Tonight Alive: Jenna não é a vocalista por ser mulher, mas porque é uma cantora incrível

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

Ser comparado ao PARAMORE é algo ruim? JENNA MCDOUGALL, Whakaio Taahi, JAKE HARDY, MATT BEST e Cameron Adler, a banda de pop-punk australiana TONIGHT ALIVE desembarca nesse final de semana no Brasil para shows em São Paulo e Porto Alegre. Conversamos com o guitarrista Whakaio (pronuncia-se algo parecido com Facaio, na língua maori) sobre os shows no Brasil, sobre o novo álbum "Limitless", sobre como é ser uma banda de rock na Austrália e até sobre comparações com o PARAMORE. Confira abaixo todo o bate-papo.

Metallica e Iron Maiden: veja a diferença absurda de faturamento em shows nos EUADeuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos eles

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Foto: Jordan Knight
Foto: Jordan Knight

Daniel Tavares: Esta é a primeira vez que vocês vem para o Brasil. Quais são as suas expectativas nesta primeira viagem ao Brasil, o que vocês desejam encontrar no nosso país?

Whakaio: O Brasil é um dos países que já queríamos visitar desde o início da banda. Dizer estamos animados é um eufemismo. Nossos fãs brasileiros são tão dedicados, então eu sei que os shows serão impressionantes!

Daniel Tavares: E os fãs, o que podem esperar de seus shows aqui em São Paulo e Porto Alegre?

Whakaio: Como nós não os visitamos antes, vamos tentar tocar uma variedade de nosso catálogo. Um monte de antigas e outras novas!

Daniel Tavares: Vamos falar sobre o "Limitless". Como vocês tem visto a recepção ao álbum até agora, pelos fãs, pela crítica, etc.

Whakaio: O "Limitless" mudou o TONIGHT ALIVE e eu penso que também aos nossos fãs. Nós começamos uma jornada consciente de autoconhecimento que realmente nos levou a ficar mais próximos de descobrir nossa proposta. Nós temos sorte de ter pessoas tão dedicadas que nos seguem qualquer direção que tomemos. A recepção foi algo que não fomos capazes de prever e nós estamos bem felizes com o resultado!

Daniel Tavares: Lá atrás, quando vocês começaram, vocês imaginavam que fariam sucesso em todo o mundo, viajariam para mostrar sua música em tantos lugares diferentes?

Whakaio: Nós todos esperávamos! Foi sempre um objetivo desde o início ser uma banda internacional e nós passamos anos tentando fazer disso uma realidade. Estamos muito gratos pela oportunidade de ter pessoas que querem nos ver em todo o mundo. Cada lugar que vamos é tão diferente do outro por isso é sempre extremamente incentivador

Daniel Tavares: E vocês já tem planos para o futuro, algo inspirando vocês para escrever um sucessor de "Limitless", talvez?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whakaio: Claro! Estamos sempre escrevendo. Nós estamos em uma posição realmente excelente como uma banda agora. Todo mundo está feliz e curtindo fazer shows. Penso que estamos tocando o melhor que já pudemos. Isso nos inspira a continuar o que estamos fazendo e seguir em frente

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daniel Tavares: Algumas pessoas fazem comparações entre vocês e PARAMORE. Isso os incomodam ou é algo bom?

Whakaio: Não tenho ouvido isso por um bom tempo! Claro que não, PARAMORE é uma banda extremamente bem sucedida então se isso é o pior que pessoas têm a dizer, então eu estou ok com isso!

Foto: Jordan Knight
Foto: Jordan Knight

Daniel Tavares: Hoje, é muito comum ver mulheres nos principais microfones de bandas formadas por homens. Como você vê a evolução das mulheres em geral neste mundo que já foi dominado por caras?

Whakaio: Eu acho que a evolução é que está se tornando normal e não um ponto a se falar.. Jenna não é a vocalista porque ela é uma mulher. Jenna é o vocalista, porque ela é uma cantora incrível com uma presença de palco enorme.

Foto: Jordan Knight
Foto: Jordan Knight

Daniel Tavares: Vocês ficaram conhecidos em todo o mundo depois que "The Edge" foi incluída na trilha sonora de "O Espetacular Homem-Aranha 2 - A Ameaça de Electro". Vocês tem qualquer relação com quadrinhos, você gosta de ler histórias em quadrinhos? E se ignorarmos o fato de que acabo de mencionar, você prefere a série de filmes mais recente, com Andrew Garfield, ou você gosta mais da outra série, com Tobey Maguire?

Whakaio: Nós não lemos muitas histórias em quadrinhos, mas ficamos bem felizes de ser parte dessa trilha sonora. Nós crescemos com os filmes do Toby Maguire, assim nós gostamos mais deles com certeza!

Daniel Tavares: E o que dizer de bandas australianas. Quais bandas da Austrália tiveram influências sobre sua música? Eu estava ouvindo novamente Midnight Oil há poucos dias, uma banda que eu ouvia muito quando eu era adolescente. Estou curioso para saber se era tão importante para você também?

Whakaio: Eu acho que bandas australianas que trabalham duro têm influenciado a nossa ética de trabalho. Bandas como PARKWAY DRIVE que excursionaram constantemente e lançaram grandes discos há mais de 10 anos é algo para admirar. Sendo uma banda da Austrália é muito difícil porque há tantos custos envolvidos em viajar para qualquer lugar. Mas isso não os impediu, e isso não vai nos parar!

Daniel Tavares: E bandas brasileiras, esta é uma pergunta que faço a todos os meus entrevistados. Existe alguma banda brasileira ou artista que você gosta ou até mesmo que tenha tido qualquer influência sobre a sua música ou estilo de tocar?

Whakaio: Temos esperança de saber mais sobre alguns grandes bandas brasileiras depois que chegarmos aí! Estamos muito animado para ter um gostinho da cultura e da música.

Daniel Tavares: Vamos terminar com uma mensagem a todos os fãs brasileiros da TONIGHT ALIVE, mais particularmente para aqueles que vão vê-los ao vivo no palco em São Paulo e Porto Alegre.

Whakaio: Estamos empolgados demais, demais para ver todos vocês! Tem sido um caminho muito longo e não podemos esperar para compartilhar nossa energia com vocês. Obrigado pela sua paciência, veremos todos vocês em breve !!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Tonight Alive"Todas as matérias sobre "Paramore"


Kerrang: Os 50 discos mais importantes dos anos 2000Kerrang
Os 50 discos mais importantes dos anos 2000

Paramore: o que acontece quando você ouve uma música a 33rpm?Paramore
O que acontece quando você ouve uma música a 33rpm?


Metallica e Iron Maiden: veja a diferença absurda de faturamento em shows nos EUAMetallica e Iron Maiden
Veja a diferença absurda de faturamento em shows nos EUA

Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesDeuses do Rock
O tempo passa para (quase) todos eles


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280