supostamente causou a separação

Scorpions: As 20 melhores canções com temática românticaScorpions
As 20 melhores canções com temática romântica


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

adGoo336