Anneke Van Giersbergen: o VUUR é mais pesado que as outras bandas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Altaf
Enviar correções  |  Ver Acessos

"Together We are Free-Cities" é o álbum de estreia da banda VUUR, a nova empreitada da cantor Anneke Van Giersbergen, ex- The Gathering. Não espere desse trabalho o estilo cadenciado do The Gathering ou o lado acústico mostrado por Anneke em sua carreira solo ou no projeto Agua de Annique: o VUUR apresenta um metal moderno com toques de prog, e foi criado para diferenciar o lado pesado da música de Anneke de sua carreira solo. Nessa entrevista concedida via email, ela dá mais detalhes sobre sua nova empreitada.

Duff McKagan: "Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!"Separados no nascimento: Ritchie Blackmore e Mr. Bean

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

1 - O que a VUUR pode trazer para a atual cena musical hoje diferente dos seus esforços anteriores com The Gathering, Agua de Annique e The Gentle Storm?
AVG- > O VUUR é mais pesado, eu diria. Cada álbum em cada época do tempo tem influências próprias, então eu diria que os álbuns mais recentes são sempre os mais modernos e representam o "aqui e agora".

2 - VUUR significa "fogo" em holandês. Como vocês escolheram o nome da banda, e essa foi uma decisão democrática?
AVG-> Não, todas as idéias e decisões básicas vêm de mim. Depois do Agua de Annique, eu novamente queria um nome de banda com um dos elementos, mas a palavra fogo em inglês já foi usada tantas vezes em nomes de banda que eu queria ver se havia outra maneira de usá-lo. Para mim, VUUR soa bem. Em holandês, VUUR também significa espírito e impulso, e essa é exatamente a energia que eu queria colocar nesta banda.

3 - O álbum foi composto no estúdio, ou você trocou idéias antes de gravar? E como o trabalho de composição é dividido entre os membros da banda?
AVG-> Gravamos no Sandlane Studio's em Rijen, Holanda. O produtor Joost van den Broek e eu escrevemos as músicas juntas, com algumas co-autorias surpreendentes de nossos guitarristas Ferry e Jord, e também de Mark Holcomb - Periphery, Esa Holopainen - Amorphis e Daniel Cardoso - Anathema. Joost produziu e mixou o álbum também. Eu queria um álbum focado na guitarra. Nenhuma orquestra grande ou algo assim. Uma pedra pura, metal e som progressivo. Com todos os instrumentos cristalinos na mixagem, onde as melodias e a energia de tudo poderiam assumir a linha de frente. Joost e eu conversamos muito sobre o som e a direção, e ele realmente fez isso acontecer com seu conhecimento e criatividade. Quando a banda entrou e aprendeu e gravou as músicas, todas as músicas receberam um chute incrível na bunda! Os caras da banda são bons músicos e todos têm sua própia personalidade, que colocam na música. Estou tão feliz com esses maravilhosos músicos à minha volta.

4 - Quem criou a capa do álbum, e existe uma relação entre a capa e as letras do álbum?
AVG-> A obra de arte é feita pelos profissionais talentosos da Black & Finch. Eles capturaram a atmosfera e o tema do álbum. Reunindo a escuridão e a luz. Eu realmente amo a capa, ela se encaixa com esse estilo de música e é uma imagem bonita, o homem que carrega uma cidade. Há muita força nisso.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

5 - O título do álbum é bastante forte - "In This Moment We Are Free". Parece um reflexo do estado atual da banda, é essa a intenção?
AVG-> O título trata do fato de que vivemos em um mundo em dualidade, vivemos com escuridão e luz. Todos os dias fazemos escolhas, grandes ou pequenas, para seguir em uma direção ou outra. E é a única coisa em que precisamos encontrar um equilíbrio. Este é o tema subjacente do álbum.

6 - Os títulos das músicas no álbum são seguidos pelo nome de uma cidade. Como as cidades foram escolhidas, e há necessariamente uma relação entre as cidades e as letras de cada música?
AVG-> Como você sabe eu viajo muito. Nós vamos a tantos lugares todos os anos para fazer turnês, e descobri que em todas as cidades há uma vibração e energia diferentes e que esses lugares têm uma grande influência no meu estado de espírito. O que significa que, em muitos casos, fui inspirado a escrever novas músicas e letras. Por um longo tempo, queria criar músicas sobre as cidades reais e agora, com essa banda pesada, senti que poderia fazer esse álbum com esse conceito.

7 - Você está planejando fazer shows em todas as cidades mencionadas nos títulos das músicas?
AVG-> Claro que sim, vamos fazer uma longa tour durante o resto desse ano e todo 2018. Estou certo de que vamos tocar nessas cidades novamente.

8 - Qual é a sua música favorita no primeiro álbum?
AVG-> Essa é uma pergunta difícil, todas as músicas têm uma qualidade e vibe diferente. Mas eu gosto de músicas como "Freedom - Rio". Tem uma sensação melancólica, que eu gosto, e tem um maravilhoso coro pesado. É uma canção positiva.

9 - Qual sua opinião sobre mulheres que usam vocais de estilo gutural, como Angela Gossow e Alissa White-Gluz?
AVG-> Eu acho ótimo. Tem muito poder e energia. E essas cantoras são um recurso maravilhoso para todo o gênero do metal.

10 - Como você planeja conciliar sua carreira solo com o VUUR?
AVG-> Tudo o que quero tocar de música pesada, vou fazer com o VUUR. As coisas acústicas e algumas coisas clássicas, entre outras coisas, continuarei fazendo sob meu próprio nome. Os dois são paralelos entre si e eu gosto muito disso. Um inspira o outro. Mas por enquanto estou focando no VUUR e no novo álbum e turnê.

11 - Há alguma pergunta que você está cansado de responder nas entrevistas?
AVG-> Nenhuma :)
12 - Que conselho você daria a bandas jovens hoje em dia, dado o estado do negócio da música?
AVG-> Realmente, apenas encontre sua própria voz e som. Seja você mesmo. É a única maneira de se destacar. Leia seus contratos e seja inteligente. Use mídias sociais e não reclame ou seja negativo. Mesmo se você estiver para baixo, descubra como você pode melhorar as coisas, não se queixe.

13 - Uma última mensagem para os fãs que têm o álbum fresco nas mãos e ouvidos e querem vê-los em breve?
AVG-> Eu não posso esperar para fazer turnês com essa banda e este novo álbum! Espero vê-los todos na estrada!

VUUR - "In This Moment We Are Free - Cities"

Tracklist:
01. My Champion - Berlin
02. Time - Rotterdam
03. The Martyr and the Saint - Beirut
04. The Fire - San Francisco
05. Freedom - Rio
06. Days Go by - London
07. Sail Away - Santiago
08. Valley of Diamonds - Mexico City
09. Your Glorious Light Will Shine - Helsinki
10. Save Me - Istanbul
11. Reunite! - Paris

Músicos:
Anneke van Giersbergen - vocals
Ed Warby - drums
Jord Otto - guitars
Ferry Duijsens - guitars
Johan van Stratum - bass




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Anneke Van Giersbergen"Todas as matérias sobre "Vuur"


Duff McKagan: Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!Duff McKagan
"Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!"

Separados no nascimento: Ritchie Blackmore e Mr. BeanSeparados no nascimento
Ritchie Blackmore e Mr. Bean


Sobre Rodrigo Altaf

Mineiro nascido em 1974, esse engenheiro civil que vive e trabalha no Canadá começou a ouvir heavy metal aos dez anos, após acompanhar o Rock in Rio I pela televisão. Após vários anos sem colaborar pro Whiplash.Net, está em busca de todos os shows possíveis em Toronto. Entre suas influências estão Iron Maiden, Van Halen, Rush, AC/DC e Dream Theater.

Mais matérias de Rodrigo Altaf no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280