Heavy Metal: As melhores de 2012 segundo o Loudwire

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Loudwire, Tradução
Enviar Correções  

Esta é mais uma lista elaborada pelos editores do Loudwire, conhecido site de notícias e TOPs do mundo do Rock e Metal. Ela de forma alguma reflete a opinião deste que vos escreve.

Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Dave Mustaine: "Kiko é o primeiro que me intimida desde Friedman"

TESTAMENT: True American Hate

O TESTAMENT é um perfeito exemplo do que deve servir de inspiração para as bandas de Thrash. Este grupo de veteranos laçou o seu décimo álbum de estúdio no final de julgo, e esta faixa é uma pequena mostra daquilo que este disco trata. Vai explodir sua cabeça.

PANTERA: Piss

Por mais que Piss tenha sido gravado 20 anos atrás, durante as sessões do "Vulgar Display of Power", esta faixa perdida foi liberada somente este ano para aclamação de todos.

Consistindo das guitarras esmagadoras de Darrel Abbott e do hostil grito de Phil Anselmo e do som hipnotizante do PANTERA, esta música define a banda como uma das maiores de todos os tempos. Piss deve ser ouvida por todos os fãs da banda.

DYING FETUS: Subjected To A Beating

Esta é a primeira música do disco de 2012 do DYING FETUS, Reign Supreme. Desde o riff de abertura, os ouvintes estarão certos que este seria um dos mais aterradores álbuns de death metal do ano.

Continuando com seu costumeiro estilo de brutal death metal, o DYING FETUS provou que ainda há muito a dizer neste gênero, contanto que suas habilidades de composição ainda estejam em dia. Esta música também entrou para o Death Match Hall of Fame do Loudwire, derrotando 4 adversários.

HIGH ON FIRE: Fertile Green

Esta música maestralmente brutal começa com uma memorável bateria, figura recorrente no disco "De Vermis Mysteriis". O álbum explora a jornada através do tempo do irmão de Jesus Cristo em uma tentatia de descobrir como seu irmão se tornou um ícone religioso.

NAPALM DEATH: Leper Colony

Esta banda tem uma longa e preciosa história de brutalidade crua, e de servir seus fãs na mais pura forma.

Os britânicos conseguiram ter sucesso novamente em 2012 com o disco Utilitarian. Leper Colony é a primeira faixa deste álbum. Apesar do seu vocal limpo ela é uma excelente precursora para um ótimo trabalho da banda.

MACHINE HEAD: Darkness Whithin

Esta é uma das músicas mais leves do álbum de 2011 do MACHINE HEAD, Unto the Locust. Lançada como um Single em 2012, Darkness Within captura por completo o leque de sons do Machine Head.

De suave, para forte, para destruidora, esta música é o pilar que sustenta a importância deste disco para os metaleiros. Para muitos esta música pode ser resumida em duas partes da letra: "Music is my savior / Save me."

GOJIRA: L’Enfant Sauvage

Os metaleiros franceses do GOJIRA são os heróis do underground há um bom tempo, mas o último single da banda tem o verdadeiro potencial para levar a banda aos grandes palcos, Com L’Enfant Sauvage eles oferecem algo que os fãs podem verdadeiramente apreciar, senão amar.

OVERKILL: Eletric Rattlesnake

Os veteranos do OVERKILL apresentaram outro sólido álbum em 2012. The Eletric Age está armado até os dentes com puro thrash metal como: "Save Yourself" e "Wish You Were Dead".

No entanto, "Eletric Rattlesnake" se destaca como uma afiada e progressiva obra prima do thrash quando o cantor, Bobby Blitz, soa por cima do instrumental com uma poderosa garganta nesta faixa de seis minutos e meio.

ANTHRAX: I’m Alive

Este single foi lançado em janeiro, quase perdendo sua chance de entrar nesta lista das melhores canções de 2012. Esta faixa prova exatamente o fato de que veteranos do metal, como O ANTHRAX ainda merecem atenção quando produzem um novo material.

A música soa nova e apaixonada, destruindo várias peças sendo feitas por bandas mais novas neste ano. "I’m Alive" dá aos fãs o que eles sempre respeitaram no lendário ANTHRAX.

GOATHWHORE: Collapse In Eternal Worth

Além do GOATHWHORE ter um dos melhores nomes de todos os tempos, lançou um dos melhores discos do ano, Blood for the Master. Além de empolgar os fãs desde o início, ela entrega letras brilhantes, como: "Frigid souls that can never feel again / Harvesting the dark magic in decay / Falling deeper into this trance of flame / Feeding from this now self worth withered."

LAMB OF GOD: Ghost Walking

O LAMB OF GOD segurou 2012 pela garganta com Resolution. Um dos primeiros discos do ano. O álbum é encabeçado por Ghost Walking, um conto pós-apocalíptico de um mundo onde não existe mais ninguém para salvar.

WOODS OF YPRES: Lightning & Snow

Como a faixa Ed abertura do álbum Grey Skies & Eletric Light, esta música combina perfeitamente Black metal, Gothic e Doom Metal.

O poder de Lightning & Snow é polarizado através dos estilos vocais, mudanças de tempo e pela intrigante história de um homem que é morto por um raio e testemunha um pós vida vazia, com o fardo de ver a ausência de Deus.



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rock in Rio: Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991Rock in Rio
Os cachês e exigências dos artistas na edição de 1991

Dave Mustaine: Kiko é o primeiro que me intimida desde FriedmanDave Mustaine
"Kiko é o primeiro que me intimida desde Friedman"


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin