Black Sabbath: Bio relata início em Birmingham até a morte de Dio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Orsi, Fonte: Blog Colecionarock
Enviar correções  |  Comentários  | 


Biografia dos criadores do Heavy Metal, Black Sabbath, escrita pelo jornalista Joel McIver, especialista em escrever sobre bandas e que já escreveu, entre outras, a biografia do Metallica.
1010 acessosTony Iommi: almoço de domingo com Ian Anderson5000 acessosNirvana: divulgadas novas fotos da cena da morte de Kurt Cobain

Com quase 500 páginas, o livro conta toda a história da banda em 3 partes com os capítulos divididos por ano, indo desde a infância pobre de OzzY, Tony, Bill e Geezer no frio subúrbio de Aston, em Birmingham na Inglaterra no final dos anos 60 até a morte de Ronnie James Dio, vítima de câncer em 2010. Todas as fases da banda são cobertas contando detalhes sobre as gravações, histórias das turnês entre outras curiosidades.

O livro começa falando sobre Birmingham, cidade onde os 4 membros originais nasceram e fala um pouco da infância de cada um até o momento de se reunirem e resolverem formar uma banda. Daí em diante, o autor conta em detalhes os primórdios do Sabbath, as mudanças de nome e os desafios enfrentados no início de carreira até a gravação do 1º álbum que mudou os rumos do Rock no início da década de 70.

A fase OzzY pega as primeiras 100 páginas do livro, falando sobre os álbuns, turnês e shows aliados à histórias e curiosidades do que aconteceu no período entre o começo da banda e a saída de Osbourne em 79. O autor também faz questão de comentar música por música de todos os discos, não poupando críticas principalmente quando se trata dos 2 últimos álbuns; Technical Ecstasy e Never Say Die.

A partir daí, o livro praticamente se divide em 2, com o autor seguindo com história do Black Sabbath já com a entrada de Ronnie James Dio nos vocais e, em paralelo, fala também sobre a carreira solo de OzzY, com todos os músicos que o acompanharam e também falando um pouco sobre os seus discos. A rivalidade entre a banda e o antigo vocalista também é bem explorada nesse período.

As constantes mudanças de formação são o foco principal na segunda parte do livro com a polêmica saída de Dio após os problemas na mixagem de Live Evil e a gravação e consequente turnê de Born Again com Ian Gillan. O disco que deveria ter saído como solo de Iommi, mas acabou saindo como Black Sabbath, Seventh Star, que contou com Glenn Hughes no vocal para a gravação e posteriormente com Ray Gillen fazendo alguns shows. Depois disso a fase com Tony Martin também é bem explorada dando detalhes das gravações e turnês dos álbuns Eternal Idon, Headless Cross e TYR.

O retorno de Dio em 1992 para o álbum Dehumanizer e os problemas de relacionamento que causaram mais uma vez a saída do vocalista são contados em detalhes pelo autor, inclusive contando que Cozy Powell foi contra o retorno de Dio, por já ter tocado com ele no Rainbow e o recrutamento de última hora de Rob Halford para os shows de despedida de OzzY, o qual Dio se recusou a participar. Um fato que mereceu certo destaque no livro foi o show em SP no Monsters of Rock de 94 que marcou a volta de Bill Ward à banda por um curto período.

Muitas curiosidades que eu nunca soube, por mais que conheça a carreira da banda são interessantes, como por exemplo, a contratação de Vinnie Appice em 1999 para ficar de stand by de Bill Ward, caso o mesmo passasse mal devido ao ataque cardíaco que sofrera meses antes durante um ensaio. Outros vocalistas temporários que chegaram a integrar a banda também são mencionados. Outro fato bastante explorado foram as intermináveis tentativas de retorno da formação original, uma hora vetada por OzzY (ou Sharon?), outra impossibilitada pela saúde debilitada de Bill ou por problemas burocráticos de gerenciamento dos artistas.

Os anos 2000, onde a banda teve pouca atividade até 2007, com o retorno de Dio, o foco fica mais na carreira solo dos integrantes como o disco solo de Iommi, os de Geezer com sua banda de Metal Industrial G/Z/R/, além obviamente, de OzzY, com a criação do OzzFest, o boom da fama com o seriado The Osbournes da MTv, e os constantes problemas de saúde por que passaram tanto OzzY quanto Sharon.

O capítulo final, que vai de 2007 a 2011, passa pelo retorno derradeiro de Dio e a criação do Heaven and Hell, que gerou o disco de inéditas The Devil You Know e duas turnês, a descoberta do câncer do vocalista e sua triste morte em 2010 e os rumores que se seguiram sobre o futuro da banda, que até então não havia anunciado o retorno da formação original que posteriormente perderia novamente o baterista Bill Ward. O capítulo também fala um pouco sobre os 2 últimos discos solos de OzzY e a reformulação de sua banda inclusiva com a troca de guitarrista, com Gus G assumindo o posto de Zakk Wylde.

Gostei bastante do livro, apesar de não concordar muito com algumas das opiniões do autor, embora talvez meu lado fã fale um pouco mais alto nesse quesito. Algo que me incomodou um pouco foram alguns erros encontrados no texto, não sei se de digitação ou de tradução, mas nada que atrapalhe a leitura. Recomendo a todos os Sabbathmaníacos e para os que gostam de livros sobre a história do rock!

Link para o post original:
http://colecionarock.blogspot.com.br/2013/03/especial-livros...

Link para o blog:
http://colecionarock.blogspot.com.br

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Tony IommiTony Iommi
Almoço de domingo com Ian Anderson

1420 acessosTony Iommi: "Valeu a pena desde o 1° dia", diz sobre carreira455 acessosHeavy Lero: a segunda parte da história do Black Sabbath com Dio0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

DioDio
Escolhendo suas músicas de Heavy Metal/Rock favoritas

Rock e MetalRock e Metal
Dez canções clássicas que citam Jesus Cristo

Black SabbathBlack Sabbath
Bill Ward não se conforma com o bumbo de Iron Man

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Livros0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"0 acessosTodas as matérias sobre "Ozzy Osbourne"

NirvanaNirvana
Divulgadas novas fotos da cena da morte Cobain

FrontmenFrontmen
Quando os originais não eram as melhores opções

BateristasBateristas
Celebrity Networth lista os trinta mais ricos do mundo

5000 acessosSlipknot: Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir5000 acessosTotal Guitar: os 20 melhores riffs de guitarra da história5000 acessosA História do Burzum5000 acessosCannibal Corpse: "a merda do nu-metal está esquecida agora"5000 acessosPhil Anselmo: vocalista conta história de suas tatuagens em vídeo5000 acessosPhil Anselmo: "Minha missão era matar o glam rock"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Paulo Orsi

Paulo Orsi, profissional de marketing, gaitista e vocalista de Blessed Bier Band e autor do blog Colecionarock sobre CDs, DVDs, Camisetas e Livros ligados ao Rock e ao Blues.

Mais matérias de Paulo Orsi no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online